A maior rede de estudos do Brasil

Qual o procedimento a ser adotado se o empregado que está cumprindo aviso prévio praticar irregularidades no trabalho?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

"Art. 489 - Dado o aviso prévio, a rescisão torna-se efetiva depois de expirado o respectivo prazo, mas, se a parte notificante reconsiderar o ato, antes de seu termo, à outra parte é facultado aceitar ou não a reconsideração."

Desta forma, temos que durante o período de aviso prévio o contrato de trabalho ainda está vigente. Isso significa que o empregador terá que manter os pagamentos de salários, benefícios, além de cumprir as demais obrigações até o último dia do aviso. Do lado do empregado persiste a obrigação de realizar o seu trabalho da melhor forma possível.

Caso o empregado cometa irregularidades durante este período, o empregador poderá aplicar as sanções disciplinares cabíveis (advertência, suspensão e, ao extremo, até mesmo uma demissão por justa causa), da mesma forma que o faria se o empregado não estivesse em cumprimento de aviso prévio. 

"Súmula nº 73 do TST

DESPEDIDA. JUSTA CAUSA (nova redação) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e 21.11.2003 A ocorrência de justa causa, salvo a de abandono de emprego, no decurso do prazo do aviso prévio dado pelo empregador, retira do empregado qualquer direito às verbas rescisórias de natureza indenizatória."

Importa salientar, no entanto, que da mesma forma que a empresa poderá aplicar uma demissão por justa causa se houver motivos suficientes (Art. 482 da CLT) durante o periodo do aviso prévio, o empregado também terá a possibilidade de recorrer à demissão indireta do contrato de trabalho, caso o empregador incorra em algumas das situações previstas no artigo 483 da CLT.

Fonte:

https://wptoni.jusbrasil.com.br/artigos/417086641/o-que-fazer-quando-o-empregado-comete-irregularidades-durante-o-aviso-previo-trabalhado

"Art. 489 - Dado o aviso prévio, a rescisão torna-se efetiva depois de expirado o respectivo prazo, mas, se a parte notificante reconsiderar o ato, antes de seu termo, à outra parte é facultado aceitar ou não a reconsideração."

Desta forma, temos que durante o período de aviso prévio o contrato de trabalho ainda está vigente. Isso significa que o empregador terá que manter os pagamentos de salários, benefícios, além de cumprir as demais obrigações até o último dia do aviso. Do lado do empregado persiste a obrigação de realizar o seu trabalho da melhor forma possível.

Caso o empregado cometa irregularidades durante este período, o empregador poderá aplicar as sanções disciplinares cabíveis (advertência, suspensão e, ao extremo, até mesmo uma demissão por justa causa), da mesma forma que o faria se o empregado não estivesse em cumprimento de aviso prévio. 

"Súmula nº 73 do TST

DESPEDIDA. JUSTA CAUSA (nova redação) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e 21.11.2003 A ocorrência de justa causa, salvo a de abandono de emprego, no decurso do prazo do aviso prévio dado pelo empregador, retira do empregado qualquer direito às verbas rescisórias de natureza indenizatória."

Importa salientar, no entanto, que da mesma forma que a empresa poderá aplicar uma demissão por justa causa se houver motivos suficientes (Art. 482 da CLT) durante o periodo do aviso prévio, o empregado também terá a possibilidade de recorrer à demissão indireta do contrato de trabalho, caso o empregador incorra em algumas das situações previstas no artigo 483 da CLT.

Fonte:

https://wptoni.jusbrasil.com.br/artigos/417086641/o-que-fazer-quando-o-empregado-comete-irregularidades-durante-o-aviso-previo-trabalhado

User badge image

Jefersson

Há mais de um mês

Entende-se que durante o Aviso Prévio o contrato de trabalho ainda está vigente, sendo que assim as Obrigações continuam exatamente as mesmas, com base nisso, podemos concluir que o empregador deve manter pagamentos de salários, benefícios, entre outros, até o último dia do aviso. O empregado deve combrir suas obrigações de realizar o trabalho da melhor forma possível.

Art. 489 da CLT Dado o aviso prévio, a rescisão torna-se efetiva depois de expirado o respectivo prazo, mas, se a parte notificante reconsiderar o ato, antes de seu termo, à outra parte é facultado aceitar ou não a reconsideração.
Parágrafo único - Caso seja aceita a reconsideração ou continuando a prestação depois de expirado o prazo, o contrato continuará a vigorar, como se o aviso prévio não tivesse sido dado.

Assim, na pergunta em questão, o empregador poderá aplicar as sanções disciplinares cabíveis (advertência, suspensão e, ao extremo, até mesmo uma demissão por justa causa), da mesma forma que o faria se o empregado não estivesse em cumprimento de aviso prévio.

    Súmula nº 73 do TST

    DESPEDIDA. JUSTA CAUSA (nova redação) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e 21.11.2003 A ocorrência de justa causa, salvo a de abandono de emprego, no decurso do prazo do aviso prévio dado pelo empregador, retira do empregado qualquer direito às verbas rescisórias de natureza indenizatória.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas