A maior rede de estudos do Brasil

Redução da maior idade penal

 

Qual sua opinião em relação à redução da maior idade penal?


10 resposta(s)

User badge image

lucas

Há mais de um mês

olá Iris, então é um assunto bem difícil esse mas vamos lá: de uns tempos pra cá percebeu-se um grande aumento do número de crimes praticados por menores de 17,16,15... os "inimputáveis". então para encontrar para uma solução a mídia, emprensa e os cidadãos decidiram que diminuir a maioridade penal para 16 anos por exemplo seria a grande saida para a sociedade. mas e os crimes cometidos pelos jovens de 15,14,13..??? 

creio que a redução seria apenas um remédio, mas não a cura; e esse mal tem que ser resolvido pela raiz senão ele só se tornará mais forte. não adianta investir em cadeias e esquecer das escolas. não adianta resolver o fim se o início é negligenciado.

olá Iris, então é um assunto bem difícil esse mas vamos lá: de uns tempos pra cá percebeu-se um grande aumento do número de crimes praticados por menores de 17,16,15... os "inimputáveis". então para encontrar para uma solução a mídia, emprensa e os cidadãos decidiram que diminuir a maioridade penal para 16 anos por exemplo seria a grande saida para a sociedade. mas e os crimes cometidos pelos jovens de 15,14,13..??? 

creio que a redução seria apenas um remédio, mas não a cura; e esse mal tem que ser resolvido pela raiz senão ele só se tornará mais forte. não adianta investir em cadeias e esquecer das escolas. não adianta resolver o fim se o início é negligenciado.

User badge image

Carlos Henrique

Há mais de um mês

Olá Iris, veja só...

Se você pesquisar vai ver que na Argentina a maioridade penal hoje é de 16 anos, e caso pesquise mais ainda, verá que após a redução da maioridade penal lá, eles estavam tão ludibriados com esse tipo "solução" (reduzir a maioridade), que ao ver que os resultados não estavam chegando onde tinham esperado, decidiram, fazer uma nova redução, passaram então para os 14 anos! Não preciso falar que o resultado foi desastroso, e dentro de pouco tempo a maioridade penal foi aumentada para 16 anos novamente.

Mas vamos trazer a situação aqui para o Brasil, analisemos os efeitos práticos. Considere antes de mais nada, o déficit carcerário no país, que da última vez que tive notícias estava em torno de 200.000 vagas, agora some com a criminalização de todos os jovens entre 16 e 18 que cometerem infrações, além dos quase 19.000 que já estão internados, estes que por suas vez, também contam com a falta de vagas, sendo que havia no Brasil quando soube pela última vez, algo em torno de 15.500 vagas nas unidade de internação. Penso que não teríamos estrutura física para tal mudança (não temos hoje estrutura para nossa atual condição).

Agora vejamos a questão dos gastos individuais. Por ano o governo federal gasta cerca de R$ 40.000,00 reais por preso, enquanto a média do valor gasto com cada aluno do ensino superior da rede Federal é de cerca de R$ 15.000,00. Para piorar a situação, levemos para a cena estadual, onde é que está a maioria dos presos. Lá a diferença é ainda maior. Para cada aluno da rede estadual (ensino médio), o valor gasto anualmente é de cerca de R$ 2.300,00, enquanto com um detendo é de - se não me engano - R$ 20.000,00.

Não é nem economicamente viável, fora o fato de que um detento é um peso morto para a sociedade, pois, além de não serem contribuintes (já que estão presos, é óbvio), há gastos enormes gastos com esses indivíduos, que vão desde a comida, até o salário dos funcionários do sistema penitenciário, não contabilizados aí, os gasto com segurança pública que aumenta a cada ano devido alta do índice de criminalidade, que por sua vez é reflexo do descaso do Estado. Entende? Está tudo interligado, ação e reação!

Agora avaliemos sob o prisma do aspecto social. Deve-se perguntar, porque todos esses jovens que comentem infrações, fazem isso? Não serei ingênuo de pensar que 100% dos delitos são devido à condição de vida desses jovens, mas a grande maioria, com certeza não seriam tomados pela criminalidade caso o Estado oferecesse o suporte necessário para esses jovens e suas famílias. E também de o fato da condição das penitenciarias do país. O sujeito que fica preso por meses, anos, em celas como a que temos, passando por condições desumanas, não irá sair de lá, uma pessoa reabilitada para o convívio. Um detento a mais é um cidadão a menos.

Além desses argumentos expostos que poderiam ser mais trabalhados, há vários outros que podem ser apontados para mostrar porque, não é uma viável uma redução da maioridade. Penso que o grande numero de pessoas que apóiam isso, são desinformados e influenciados por uma mídia sensacionalista e manipuladora.

User badge image

Alisson

Há mais de um mês

Bem, essa é uma questão muito polêmica que precisa ser bastante discutida principalmente por nós estudantes de Direito, os futuros magistradps desse país.

A menor idade não é a solução para a situação atual do Brasil, já que sabemos que as cadeias perderam a sua função original que seria de ressocializar o detido, hoje elas funcionam como verdadeiras universidades do crime. O que os menores fariam dentro de um sistema penitenciário falido? A redução da maior idade acarretaria ainda mais na super lotação das penitenciarias. 

Existi sim um clamor social a esse respeito e esse clamor deve ser atendido, sendo essa uma função essencial do Direito. Mas a ferida é bem mais profunda. Uma reforma radical na educação, saúde, no sistema penitenciário, em fim há muito que se discutir! 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes