A maior rede de estudos do Brasil

o que diferencia o direito dos juristas,de acordo com Carnelutti ?

o que diferencia o direito dos juristas,de acordo com Carnelutti ?


1 resposta(s)

User badge image

Paolla

Há mais de um mês

 Francesco Carnelutti relata em seu livro conceitos de : direito, jurista, as relações de Direito Economia, as relações de Direito e Moral, o delito, a propriedade, o contrato, a legislação, o juízo, o Estado, a Comunidade internacional e a jurisprudência como elementos funadamentais para o entendimento do nascimento e amadurecimento do direito.Na fabricação do direito é necessário o grande operário denominado Jurista para a produção das leis, sendo de fundamental importância a qualidade desses para confecção de boas leis, ao contrário do que vemos hoje onde parlamentares e juristas não qualificados produzem maus frutos para o ordenamento.

O legislador que tem por função a formulação das leis e o juiz de aplicálas, lembrando que todos os cidadãos são também aplicadores das leis quando conhecem o direito. Então, como é possível melhorar esse conhecimento? talvez pela base educacional com o intuito de combater as pragas sociais como: deliquência e ligitiosidade.

O direito nasceu com a necessidade do homem de satisfazer os seus anseios, mas quanto mais tem, mais quer  ter, sendo talvez a faísca das guerras, pois os bens são limitados.Cabe uma reflexão sobre o bem mais precioso que é a vida. Será justo ver guerras sacrificando pessoas,famílias e comunidades em prol de terras ou por puro ''acheísmo'' em se considerar mais forte e ter o direito de dominar os mais fracos. A guerra gera desordem e o remédio para essa doença é a busca de um estado de paz e harmonia internamente e exernamente do Estado, ou seja, um contrato, um pacto ou pactum, pois no íntimoos homens buscam estar juntos e não em pé de guerra uns com os outros. O contrato é um fruto da economia que se estendeu para o direito, mas enquanto este fruto se encontra na primeira não é uma garantia de paz, pois é uma forma de equilíbrio entre as partes do negócio.

 Francesco Carnelutti relata em seu livro conceitos de : direito, jurista, as relações de Direito Economia, as relações de Direito e Moral, o delito, a propriedade, o contrato, a legislação, o juízo, o Estado, a Comunidade internacional e a jurisprudência como elementos funadamentais para o entendimento do nascimento e amadurecimento do direito.Na fabricação do direito é necessário o grande operário denominado Jurista para a produção das leis, sendo de fundamental importância a qualidade desses para confecção de boas leis, ao contrário do que vemos hoje onde parlamentares e juristas não qualificados produzem maus frutos para o ordenamento.

O legislador que tem por função a formulação das leis e o juiz de aplicálas, lembrando que todos os cidadãos são também aplicadores das leis quando conhecem o direito. Então, como é possível melhorar esse conhecimento? talvez pela base educacional com o intuito de combater as pragas sociais como: deliquência e ligitiosidade.

O direito nasceu com a necessidade do homem de satisfazer os seus anseios, mas quanto mais tem, mais quer  ter, sendo talvez a faísca das guerras, pois os bens são limitados.Cabe uma reflexão sobre o bem mais precioso que é a vida. Será justo ver guerras sacrificando pessoas,famílias e comunidades em prol de terras ou por puro ''acheísmo'' em se considerar mais forte e ter o direito de dominar os mais fracos. A guerra gera desordem e o remédio para essa doença é a busca de um estado de paz e harmonia internamente e exernamente do Estado, ou seja, um contrato, um pacto ou pactum, pois no íntimoos homens buscam estar juntos e não em pé de guerra uns com os outros. O contrato é um fruto da economia que se estendeu para o direito, mas enquanto este fruto se encontra na primeira não é uma garantia de paz, pois é uma forma de equilíbrio entre as partes do negócio.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes