A maior rede de estudos do Brasil

O que seria uma obrigação real?

Em que situações encontraria tais obrigações?

Direito Civil II

ESTÁCIO


3 resposta(s)

User badge image

Rafael Verdival

Há mais de um mês

É uma obrigação propter rem, ou seja, em razão da coisa. Esse tipo de obrigação não é consequência de um contrato, mas da propriedade existente sobre determinado bem. Logo, quem adquire certo bem, também adquire a obrigação real, que vem da coisa. Quem adquire um bem específico irá se tornar, inevitavelmente,  devedor, pois esse aspecto decorre da condição de dono desse bem.

A obrigação, nesse caso, se vincula a coisa. Sendo assim, se um indivíduo adquire algum imóvel que esteja com dívida, essa dívida passa para esse indivíduo, mesmo que o débito tenha sido gerado pelo antigo proprietário.

Resumindo, é um tipo de obrigação que está no bem, na coisa em si. Logo, quem se torna proprietário desse, torna-se também responsável pelas obrigações a ele vinculadas.

É uma obrigação propter rem, ou seja, em razão da coisa. Esse tipo de obrigação não é consequência de um contrato, mas da propriedade existente sobre determinado bem. Logo, quem adquire certo bem, também adquire a obrigação real, que vem da coisa. Quem adquire um bem específico irá se tornar, inevitavelmente,  devedor, pois esse aspecto decorre da condição de dono desse bem.

A obrigação, nesse caso, se vincula a coisa. Sendo assim, se um indivíduo adquire algum imóvel que esteja com dívida, essa dívida passa para esse indivíduo, mesmo que o débito tenha sido gerado pelo antigo proprietário.

Resumindo, é um tipo de obrigação que está no bem, na coisa em si. Logo, quem se torna proprietário desse, torna-se também responsável pelas obrigações a ele vinculadas.

User badge image

Esdras Arthur Lopes S. Pessoa

Há mais de um mês

Obrigação real corresponde ao vinculo  juridico  que se origina da lei com caracteristica de direitos reais e transmissão automatica ao novo proprietario da coisa.

User badge image

Alexander Sudário

Há mais de um mês

a)   Quanto ao sujeito de direito

 

Direito pessoal: tem sujeito ativo e passivo

Direito real: segundo a teoria clássica, tem apenas o sujeito ativo

 

b)   Quanto à ação

 

Direito pessoal: ação pessoal contra determinado indivíduo

Direito real: ação real contra quem detiver a coisa, sendo oponível erga omnes

 

c)   Quanto ao objeto

 

Direito pessoal: prestação

Direito real: coisa corpórea ou incorpórea

 

d)   Quanto ao limite

 

Direito pessoal: é ilimitado

Direito real: é limitado

 

e)   Quanto ao modo de gozar o direito

 

Direito pessoal: exige intermediário

Direito real: supõe o exercício direto, pelo titular, do direito sobre a coisa

 

f)    Quanto à extinção

 

Direito pessoal: extingue-se pela inércia

Direito real: conserva-se até que haja uma situação contrária em proveito de outro titular

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes