A maior rede de estudos do Brasil

Sobre a retroatividade e a lei penal em branco.

Eu não entendo muito bem sobre a lei penal em branco, e agora gostaria de saber sobre a retroatividade da lei penal nela. Podem me ajudar?


5 resposta(s)

User badge image

Lyra

Há mais de um mês

claro! mas a resposta é complicada, pois há divergencia doutrinária. a questão é a seguinte..uma norma penal em branco é uma norma incompleta, ela precisa de um complemento normativo (uma outra lei ou um ato infralegal) para complementa-la. Havendo uma modificacao benefica ao bandidinho no complemento, ha retroatividade?

-> sim, sempre! basileu garcia

-> não, nunca! frederico marques e magalhaes noronha

-> depende. para haver a retroatividade deve ocorrer real modificaçao, não uma alteracao meramente circunstancial (mirabete)

-> depende. sendo uma norma complementada por outra lei retroage. sendo uma lei complementada por atro infralegal é necessário fazer um distinção entre complementos com feição de normalidade e de anormalidade. Quando se trata de complemento em situação de normalidade, a modificação benéfica retroagirá para favorecer o réu. Mas, quando se tratar de complemento excepcional sua alteração não retroage.  (zaffaroni, stf e alberto silva franco)

claro! mas a resposta é complicada, pois há divergencia doutrinária. a questão é a seguinte..uma norma penal em branco é uma norma incompleta, ela precisa de um complemento normativo (uma outra lei ou um ato infralegal) para complementa-la. Havendo uma modificacao benefica ao bandidinho no complemento, ha retroatividade?

-> sim, sempre! basileu garcia

-> não, nunca! frederico marques e magalhaes noronha

-> depende. para haver a retroatividade deve ocorrer real modificaçao, não uma alteracao meramente circunstancial (mirabete)

-> depende. sendo uma norma complementada por outra lei retroage. sendo uma lei complementada por atro infralegal é necessário fazer um distinção entre complementos com feição de normalidade e de anormalidade. Quando se trata de complemento em situação de normalidade, a modificação benéfica retroagirá para favorecer o réu. Mas, quando se tratar de complemento excepcional sua alteração não retroage.  (zaffaroni, stf e alberto silva franco)

User badge image

Lyra

Há mais de um mês

estou a disposiçao para mairoes esclarecimetnos

User badge image

Lilian Renó

Há mais de um mês

Obrigada, adoro suas respostas, são bem claras.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes