A maior rede de estudos do Brasil

O que é onerosidade excessiva no contrato de adesão?

Direito Civil I

ESTÁCIO


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Carlos Eduardo Ferreira de Souza Verified user icon

Há mais de um mês

  1. Onerosidade excessiva: incorreta. Primeiramente, a onerosidade excessiva requer contratos de execução continuada ou diferida, que não é o presente caso. Em segundo lugar, as obrigações deveriam se tornar excessivamente onerosa para uma das partes e vantajosa para a outra, o que também não ocorreu. Por fim, a onerosidade excessiva leva à resolução contratual e não à anulação do negócio jurídico (art. 478 a 480, do CC).
  1. Onerosidade excessiva: incorreta. Primeiramente, a onerosidade excessiva requer contratos de execução continuada ou diferida, que não é o presente caso. Em segundo lugar, as obrigações deveriam se tornar excessivamente onerosa para uma das partes e vantajosa para a outra, o que também não ocorreu. Por fim, a onerosidade excessiva leva à resolução contratual e não à anulação do negócio jurídico (art. 478 a 480, do CC).
User badge image

Rafael Lima

Há mais de um mês

A onerosidade excessiva é a situação em que a parte responsável pela elaboração do contrato de adesão estabelece cláusulas que o favorecem em demasia em prejuízo da parte contrária. O Código de Defesa do Consumidor determina a nulidade das cláusulas iníquas e abusivas, porque colocam o consumidor em manifesta desvantagem em relação ao fornecedor. É o caso, por exemplo, de um contrato que preveja a inexistência de garantia na venda de um bem de consumo durável, como um ventilador.

User badge image

Cristiano Lousada

Há mais de um mês

A onerosidade excessiva no contrato de adesão é quando as obrigações e/ou benefícios do contratado são excessivamente em detrimento do seu contratante. Em se tratando de contrato de adesão podemos dizer que é aquele contrato onde as cláusulas já vêm prontas e o seu contratante simplesmente adere, ou seja, aceita tal como está, para exemplificar podemos mencionar os contratos bancários e de cartões de crédito.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas