A maior rede de estudos do Brasil

Pergunta 1: Qual estrutura de mercado que tem concorrência perfeita mas também tem monopólio? Pergunta 2: Como surge o preço de mercado?

Preciso urgentemente das respostas para essas duas perguntas pois não consegui encontrar em nenhum lugar.

2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Em microeconomia, a concorrência perfeita é uma situação ideal de mercado na qual existe uma grande quantidade de vendedores e uma grande quantidade de compradores. Esse cenário favoreceria um equilíbrio natural nos preços pela relação entre a oferta e a demanda. Também chamada de concorrência pura, a concorrência perfeita é um conceito que não se verifica no mundo real, sendo mais um modelo teórico do que prático. O setor de hortifrutigranjeiros costuma ser apontado como o exemplo mais próximo desse modelo. A concorrência é de certo modo o tipo ideal de comportamento do mercado, onde há a produção por parte de uns tantos, e consumo por parte de outros. A sua face mais aperfeiçoada é a concorrência perfeita, onde consumidor e produtor encontram-se em total equilíbrio, ambos tendo a necessária informação de como, quanto e por quanto devem consumir determinado bem. A estrutura de concorrência perfeita não se aplica apenas ao mercado de bens e serviços. Ela também pode ser pensada para o mercado de fatores de produção, que são o conjunto de elementos indispensáveis a um processo produtivo, como a mão de obra e os recursos naturais. Em um mercado de fatores de produção com concorrência perfeita, existiria, por exemplo, uma oferta abundante de mão de obra e de fornecedores, tornando os preços desses fatores constantes para as empresas.

Em microeconomia, a concorrência perfeita é uma situação ideal de mercado na qual existe uma grande quantidade de vendedores e uma grande quantidade de compradores. Esse cenário favoreceria um equilíbrio natural nos preços pela relação entre a oferta e a demanda. Também chamada de concorrência pura, a concorrência perfeita é um conceito que não se verifica no mundo real, sendo mais um modelo teórico do que prático. O setor de hortifrutigranjeiros costuma ser apontado como o exemplo mais próximo desse modelo. A concorrência é de certo modo o tipo ideal de comportamento do mercado, onde há a produção por parte de uns tantos, e consumo por parte de outros. A sua face mais aperfeiçoada é a concorrência perfeita, onde consumidor e produtor encontram-se em total equilíbrio, ambos tendo a necessária informação de como, quanto e por quanto devem consumir determinado bem. A estrutura de concorrência perfeita não se aplica apenas ao mercado de bens e serviços. Ela também pode ser pensada para o mercado de fatores de produção, que são o conjunto de elementos indispensáveis a um processo produtivo, como a mão de obra e os recursos naturais. Em um mercado de fatores de produção com concorrência perfeita, existiria, por exemplo, uma oferta abundante de mão de obra e de fornecedores, tornando os preços desses fatores constantes para as empresas.

User badge image

Guilherme Lacerda

Há mais de um mês

Pergunta 1:  Nenhuma estrutura contém os dois por completo, mas existe a concorrência monopolista com elementos de monopólios e da concorrência perfeita. Nesse caso, há muitas empresas vendendo produtos diferenciados porém que são substitutos próximos.

Pergunta 2: Segundo os neoclássicos, é o preço de equilíbrio, ou seja, o ponto em que a demanda agregada encontra a oferta agregada. Já segundo os clássicos e os marxistas, está relacionado com o custo de produção, uma vez que eles usam a teoria do valor-trabalho.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas