A maior rede de estudos do Brasil

De que forma a frequência cardíaca interfere na pressão arterial ?

Fisiologia IANHANGUERA

3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A frequência cardíaca é modulada pelo sistema nervoso autonômico, parassimpático, simpático e frequência cardíaca intrínseca. Porém, batimento a batimento cardíaco, ocorrem modificações na magnitude da atuação das alças do sistema nervoso autonômico sobre o coração, provocando oscilações nos níveis da frequência cardíaca, denominadas variabilidade da frequência cardíaca (VFC).


Assim, a VFC é utilizada como método para avaliação da atividade do sistema nervoso autonômico ncardíaco. O ritmo circadiano é caracterizado por alterações periódicas que ocorrem ao longo de aproximadamente 24 horas, esse interfere diretamente nos valores da frequência cardíaca.


Portanto, a VFC também sofre oscilações circadianas ligadas ao ciclo vigília e sono. O exercício físico também exerce grande influência na frequência cardíaca, em conseqüência da retirada parassimpática e aumento da atividade simpática, desta forma a VFC também pode ser utilizada durante o exercício físico.

A frequência cardíaca é modulada pelo sistema nervoso autonômico, parassimpático, simpático e frequência cardíaca intrínseca. Porém, batimento a batimento cardíaco, ocorrem modificações na magnitude da atuação das alças do sistema nervoso autonômico sobre o coração, provocando oscilações nos níveis da frequência cardíaca, denominadas variabilidade da frequência cardíaca (VFC).


Assim, a VFC é utilizada como método para avaliação da atividade do sistema nervoso autonômico ncardíaco. O ritmo circadiano é caracterizado por alterações periódicas que ocorrem ao longo de aproximadamente 24 horas, esse interfere diretamente nos valores da frequência cardíaca.


Portanto, a VFC também sofre oscilações circadianas ligadas ao ciclo vigília e sono. O exercício físico também exerce grande influência na frequência cardíaca, em conseqüência da retirada parassimpática e aumento da atividade simpática, desta forma a VFC também pode ser utilizada durante o exercício físico.

User badge image

Juntos somos

Há mais de um mês

Paula, para responder essa questão temos que lembrar que:

Pressão arterial = Débito cardíaco X resistência periférica

Débito cardíaco = Frequência cardíaca X Volume ejetado

Portanto, analisando as fórmulas acima, sem que ocorra mudanças no volume ejetado e na resistência periférica. Teremos :

Se a Frequência cardíaca aumentar, aumenta o Débito cardíaco. Com o aumento do Débiito cardíaco aumenta a Pressão arterial.

Se a Frequência cardíaca diminuir, diminui o Débito cardíaco. Com a diminuição do Débito cardíaco diminui a Pressão arterial.

Essa é a relação um aumento da frequência cardíaca gera aumento da pressão arterial. E uma diminuição da frequência cardíaca gera uma diminuição (queda) da pressão arterial. Isso claro se não ocorrer alterações no volume ejetado pelo coração e na resistência periférica.

Boa sorte nos estudos, bjs

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas