A maior rede de estudos do Brasil

diluição

A concentração da solução de glicose em estoque é : 2g/250mL.

Precisamos fazer uma diluição seriada de 800mg/dL, 400mg/dL e 200 mg/dL.

A solução será preparada em um tubo de ensaio, portanto o volume máximo que o tubo de ensaio comporta é 10 mL. Precisamos ter no final, em cada tu bo, pelo menos 2 mL

 

E ai como faremos? Façam um esquema e                         informe os valores de como faremos essas diluições.


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Uma diluição seriada é basicamente uma série de diluições simples que amplifica o fator de diluição. A fonte da amostra para diluição de cada etapa vem da diluição anterior.

Todas as diluições na série têm o mesmo fator de diluição, em que a amostra da diluição anterior é usada para fazer a diluição subsequente.

Por exemplo, se eu tiver uma diluição 1/2, meu fator de diluição é 2. Todas as diluições seguintes serão multiplicados por 2.

1/2 * 2 = 1/4 * 2 = 1/8 * 2 = 1/16 …

O objetivo desse tipo de diluição é ir diminuindo progressivamente a quantidade de soluto (amostra) em relação ao diluente.

Volume transferido = Volume do diluente / (Fator de diluição -1);
Volume total misturado = Volume do diluente + Volume transferido.

Uma diluição seriada é basicamente uma série de diluições simples que amplifica o fator de diluição. A fonte da amostra para diluição de cada etapa vem da diluição anterior.

Todas as diluições na série têm o mesmo fator de diluição, em que a amostra da diluição anterior é usada para fazer a diluição subsequente.

Por exemplo, se eu tiver uma diluição 1/2, meu fator de diluição é 2. Todas as diluições seguintes serão multiplicados por 2.

1/2 * 2 = 1/4 * 2 = 1/8 * 2 = 1/16 …

O objetivo desse tipo de diluição é ir diminuindo progressivamente a quantidade de soluto (amostra) em relação ao diluente.

Volume transferido = Volume do diluente / (Fator de diluição -1);
Volume total misturado = Volume do diluente + Volume transferido.

User badge image

Breno

Há mais de um mês

É importante, antes de tudo, converter as unidades, passando de g para mg e mL para dL. Portanto, sabendo que 1 g equivale a 1000 mg e 1 mL equivale a 0,01 dL, obtem-se as seguintes concentrações: (1) 0,8 g/ 100 mL, (2) 0,4 g/ 100 mL e (3) 0,2 g/ 100 mL. A partir dessa transformação, fica mais fácil calcular as diluições desejadas. Utiliza-se a fórmula C¹.V¹=C².V², onde C¹ e C² são as concentrações inicial e final, respectivamente, e V¹ e V² são os volumes inicial e final, respectivamente. (V² será igual a 10 mL), logo:

*Concentração (1):

C¹.V¹=C².V²  ->  2.V¹=0,8.10  ->  V¹= 4 mL de solução de glicose e completa o volume com água destilada até 10 mL

*Concentração (2):

C¹.V¹=C².V²  ->  2.V¹=0,4.10  ->  V¹= 2 mL de solução de glicose e completa o volume com água destilada até 10 mL

*Concentração (3):

C¹.V¹=C².V²  ->  2.V¹=0,2.10  ->  V¹= 1 mL de solução de glicose e completa o volume com água destilada até 10 mL

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas