A maior rede de estudos do Brasil

conceito de hipersemsibilidade

Imunologia

UNIP


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A hipersensibilidade refere-se à alteração de um tecido causada por uma resposta imune que ocorre de forma exagerada ou inapropriada. As reações de hipersensibilidade são respostas imunes protetoras que algumas vezes resultam em reações inflamatórias e dano tecidual.As doenças  de hipersensibilidade são classificadas baseadas no mecanismo imunológico principal que é responsável pela lesão tecidual e a doença.


Tipos de Hipersensibilidade: 


Hipersensibilidade tipo I: ou imediata, ocorre quando uma resposta IgE é dirigida contra antígenos inócuos, como pólen, ácaro da poeira doméstica ou pêlo de animais. A liberação resultante de mediadores farmacológicos, tais como a histamina, por mastócitos sensibilizados por IgE, produz uma reação inflamatóra aguda com sintomas como asma e rinite.



Hipersensibilidade tipo II: ou citotóxica anticorpo-dependente, ocorre quando o anticorpo liga-se a um antígeno próprio nas células do indivíduo ou a um antígeno estranho e conduz à fagocitose, atividade de células exterminadoras ou lise mediada por complemento. Ex: reações transfusionais, principalmente reações aos eritrócitos (sintomas: febre, hipotensão, lombalgia, sensação de compressão torácica, náusea e vômito); doença hemolítica do recém nascido, anemias hemolíticas auto-imunes, reações induzidas por drogas contra componentes sanguíneos (raro ocorrer com penicilinas, quinia e sulfonamidas, 0,3% casos com alfa metildopa); reações contra leucócitos e plaquetas (púrpura trombocitopênica idiopática, anticorpos contra fosfolipídeos (trombose venosa e abortos recorrentes), também trombocitopenia pode ser induzida por drogas), rejeição hiperaguda de transplante (de alguns minutos a 48 h de completado o transplante, vistos em transplantes que são revascularizados diretamente após o procendimento, como os renais); síndrome de Goodpasture, miastenia gravis e Síndrome de Lambert-Eaton).



Hipersensibilidade tipo III: ou mediada por complexo imune, desenvolve-se quando são formados complexos em grande quantidade ou quando estes não podem ser removidos adequadamente pelo sistema reticuloendotelial levando a reações do tipo doença do soro. Ex: Artrite reumatóide, LES, Poliarterite, Polimiosite, Dermatomiosite, Vasculite cutânea, Alveolite fibrosante, Crioglobulinemia, Doença devido a antígenos microbianos (Hanseníase, Endocardite Bacteriana, Malária, Tripanossomíase africana, Hepatie, Febre hemorrágica do dengue).



Hipersensibilidade tipo IV: ou tardia (HT), é manifestada mais seriamente quando o antígeno, por exemplo, o bacilo da tuberculose, aprisionado num macrófago, não pode ser eliminado. Os linfócitos T são então estimulados a liberar linfocinas as quais são mediadoras de uma série de respostas inflamatórias. Outros aspectos de HT são vistos na rejeição de transplante e dermatite alérgica de contato.

fonte:https://fortissima.com.br/2014/02/22/hipersensibilidade-sintomas-causas-e-tratamento-46953/

A hipersensibilidade refere-se à alteração de um tecido causada por uma resposta imune que ocorre de forma exagerada ou inapropriada. As reações de hipersensibilidade são respostas imunes protetoras que algumas vezes resultam em reações inflamatórias e dano tecidual.As doenças  de hipersensibilidade são classificadas baseadas no mecanismo imunológico principal que é responsável pela lesão tecidual e a doença.


Tipos de Hipersensibilidade: 


Hipersensibilidade tipo I: ou imediata, ocorre quando uma resposta IgE é dirigida contra antígenos inócuos, como pólen, ácaro da poeira doméstica ou pêlo de animais. A liberação resultante de mediadores farmacológicos, tais como a histamina, por mastócitos sensibilizados por IgE, produz uma reação inflamatóra aguda com sintomas como asma e rinite.



Hipersensibilidade tipo II: ou citotóxica anticorpo-dependente, ocorre quando o anticorpo liga-se a um antígeno próprio nas células do indivíduo ou a um antígeno estranho e conduz à fagocitose, atividade de células exterminadoras ou lise mediada por complemento. Ex: reações transfusionais, principalmente reações aos eritrócitos (sintomas: febre, hipotensão, lombalgia, sensação de compressão torácica, náusea e vômito); doença hemolítica do recém nascido, anemias hemolíticas auto-imunes, reações induzidas por drogas contra componentes sanguíneos (raro ocorrer com penicilinas, quinia e sulfonamidas, 0,3% casos com alfa metildopa); reações contra leucócitos e plaquetas (púrpura trombocitopênica idiopática, anticorpos contra fosfolipídeos (trombose venosa e abortos recorrentes), também trombocitopenia pode ser induzida por drogas), rejeição hiperaguda de transplante (de alguns minutos a 48 h de completado o transplante, vistos em transplantes que são revascularizados diretamente após o procendimento, como os renais); síndrome de Goodpasture, miastenia gravis e Síndrome de Lambert-Eaton).



Hipersensibilidade tipo III: ou mediada por complexo imune, desenvolve-se quando são formados complexos em grande quantidade ou quando estes não podem ser removidos adequadamente pelo sistema reticuloendotelial levando a reações do tipo doença do soro. Ex: Artrite reumatóide, LES, Poliarterite, Polimiosite, Dermatomiosite, Vasculite cutânea, Alveolite fibrosante, Crioglobulinemia, Doença devido a antígenos microbianos (Hanseníase, Endocardite Bacteriana, Malária, Tripanossomíase africana, Hepatie, Febre hemorrágica do dengue).



Hipersensibilidade tipo IV: ou tardia (HT), é manifestada mais seriamente quando o antígeno, por exemplo, o bacilo da tuberculose, aprisionado num macrófago, não pode ser eliminado. Os linfócitos T são então estimulados a liberar linfocinas as quais são mediadoras de uma série de respostas inflamatórias. Outros aspectos de HT são vistos na rejeição de transplante e dermatite alérgica de contato.

fonte:https://fortissima.com.br/2014/02/22/hipersensibilidade-sintomas-causas-e-tratamento-46953/

User badge image

Ingrid

Há mais de um mês

Hipersensibilidade se refere às reações excessivas, indesejáveis, produzidas pelo sistema imune normal.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas