A maior rede de estudos do Brasil

como calcular custeio por absorção?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Custeio por Absorção (também chamado “custeio integral”) é o método derivado da aplicação dos Princípios Fundamentais de Contabilidade e consiste na apropriação de todos os custos (diretos e indiretos, fixos e variáveis) causados pelo uso de recursos da produção aos bens elaborados, e só os de produção, isto dentro do ciclo operacional interno. Todos os gastos relativos ao esforço de fabricação são distribuídos para todos os produtos feitos.


Para calcular o custeio por absorção deve-se ter em mente alguns aspectos sobre esse método:

1. Engloba os custos totais: fixos, variáveis, diretos e/ou indiretos.

2. Necessita de critério de rateios, no caso de apropriação dos custos indiretos (gastos gerais de produção) quando houver dois ou mais produtos ou serviços.

3. Os resultados apresentados sofrem influência direta do volume de produção.


Por exemplo: considere os seguintes dados

w:tbl>DESCRIÇÃOVALOR R$Matérias Primas transferidas para produção                                      Custo da Mão de Obra da Produção apurada no mês                                      Gastos Gerais de Produção apurados no mês                                        Unidades Produzidas no mês                                            

O custo unitário utilizando o custeio por absorção será:

Custo total:

Custo unitário:



Portanto, para calcular custeio por absorção, apropria-se todos os custos (diretos e indiretos, fixos e variáveis) gerados pelo uso de recursos da produção aos bens elaborados, e só os de produção, isto dentro do ciclo operacional interno. Todos os gastos relativos ao esforço de fabricação são distribuídos para todos os produtos feitos.

Fonte: http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/custeioporabsorcao.htm

Custeio por Absorção (também chamado “custeio integral”) é o método derivado da aplicação dos Princípios Fundamentais de Contabilidade e consiste na apropriação de todos os custos (diretos e indiretos, fixos e variáveis) causados pelo uso de recursos da produção aos bens elaborados, e só os de produção, isto dentro do ciclo operacional interno. Todos os gastos relativos ao esforço de fabricação são distribuídos para todos os produtos feitos.


Para calcular o custeio por absorção deve-se ter em mente alguns aspectos sobre esse método:

1. Engloba os custos totais: fixos, variáveis, diretos e/ou indiretos.

2. Necessita de critério de rateios, no caso de apropriação dos custos indiretos (gastos gerais de produção) quando houver dois ou mais produtos ou serviços.

3. Os resultados apresentados sofrem influência direta do volume de produção.


Por exemplo: considere os seguintes dados

w:tbl>DESCRIÇÃOVALOR R$Matérias Primas transferidas para produção                                      Custo da Mão de Obra da Produção apurada no mês                                      Gastos Gerais de Produção apurados no mês                                        Unidades Produzidas no mês                                            

O custo unitário utilizando o custeio por absorção será:

Custo total:

Custo unitário:



Portanto, para calcular custeio por absorção, apropria-se todos os custos (diretos e indiretos, fixos e variáveis) gerados pelo uso de recursos da produção aos bens elaborados, e só os de produção, isto dentro do ciclo operacional interno. Todos os gastos relativos ao esforço de fabricação são distribuídos para todos os produtos feitos.

Fonte: http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/custeioporabsorcao.htm

User badge image

Bruno Cardoso

Há mais de um mês

Custeio por Absorção — consiste em considerar como Custo de Fabricação (ou de Produção) todos os custos incorridos no processo de Fabricação do período, sejam eles Diretos (Variáveis) ou Indiretos (Fixos).

EX: A Cia Omega produziu 30.000 unidades do produto X no ano calendário em que iniciou suas atividades. Durante o período, foram vendidas 24.000 unidades ao preço de R$ 45,00 cada uma. Os custos e despesas da companhia, no referido exercício, foram:

Custos e despesas variáveis, por unidade de X:

Matéria prima   R$ 6,00

Materiais indiretos           R$ 10,00

CIF variáveis     R$ 8,00

Despesas variáveis 20% do preço de venda

Custos e despesas fixos totais do mês:

Mão de obra da fábrica R$ 80.000,00

Demais despesas da administração R$ 40.000,00

Salário do pessoal da administração R$ 60.000,00

Outros gastos de fabricação R$ 100.000,00

Depreciação dos equipamentos industriais R$ 36.000,00

Outros gastos de fabricação R$ 100.000,00

Salário do pessoal da administração R$ 60.000,00

Demais despesas da administração R$ 40.000,00

O resultado do exercício, utilizando-se o custeio por absorção, é:

  1. superior em R$ 43.200,00 ao obtido utilizando-se o custeio variável
  2. negativo
  3. de igual valor ao obtido utilizando-se o custeio variável
  4. igual a R$ 68.000,00
  5. inferior em R$ 17.800,00 ao obtido, utilizando-se o custeio variável

custo variável unitário = 6 + 10 + 8 = 24

custo fixo unitário = 80.000 + 36.000 + 100.000/30.000 unidades = 7,2

Custeio por Absorção:

Receita total 24.000 X 45                                  = 1.080.000

(-) CPV                                                            = (748.800)

Custo variável = 24.000X 24 = 576.000

Custo fixo = 24.000 X 7,2 = 172.800

= lucro bruto                                                    = 331.200

(-) Despesas variáveis 20% X 1.080.000           = (216.000)

(-) despesas fixas                                              (100.000)

= lucro                                                                        15.200

 

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

 

Custeio por Absorção (também chamado “custeio integral”) é o método derivado da aplicação dos Princípios Fundamentais de Contabilidade e consiste na apropriação de todos os custos (diretos e indiretos, fixos e variáveis) causados pelo uso de recursos da produção aos bens elaborados, e só os de produção, isto dentro do ciclo operacional interno. Todos os gastos relativos ao esforço de fabricação são distribuídos para todos os produtos feitos.


Para calcular o custeio por absorção deve-se ter em mente alguns aspectos sobre esse método: 

1. Engloba os custos totais: fixos, variáveis, diretos e/ou indiretos.

2. Necessita de critério de rateios, no caso de apropriação dos custos indiretos (gastos gerais de produção) quando houver dois ou mais produtos ou serviços.

 3. Os resultados apresentados sofrem influência direta do volume de produção.


Por exemplo: considere os seguintes dados 

DESCRIÇÃO</
VALOR R$</
Matérias Primas transferidas para produção</
xml:space="preserve">                                      </
Custo da Mão de Obra da Produção apurada no mês</
xml:space="preserve">                                      </
Gastos Gerais de Produção apurados no mês</
xml:space="preserve">                                        </
Unidades Produzidas no mês</
xml:space="preserve">                                             </

 

O custo unitário utilizando o custeio por absorção será:

Custo total:   

Custo unitário: 

 


Portanto, para calcular custeio por absorção, apropria-se todos os custos (diretos e indiretos, fixos e variáveis) gerados pelo uso de recursos da produção aos bens elaborados, e só os de produção, isto dentro do ciclo operacional interno. Todos os gastos relativos ao esforço de fabricação são distribuídos para todos os produtos feitos.

Fonte: http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/custeioporabsorcao.htm

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

Custeio por Absorção (também chamado “custeio integral”) é o método derivado da aplicação dos Princípios Fundamentais de Contabilidade e consiste na apropriação de todos os custos (diretos e indiretos, fixos e variáveis) causados pelo uso de recursos da produção aos bens elaborados, e só os de produção, isto dentro do ciclo operacional interno. Todos os gastos relativos ao esforço de fabricação são distribuídos para todos os produtos feitos.


Para calcular o custeio por absorção deve-se ter em mente alguns aspectos sobre esse método:

1. Engloba os custos totais: fixos, variáveis, diretos e/ou indiretos.

2. Necessita de critério de rateios, no caso de apropriação dos custos indiretos (gastos gerais de produção) quando houver dois ou mais produtos ou serviços.

3. Os resultados apresentados sofrem influência direta do volume de produção.


Por exemplo: considere os seguintes dados

w:tbl>DESCRIÇÃOVALOR R$Matérias Primas transferidas para produção                                      Custo da Mão de Obra da Produção apurada no mês                                      Gastos Gerais de Produção apurados no mês                                        Unidades Produzidas no mês                                            

O custo unitário utilizando o custeio por absorção será:

Custo total:

Custo unitário:



Portanto, para calcular custeio por absorção, apropria-se todos os custos (diretos e indiretos, fixos e variáveis) gerados pelo uso de recursos da produção aos bens elaborados, e só os de produção, isto dentro do ciclo operacional interno. Todos os gastos relativos ao esforço de fabricação são distribuídos para todos os produtos feitos.

Fonte: http://www.portaldecontabilidade.com.br/tematicas/custeioporabsorcao.htm

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas