A maior rede de estudos do Brasil

Como fazer petição inicial


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Carlos Eduardo Ferreira de Souza Verified user icon

Há mais de um mês

Devem ser observados os requisitos da petição inicial:

Art. 319. A petição inicial indicará:

I - o juízo a que é dirigida; É chamado endereçamento e será definido de acordo com os critérios de competências

II - os nomes, os prenomes, o estado civil, a existência de união estável, a profissão, o número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas ou no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, o endereço eletrônico, o domicílio e a residência do autor e do réu; É a chamada qualificação.

III - o fato e os fundamentos jurídicos do pedido; É a narrativa dos fatos ocorridos e a descrição jurídica do fundamento em que se baseia o direito alegado pela parte.

IV - o pedido com as suas especificações; O pedido é o bem da vida que se quer alcançar e o provimento jurídico necessário para tanto. Não se admite pedido genérico, devendo ser quantificado e determinado, podendo, ainda, ter sua liquidação posterior indicada.

V - o valor da causa; Será sempre atribuído, ainda que a causa não possua valor econômico (arts. 291 e sgts., do CPC)

VI - as provas com que o autor pretende demonstrar a verdade dos fatos alegados; 

VII - a opção do autor pela realização ou não de audiência de conciliação ou de mediação. Deverá ser indicada, em regra, sendo dispensada quando o direito não admitir autocomposição

Devem ser observados os requisitos da petição inicial:

Art. 319. A petição inicial indicará:

I - o juízo a que é dirigida; É chamado endereçamento e será definido de acordo com os critérios de competências

II - os nomes, os prenomes, o estado civil, a existência de união estável, a profissão, o número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas ou no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica, o endereço eletrônico, o domicílio e a residência do autor e do réu; É a chamada qualificação.

III - o fato e os fundamentos jurídicos do pedido; É a narrativa dos fatos ocorridos e a descrição jurídica do fundamento em que se baseia o direito alegado pela parte.

IV - o pedido com as suas especificações; O pedido é o bem da vida que se quer alcançar e o provimento jurídico necessário para tanto. Não se admite pedido genérico, devendo ser quantificado e determinado, podendo, ainda, ter sua liquidação posterior indicada.

V - o valor da causa; Será sempre atribuído, ainda que a causa não possua valor econômico (arts. 291 e sgts., do CPC)

VI - as provas com que o autor pretende demonstrar a verdade dos fatos alegados; 

VII - a opção do autor pela realização ou não de audiência de conciliação ou de mediação. Deverá ser indicada, em regra, sendo dispensada quando o direito não admitir autocomposição

User badge image

Marcélle de Lima

Há mais de um mês

olá, inicialmente você deve observar os requisitos constantes no artigo 319 e seguintes do CPC.

inicia-se pelo endereçamento ao juizo competente.

depois você deve qualificar a parte autoria, indicar qual petição você está fazendo e em seguida qualificar a contraparte.

Faça um resumo dos fatos e em seguida exponha tudo que for de direito.

havendo pleito liminar ou de antecipação de tutela, opte por abrir um tópico para tratar o periculum in mora e o fumus boni iuris... alem dos demais requisitos exigidos pelo artigo 300 e seguintes. (a depender do caso)

por fim, formule os pedidos, manifeste que provas pretende produzir e indique o valor da causa.

Espero ter ajudado, abraço!

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas