A maior rede de estudos do Brasil

Nos crimes de ação pública, se o MP opinar pela absolvição do acusado, o juiz poderá proferir sentença condenatória?


2 resposta(s)

User badge image

Marcélle

Há mais de um mês

Olá, boa noite! Inicialmente cabe dizer que o Código de Processo Penalé da década de 40, ao passo que a Constituição foi promulgada em 1988.

O Código de Processo Penal em seu artigo 385, determina que o juiz pode sim proferir sentença condenatória mesmo quando o MP opnar pela absolvição do réu.

Contudo, sabe-se que a Constituição adotou o sistema acusatório, no qual há vários uma clara deliminitação entre as partes da relaçao jurídico processual, ou seja, o MP é a acusação, o réu é quem se defende o juiz julga.

Portanto, o juízo estaria agindo como acusação se julgar contrariamente ao parecer da MP que é quem acusa.

Deste feita, salienta-se que grande parte da doutrina manifesta-se pela não recepção do artigo 385 do CPP, pela Constituição de 1988.

Espero ter ajudado. Abraços!

Olá, boa noite! Inicialmente cabe dizer que o Código de Processo Penalé da década de 40, ao passo que a Constituição foi promulgada em 1988.

O Código de Processo Penal em seu artigo 385, determina que o juiz pode sim proferir sentença condenatória mesmo quando o MP opnar pela absolvição do réu.

Contudo, sabe-se que a Constituição adotou o sistema acusatório, no qual há vários uma clara deliminitação entre as partes da relaçao jurídico processual, ou seja, o MP é a acusação, o réu é quem se defende o juiz julga.

Portanto, o juízo estaria agindo como acusação se julgar contrariamente ao parecer da MP que é quem acusa.

Deste feita, salienta-se que grande parte da doutrina manifesta-se pela não recepção do artigo 385 do CPP, pela Constituição de 1988.

Espero ter ajudado. Abraços!

User badge image

Estudante

Há mais de um mês

Se nos autos do processo tiver provas suficientes para a condenação, mesmo que o Ministério Público opine pela absolvição o juiz poderá condenar conforme o artigo 385 do Código de Processo Penal:  "Nos crimes de ação pública, o juiz poderá proferir sentença condenatória, ainda que o Ministério Público tenha opinado pela absolvição, bem como reconhecer agravantes, embora nenhuma tenha sido alegada".

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes