A maior rede de estudos do Brasil

É mais livre quem faz o que tem vontade ou quem obedece àquilo que a razão determina?


5 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

É mais livre aqueles que faz o que tem vontade, mas trata-se de uma perspectiva utópica na sociedade atual.


Dentro de uma sociedade conservadora, aqueles que fazem o que bem entendem tendem a serem excluídos e sofrer preconceito, sendo obrigados a seguir a razão imposta pela sociedade;.

É mais livre aqueles que faz o que tem vontade, mas trata-se de uma perspectiva utópica na sociedade atual.


Dentro de uma sociedade conservadora, aqueles que fazem o que bem entendem tendem a serem excluídos e sofrer preconceito, sendo obrigados a seguir a razão imposta pela sociedade;.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

É mais livre aqueles que faz o que tem vontade, mas trata-se de uma perspectiva utópica na sociedade atual.


Dentro de uma sociedade conservadora, aqueles que fazem o que bem entendem tendem a serem excluídos e sofrer preconceito, sendo obrigados a seguir a razão imposta pela sociedade;.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

É mais livre aqueles que faz o que tem vontade, mas trata-se de uma perspectiva utópica na sociedade atual.


Dentro de uma sociedade conservadora, aqueles que fazem o que bem entendem tendem a serem excluídos e sofrer preconceito, sendo obrigados a seguir a razão imposta pela sociedade;.

User badge image

Marcio Cerqueira

Há mais de um mês

Um indivíduo que faz o que tem vontade, que não segue regras, que é uma pessoa que vai contra a maré, pode ser considerado uma pessoa mais livre por não seguir normas e valores morais e éticos impostos pela sociedade.

Entretanto, ao praticar essa liberdade, está seguindo apenas um comportamento de rebanho, o qual impõe que, em sua condição humana, não seguir normas possui caráter progressista.

Já um indivíduo que obedece à razão, que segue normas de condutas, por vezes, deixa de fazer algo porque a convenção social não permite, logo sua liberdade é cerceada.

Entretanto, esse encarceramento ideológico foi proposto por ele mesmo, ele é livre para decidir o que deve ou não deve ser feito, embora sofra influências da sociedade.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas