A maior rede de estudos do Brasil

Explique qual o mecanismo de ação que os ativos clavulanato de potássio e sulbactam provocam na bactéria?

Microbiologia

UNICAMPS


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Clavulanato de potássio: A inibição da produção de peptidoglicano leva a um enfraquecimento da estrutura da parede celular com consequente lise e morte bacteriana. A amoxicilina, no entanto, pode ser degradada por beta-lactamases bacterianas, por isso se mostra inativa contra organismos que produzem esse tipo de enzima. É capaz de inativar algumas enzimas beta-lactâmicas e, portanto, impedir a inativação da amoxicilina. Portanto, o ácido clavulânico melhora o espectro antibacteriano da amoxicilina, tornando a maioria das cepas bacterianas produtoras de beta-lactamases sensíveis à droga.

Sulbactam: a droga é um inibidor suicida de algumas beta-lactamases; o espectro de ação é compartilhado apenas parcialmente com o ácido clavulânico. De fato, o sulbactam é ativo nas betalactamases de espectro estendido da ESBL produzidas por Serratia, Providencia e Morganella; o sulbactam é capaz de inibir beta-lactamases produzidos tanto a partir de gram positiva quanto de gram-plasmídicos.

Clavulanato de potássio: A inibição da produção de peptidoglicano leva a um enfraquecimento da estrutura da parede celular com consequente lise e morte bacteriana. A amoxicilina, no entanto, pode ser degradada por beta-lactamases bacterianas, por isso se mostra inativa contra organismos que produzem esse tipo de enzima. É capaz de inativar algumas enzimas beta-lactâmicas e, portanto, impedir a inativação da amoxicilina. Portanto, o ácido clavulânico melhora o espectro antibacteriano da amoxicilina, tornando a maioria das cepas bacterianas produtoras de beta-lactamases sensíveis à droga.

Sulbactam: a droga é um inibidor suicida de algumas beta-lactamases; o espectro de ação é compartilhado apenas parcialmente com o ácido clavulânico. De fato, o sulbactam é ativo nas betalactamases de espectro estendido da ESBL produzidas por Serratia, Providencia e Morganella; o sulbactam é capaz de inibir beta-lactamases produzidos tanto a partir de gram positiva quanto de gram-plasmídicos.

User badge image

MATHEUS DUARTE

Há mais de um mês

O clavulanato de potássio e o sulbactam são inibidores da beta lactamase. Eles apenas se ligam irreversívelmente as betalactamases produzidas pelas bactérais, impendindo que os antibióticos beta-lactâmicos sejam destruidos, pois os mesmo possuem pouco ou nenhuma atividade antibiótica.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas