A maior rede de estudos do Brasil

Qual a filosofia de John Locke ?


6 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Como a maioria dos filósofos importantes da história, John Locke foi um pensador que abordou várias áreas da filosofia, desenvolvendo várias teorias importantes, sendo considerado, inclusive, um dos precursores do liberalismo já que entendia que todas as pessoas deveriam exercer sua liberdade da maneira que lhes agradassem.

No âmbito da epistemologia, Locke entendia que o homem nascia sem nenhum conhecimento e que ia adquirindo experiências por meio dos sentidos e, assim, ia se desenvolvendo e construindo conhecimento. Por isso, Locke é um proponente do empirismo.

No âmbito da política, além de ser um liberal como já apontamos, Locke é um filósofo que entende que os homens vivem em um estado de natureza pacífico, mas que por meio de um contrato acabam criando um Estado de direito que consegue garantir os direitos e a liberdade dos seres humanos.

Como a maioria dos filósofos importantes da história, John Locke foi um pensador que abordou várias áreas da filosofia, desenvolvendo várias teorias importantes, sendo considerado, inclusive, um dos precursores do liberalismo já que entendia que todas as pessoas deveriam exercer sua liberdade da maneira que lhes agradassem.

No âmbito da epistemologia, Locke entendia que o homem nascia sem nenhum conhecimento e que ia adquirindo experiências por meio dos sentidos e, assim, ia se desenvolvendo e construindo conhecimento. Por isso, Locke é um proponente do empirismo.

No âmbito da política, além de ser um liberal como já apontamos, Locke é um filósofo que entende que os homens vivem em um estado de natureza pacífico, mas que por meio de um contrato acabam criando um Estado de direito que consegue garantir os direitos e a liberdade dos seres humanos.

User badge image

Amanda Lins

Há mais de um mês

Que o estado surgiu para assegurar a lei natural, bem como para manter a harmonia entre os homens.
User badge image

Luan Oldoni

Há mais de um mês

Explicava que antes de percebermos qualquer coisa, a mente é como uma folha de papel em branco mas, depois que começamos a perceber tudo em volta, surgem as "ideias sensoriais simples".

Essas sensações são trabalhadas pelo pensamento, pelo conhecimento, pela crença e pela dúvida, resultando no que Locke chamou de "reflexão". A mente não é um mero receptor passivo. Ela classifica e processa todas as sensações à medida que vai formando nossos conhecimentos e nossa personalidade.
User badge image

Thamires Wetschky

Há mais de um mês

Sobre a linha do desenvolvimento do empirismo, Locke representa um progresso em confronto com os precedentes: no sentido de que a sua gnosiologia fenomenista-empirista não é dogmaticamente acompanhada de uma metafísica mais ou menos materialista. Limita-se a nos oferecer, filosoficamente, uma teoria do conhecimento, mesmo aceitando a metafísica tradicional, e do senso comum pelo que concerne a Deus, à alma, à moral e à religião. Com relação à religião natural, não muito diferente do deísmo abstrato da época; o poder político tem o direito de impor essa religião, porquanto é baseada na razão. Locke professa a tolerância e o respeito às religiões particulares, históricas, positivas.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas