A maior rede de estudos do Brasil

. Descreva as junções célula-matriz, citando suas funções, proteínas envolvidas filamentos do citoesqueleto envolvidos


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

As junções celulares ou junções, como são chamados, são pontos de contato entre as membranas plasmáticas das células ou entre as células e matriz extracelular. A maioria das células epiteliais e algumas células musculares e nervosas estão intimamente associadas em unidades funcionais.

Junções ocludentes: eles são um tipo de rede de proteínas transmembranares que forma pontos de adesão entre células e células, cruciais para manter a diferença nas concentrações de pequenas moléculas hidrofóbicas ao longo das camadas do epitélio.

Junções de adesão: eles se juntam à membrana plasmática adjacente. Eles contêm uma placa formada por uma camada densa de glicoproteínas transmembranares (caderina) e microfilamentos (ou filamentos de actina) do citoesqueleto, formando grandes áreas chamadas cintas de adesão.

Desmossomos: eles são um tipo de junções focais (como pontos de solda). Como junções de adesão, contém uma placa transmembrana (caderina) e glicoproteínas que se estendem para o espaço intercelular. Esta placa é anexada, acima, a filamentos intermediários de queratina. Contribui para a estabilidade quando estão sob pressão e quando se separam na contração de células e tecidos.

Hemidesmossomos: são junções focais que ligam células epiteliais à matriz extracelular que compõe a lâmina basal. No entanto, eles têm morfologia semelhante aos desmossomas. A ligação ocorre graças à família de proteínas chamadas integrinas.

Junções fendas: funcionam como poros que permitem o transporte de íons e pequenas moléculas entre as células vizinhas. As conexinas formam túneis delicados cheios de líquido, o que permite que as células de um tecido se comuniquem umas com as outras. A troca de moléculas e íons permite um acoplamento químico e elétrico entre as células.

As junções celulares ou junções, como são chamados, são pontos de contato entre as membranas plasmáticas das células ou entre as células e matriz extracelular. A maioria das células epiteliais e algumas células musculares e nervosas estão intimamente associadas em unidades funcionais.

Junções ocludentes: eles são um tipo de rede de proteínas transmembranares que forma pontos de adesão entre células e células, cruciais para manter a diferença nas concentrações de pequenas moléculas hidrofóbicas ao longo das camadas do epitélio.

Junções de adesão: eles se juntam à membrana plasmática adjacente. Eles contêm uma placa formada por uma camada densa de glicoproteínas transmembranares (caderina) e microfilamentos (ou filamentos de actina) do citoesqueleto, formando grandes áreas chamadas cintas de adesão.

Desmossomos: eles são um tipo de junções focais (como pontos de solda). Como junções de adesão, contém uma placa transmembrana (caderina) e glicoproteínas que se estendem para o espaço intercelular. Esta placa é anexada, acima, a filamentos intermediários de queratina. Contribui para a estabilidade quando estão sob pressão e quando se separam na contração de células e tecidos.

Hemidesmossomos: são junções focais que ligam células epiteliais à matriz extracelular que compõe a lâmina basal. No entanto, eles têm morfologia semelhante aos desmossomas. A ligação ocorre graças à família de proteínas chamadas integrinas.

Junções fendas: funcionam como poros que permitem o transporte de íons e pequenas moléculas entre as células vizinhas. As conexinas formam túneis delicados cheios de líquido, o que permite que as células de um tecido se comuniquem umas com as outras. A troca de moléculas e íons permite um acoplamento químico e elétrico entre as células.

User badge image

Jordana Heleodoro

Há mais de um mês

Uma junção celular (ou ponte intracelular) é um tipo de estrutura que existe dentro do tecido de alguns organismos multicelulares, como os animais. As junções celulares consistem de complexos multiproteícos, que proporcionam o contacto entre as células vizinhas, ou entre uma célula e a matriz extracelular.

O citoesqueleto é uma estrutura celular, espécie de rede, composta por um conjunto de três tipos diferentes de filamentos proteicos. São eles: microtúbulos, filamentos intermediários e microfilamentos. O citoesqueleto é formado basicamente por duas proteínas: actina e tubulina.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas