A maior rede de estudos do Brasil

3.Descreva os mecanismos fisiológicos causados pelos bloqueadores neuromusculares adespolarizantes ou também chamados de não despolarizantes?

Descreva os mecanismos fisiológicos causados pelos bloqueadores neuromusculares adespolarizantes ou também chamados de não despolarizantes? OBS.: Explique com base no entendimento da fisiologia do sistema somático motor! .

2 resposta(s)

User badge image

Letícia Barbosa Verified user icon

Há mais de um mês

Quanto mais polarizado, mais são hidrossolúveis os fármacos e quanto mais hidrossolúvel maior é a dificuldade de atravessar a membrana, ou seja, maior é a dificuldade dessa droga ser absorvida. Não quer dizer que vai impossibilitar isso, só que quem é polarizado/ hidrossolúvel tem que possuir mecanismos específicos de transporte através da membrana o que dificulta sua passagem. Alguns fármacos nem tem esses mecanismos, e devido a isto, não são absorvidos  A função destes fármacos é bloquear os receptores nicotínicos da placa motora e impedindo o acesso da Acetilcolina (AChE) nesses locais, ou seja, vão competir com a Acetilcolina pelo receptor nicotínico. Quem tiver mais afinidade, maior concentração vai ganhar esta competição.®     Estes agentes quando administrados no organismo: o   Irão para a junção neuromuscular; o   Ocupando os receptores nicotínicos;o   Impedindo que a AChE ative esses receptores, ou seja, é um antagonismo clássico. Lembrando o que o antagonista (Ag. Competitivo) ocupa o receptor, não ativa o receptor, não estimula ele e impede que o agonista (AChE) desempenhe sua função.®     O que resulta a administração dos agentes competitivos? o   Ocorre a diminuição da contração muscular; relaxamento permanente do músculo estriado esquelético. E se os músculos afetados neste relaxamento estiverem envolvidos na respiração, pode levar o indivíduo a óbito por insuficiência respiratória, por prejudicar o mecanismo respiratório que é fundamental para a propagação da vida.  ®     A principal questão associada à exposição de uma droga que impediria a contração da musculatura estriada esquelética é o comprometimento dos músculos que são essenciais para a respiração. Músculos associados à respiração→ músculo liso/involuntário como o diafragma; músculo esquelético/voluntário como os intercostais internos e externos. Caso haja um comprometimento da contração desses músculos o indivíduo pode evoluir para o óbito.®     Sequencia de ação: por onde iniciam os efeitos e os demais locais em seguida®     Ex: pode começar na parte superior →músculos oculares→ membros→ último local: MÚSCULOS RESPIRATÓRIOS ®     O encerramento do efeito vai no sentido contrário, ou seja, a diminuição dos efeitos começa nos músculos respiratórios e encerra nos músculos mais superiores como os oculares e para realmente.®     Por isso que quando utilizados é preciso um acompanhamento muito próximo e bem rigoroso em termos de quantidade e tempo de ação para não ter um bloqueio geral
Quanto mais polarizado, mais são hidrossolúveis os fármacos e quanto mais hidrossolúvel maior é a dificuldade de atravessar a membrana, ou seja, maior é a dificuldade dessa droga ser absorvida. Não quer dizer que vai impossibilitar isso, só que quem é polarizado/ hidrossolúvel tem que possuir mecanismos específicos de transporte através da membrana o que dificulta sua passagem. Alguns fármacos nem tem esses mecanismos, e devido a isto, não são absorvidos  A função destes fármacos é bloquear os receptores nicotínicos da placa motora e impedindo o acesso da Acetilcolina (AChE) nesses locais, ou seja, vão competir com a Acetilcolina pelo receptor nicotínico. Quem tiver mais afinidade, maior concentração vai ganhar esta competição.®     Estes agentes quando administrados no organismo: o   Irão para a junção neuromuscular; o   Ocupando os receptores nicotínicos;o   Impedindo que a AChE ative esses receptores, ou seja, é um antagonismo clássico. Lembrando o que o antagonista (Ag. Competitivo) ocupa o receptor, não ativa o receptor, não estimula ele e impede que o agonista (AChE) desempenhe sua função.®     O que resulta a administração dos agentes competitivos? o   Ocorre a diminuição da contração muscular; relaxamento permanente do músculo estriado esquelético. E se os músculos afetados neste relaxamento estiverem envolvidos na respiração, pode levar o indivíduo a óbito por insuficiência respiratória, por prejudicar o mecanismo respiratório que é fundamental para a propagação da vida.  ®     A principal questão associada à exposição de uma droga que impediria a contração da musculatura estriada esquelética é o comprometimento dos músculos que são essenciais para a respiração. Músculos associados à respiração→ músculo liso/involuntário como o diafragma; músculo esquelético/voluntário como os intercostais internos e externos. Caso haja um comprometimento da contração desses músculos o indivíduo pode evoluir para o óbito.®     Sequencia de ação: por onde iniciam os efeitos e os demais locais em seguida®     Ex: pode começar na parte superior →músculos oculares→ membros→ último local: MÚSCULOS RESPIRATÓRIOS ®     O encerramento do efeito vai no sentido contrário, ou seja, a diminuição dos efeitos começa nos músculos respiratórios e encerra nos músculos mais superiores como os oculares e para realmente.®     Por isso que quando utilizados é preciso um acompanhamento muito próximo e bem rigoroso em termos de quantidade e tempo de ação para não ter um bloqueio geral
User badge image

Maryanne Soares Verified user icon

Há mais de um mês

São fármacos antagonistas competitivos da acetilcolina, assim, bloqueiam o receptor colinérgico, impedindo a despolarização da fibra muscular. Desse modo, não ocorrerá a ativação da unidade do neurônio motor e das fibras musculares que ele inerva.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes