A maior rede de estudos do Brasil

Um elemento químico possui 3 camadas de elétrons e 5 elétrons na camada de valência.qual grupo e o período do elemento químico?

Química

EE Deputado Fernando C Capiberibe Saldanha


5 resposta(s)

User badge image

Thalyta Pacheco

Há mais de um mês

Camada de valência é a camada (ou nível) mais externa (mais distante do núcleo) de um átomo, ou seja, aquela que está mais distante do núcleo. Assim sendo, ela apresenta os chamados elétrons mais externos ou elétrons de valência.O número de níveis que um átomo pode apresentar varia de 1 a 7, os quais possuem os seguintes subníveis (em amarelo): nível K (1ª camada): subnível snível L (2ª camada): subníveis s e pnível M (3ª camada): subníveis s, p e dnível N (4ª camada): subníveis s, p, d e fnível O (5ª camada): subníveis s, p, d e fnível P (6ª camada): subníveis s, p e dnível Q (1ª camada): subníveis s e pCada um dos subníveis comporta um número diferente de elétrons. Veja:subnível s comporta, no máximo, 2 elétrons;subnível p comporta, no máximo, 6 elétrons;subnível d comporta, no máximo, 10 elétrons;subnível f comporta, no máximo, 14 elétrons.Dessa forma, se a camada de valência de certo átomo é a M, a quantidade de elétrons máxima que pode estar presente nela são 18 (2 elétrons do subnível s + 6 elétrons do subnível p + 10 elétrons do subnível d).Para determinar a camada de valência de um átomo e quantos elétrons ela apresenta, existem duas formas, a saber:→ Determinação da camada de valência e do seu número de elétrons a partir de distribuição eletrônicaAs distribuições eletrônicas sempre são realizadas por intermédio do diagrama de Linus Pauling, representado a seguir:Representação de um diagrama de Linus PaulingCom um número atômico (que indica o número de elétrons de um átomo), fazemos a distribuição eletrônica. Por exemplo, um átomo de número atômico 50:Distribuição eletrônica do átomo de número atômico igual a 50Analisando a distribuição acima, temos que o nível mais distante do núcleo é o 5º (nível N), no qual temos a presença de 4 elétrons (dois no subnível s e 2 no subnível p).→ Determinação da camada de valência e do seu número de elétrons a partir da Tabela PeriódicaA tabela é disposta em períodos (colunas horizontais), que indicam o número de níveis de um átomo, e grupos ou famílias (colunas verticais). O período é utilizado para a determinação da camada de valência, e as famílias são utilizadas para a determinação do número de elétrons.a) Conhecendo o período do elemento químicoA Tabela Periódica apresenta um total de sete períodos, número esse que está relacionado com o número de níveis presentes no diagrama de Linus Pauling. Assim, se conhecemos o período em que o elemento químico encontra-se na tabela, automaticamente, sabemos quantos níveis os seus átomos possuem, sendo a camada de valência o nível mais distante do núcleo.1º Exemplo: Elemento químico PotássioO Potássio está posicionado no quarto período da Tabela Periódica, logo, o seu átomo apresenta quatro níveis, sendo o quarto nível a camada de valência, o que é confirmado por meio de sua distribuição eletrônica.Distribuição eletrônica do elemento potássio2º Exemplo: Elemento químico FlúorO flúor está posicionado no segundo período da Tabela Periódica, logo, o seu átomo apresenta dois níveis, sendo o segundo nível a camada de valência, o que é confirmado por meio de sua distribuição eletrônica.Distribuição eletrônica do elemento flúor3º Exemplo: Elemento químico Índio
Camada de valência é a camada (ou nível) mais externa (mais distante do núcleo) de um átomo, ou seja, aquela que está mais distante do núcleo. Assim sendo, ela apresenta os chamados elétrons mais externos ou elétrons de valência.O número de níveis que um átomo pode apresentar varia de 1 a 7, os quais possuem os seguintes subníveis (em amarelo): nível K (1ª camada): subnível snível L (2ª camada): subníveis s e pnível M (3ª camada): subníveis s, p e dnível N (4ª camada): subníveis s, p, d e fnível O (5ª camada): subníveis s, p, d e fnível P (6ª camada): subníveis s, p e dnível Q (1ª camada): subníveis s e pCada um dos subníveis comporta um número diferente de elétrons. Veja:subnível s comporta, no máximo, 2 elétrons;subnível p comporta, no máximo, 6 elétrons;subnível d comporta, no máximo, 10 elétrons;subnível f comporta, no máximo, 14 elétrons.Dessa forma, se a camada de valência de certo átomo é a M, a quantidade de elétrons máxima que pode estar presente nela são 18 (2 elétrons do subnível s + 6 elétrons do subnível p + 10 elétrons do subnível d).Para determinar a camada de valência de um átomo e quantos elétrons ela apresenta, existem duas formas, a saber:→ Determinação da camada de valência e do seu número de elétrons a partir de distribuição eletrônicaAs distribuições eletrônicas sempre são realizadas por intermédio do diagrama de Linus Pauling, representado a seguir:Representação de um diagrama de Linus PaulingCom um número atômico (que indica o número de elétrons de um átomo), fazemos a distribuição eletrônica. Por exemplo, um átomo de número atômico 50:Distribuição eletrônica do átomo de número atômico igual a 50Analisando a distribuição acima, temos que o nível mais distante do núcleo é o 5º (nível N), no qual temos a presença de 4 elétrons (dois no subnível s e 2 no subnível p).→ Determinação da camada de valência e do seu número de elétrons a partir da Tabela PeriódicaA tabela é disposta em períodos (colunas horizontais), que indicam o número de níveis de um átomo, e grupos ou famílias (colunas verticais). O período é utilizado para a determinação da camada de valência, e as famílias são utilizadas para a determinação do número de elétrons.a) Conhecendo o período do elemento químicoA Tabela Periódica apresenta um total de sete períodos, número esse que está relacionado com o número de níveis presentes no diagrama de Linus Pauling. Assim, se conhecemos o período em que o elemento químico encontra-se na tabela, automaticamente, sabemos quantos níveis os seus átomos possuem, sendo a camada de valência o nível mais distante do núcleo.1º Exemplo: Elemento químico PotássioO Potássio está posicionado no quarto período da Tabela Periódica, logo, o seu átomo apresenta quatro níveis, sendo o quarto nível a camada de valência, o que é confirmado por meio de sua distribuição eletrônica.Distribuição eletrônica do elemento potássio2º Exemplo: Elemento químico FlúorO flúor está posicionado no segundo período da Tabela Periódica, logo, o seu átomo apresenta dois níveis, sendo o segundo nível a camada de valência, o que é confirmado por meio de sua distribuição eletrônica.Distribuição eletrônica do elemento flúor3º Exemplo: Elemento químico Índio

Essa pergunta já foi respondida!