A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
184 pág.
aULA_4_Revista_Espaco

Pré-visualização | Página 26 de 50

Espaço, INES - Rio de Janeiro, n. 25/26, p.6�, janeiro - dezembro/2006
ATUALIDADES EM 
EDUCAÇÃO
INES
ESPAÇO
JAN-DEZ/06
Referências Bibliográficas
CANEN, Ana, (2004). Identidade Negra e espaço educacional. Cadernos de Pesquisa, v. 34, n. 123, 
p.709-724.
., (2003). Refletindo sobre identidade negra e currículo nas escolas brasileiras: contribuições 
do multiculturalismo. Periódicos do Mestrado em Educação da UCDB. Campo Grande. N. 15, 
jan/jun, p. 49-57.
CESAR, Raquel C. Lenz, (2004). Acesso à justiça para minorias raciais no Brasil: é a ação afirmativa 
o melhor caminho? Riscos e acertos no caso da Uerj. 2004. Tese de Doutorado.Faculdade de 
Direito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.
DUSSEL, Enrique, (2002). Ética e libertação na idade da globalização e da exclusão. Trad. Ephraim F. 
Alves et al. Petrópolis: Vozes
HADDAD, Fernando, (2006). Anteprojeto da Reforma Universitária pode acabar com o sistema de 
cotas. Folha Dirigida on line. Acesso em 07/02/2006.
HANCHARD, Michael George, (2001). Orfeu e o poder: movimento negro no Rio e São Paulo (1945- 
1988). Rio de Janeiro: Eduerj. Tradução de Vera Ribeiro.
HALL, Stuart, (2003). Que “negro” é esse na cultura negra?. In: LIV SOVIK, RESENDE ADELAID 
(orgs). Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Universidade Federal de 
Minas Gerais; Brasília: Representação da UNESCO no Brasil, p. 335-349.
HENRIQUES, Ricardo, (2002). Raça e gênero no sistema de ensino: os limites das políticas 
universalistas na educação. Brasília; UNESCO.
ORTIZ, Renato., (2003). Cultura brasileira & identidade nacional. São Paulo: Brasiliense.
OSÓRIO, Rafael Guerreiro, (2004). O sistema classificatório de “cor ou raça” do IBGE. In: 
BERNARDINO. J, GALDINO. D. (orgs). Levando raça a sério: ação afirmativa e universidade. 
Rio de Janeiro: DP&A, p. 85-136.
PETRUCCELLI, José Luís., (2004). Mapa da cor no ensino superior brasileiro. Programa de Políticas 
da Cor na Educação Brasileira. Série Ensaios & Pesquisas. Universidade do Estado do Rio de 
Janeiro – Laboratório de Políticas Públicas e Governo Federal –Secretaria Especial de Promoção 
de Políticas de Igualdade Racial.
TELLES, Edward, (2003). Racismo à brasileira: uma nova perspectiva sociológica. Rio de Janeiro: 
Relume Dumará.Tradução de Ana Arruda.
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, (2003). Vestibular UERJ/2003 - relatório 
analítico. In:VESTIBULAR UERJ/2003. Caderno de Graduação. Rio de Janeiro: Sub-Reitoria de 
Graduação. V.8, 2003.
Sites visitados:
www.mec.gov.br/reforma/documentos.2005. Acesso em 17/10/2005.
www.oglobo.com.br/pais. Acesso em 09/02/2006.
www.oglobo.com.br/pais. Acesso em 10/02/2006.
www.oglobo.com.br/pais. Acesso em 11/02/2006.
INES
ESPAÇO
JAN-DEZ/06
��
Informativo Técnico-Científico Espaço, INES - Rio de Janeiro, n. 25/26, p.6�, janeiro - dezembro/2006
ATUALIDADES EM 
EDUCAÇÃO
Wikipédia – a enciclopédia 
colaborativa como ferramenta de 
estímulo à pesquisa
Beatriz Cintra Martins* 
*Jornalista especializada em projetos para a Internet. Mestre em Comunicação e Cultura pela ECO/UFRJ, 
com a dissertação Cooperação e controle na rede: um estudo de caso do website Slashdot.org. 
beatrizm@uol.com.br
Material recebido em maio 2006 e selecionado em junho de 2006. 
Resumo
A enciclopédia eletrôni-
ca Wikipédia, cujo conteúdo 
é desenvolvido de forma co-
laborativa pelo próprio públi-
co interagente, se constitui em 
um novo modelo de compila-
ção do saber humano. As re-
des de comunicação, mais do 
que oferecer um novo supor-
te tecnológico para a indexa-
ção da informação, tornam 
possível a articulação de redes 
sociais cooperativas no em-
preendimento coletivo de sis-
tematização do conhecimento. 
Ao propiciar um espaço para o 
debate e a edição colaborativa, 
a Wikipédia se apresenta como 
um recurso pedagógico muito 
interessante, passível de múl-
tiplas aplicações. Vários edu-
cadores, em diversos países do 
mundo, já se deram conta des-
se potencial e têm utilizado a 
enciclopédia on-line como fer-
ramenta didática em seus cur-
sos.
Palavras-chave: enciclo-
pédia; edição colaborativa; co-
operação, redes de comunica-
ção.
Abstract
Electronic encyclopedia 
Wikipedia has its content deve-
loped in a collaborative way by 
its own interactive public and 
constitutes a new model of 
human knowledge compilation. 
Besides offering a new techno-
logical support to the indexa-
tion of information, commu-
nication networks enable the 
articulation of social coopera-
tive networks inside the collec-
tive undertaking of knowledge 
systematization. While propi-
tia ting a space for debate and 
collaborative edition, Wikipe-
dia represents a very interes-
ting pedagogic resource, sub-
ject to multiple applications. 
Several educators, in different 
countries of the world, have 
been aware of such poten-
tial and have used the on-line 
encyclopedia as a didactic tool 
in their courses.
Key words: encyclope-
dia; collaborative edition; co-
operation; communication ne-
tworks.
��
Informativo Técnico-Científico Espaço, INES - Rio de Janeiro, n. 25/26, p.6�, janeiro - dezembro/2006
ATUALIDADES EM 
EDUCAÇÃO
INES
ESPAÇO
JAN-DEZ/06
1 - Introdução
As novas formas de inte-
ração tornadas possíveis pelas 
redes de comunicação têm ti-
do repercussões nos modos de 
sistematização e transmissão 
do conhecimento na atualida-
de. A experiência do sistema 
Wikipédia1, uma enciclopédia 
on-line na qual o conteúdo é de-
senvolvido pelo próprio públi-
co interagente de maneira co-
operativa, se constitui em um 
novo modelo de compilação do 
saber humano. Criada em ja-
neiro de 2001, a publicação tem 
mais de um milhão de artigos, 
escritos em 229 idiomas e dia-
letos2. Ao consultar um verbe-
te, qualquer um pode editá-lo 
e alterá-lo, seja especialista ou 
leigo Existem colaboradores 
mais atuantes que estão cons-
tantemente monitorando as úl-
timas modificações, e a defini-
ção final é sempre aquela que 
obteve consenso entre os par-
ticipantes. O que pode parecer 
um risco de maior incidência 
de erros, na prática se reve-
la um método bastante eficaz. 
Pesquisa realizada pela revista 
científica Nature demonstrou 
que a confiabilidade dos dados 
da Wikipédia é próxima à da 
Enciclopédia Britânica3. 
A facilidade de consulta e a 
abrangência dos temas aborda-
dos fazem da Wikipédia uma 
fonte de pesquisa muito inte-
ressante, de uso gratuito e dis-
ponível a todos que tenham 
acesso à Internet. As consultas 
são feitas através de um siste-
ma de busca, simples e eficien-
te, que permite que se encontre 
o tópico desejado em apenas 
alguns segundos. O número 
de artigos disponíveis, mais de 
142 mil em português, é outro 
atrativo da publicação. Além 
disso, ao contrário das versões 
impressas, a enciclopédia on-on-
line é atualizada diariamen- é atualizada diariamen-
te, o que pode ser bastante 
relevante em temas relacio-
nados à História, Economia 
ou Geopolítica, que estão sem-
1 http://www.wikipedia.org 
 
2 Dados relativos a junho de 2006. Disponíveis em:  http://en.wikipedia.org/wiki/Special:Statistics e http://en.wikipedia.org/wiki/Wikipedia.  
Acesso em: 15 de junho de 2006. 
3 A Enciclopédia Britânica rejeitou os resultados da pesquisa realizada pela Revista Nature, alegando imprecisão nos métodos aplicados. A re-
vista, por sua vez, rebateu as acusações e sustentou suas conclusões. Detalhes da polêmica em: �http://www.nature.com/news/2005/051212/em: �http://www.nature.com/news/2005/051212/
full/438900a.html>. Acesso em: 28 de maio de 2006.
pre sendo alterados pelos acon-
tecimentos. Para facilitar a 
avaliação da defasagem ou não 
da informação, cada verbe-
te traz o histórico de sua edi-
ção com a data da última alte-
ração. Dependendo do assunto 
que se