A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Avd Farmacobotanica

Pré-visualização | Página 1 de 2

1,25 pts.
	
		1.
		O uso de plantas no tratamento e na cura de enfermidades é tão antigo quanto a espécie humana, simbolizando muitas vezes o único recurso terapêutico de muitas comunidades e grupos étnicos.
Fonte: MACIEL, M.A.M. et al. Plantas medicinais: a necessidade de estudos multidiciplinares. Quim. Nova v.25, n. 3, p. 429 - 438. 2002.
A respeito dessas práticas, analise as afirmativas seguir.
I. No Brasil, as plantas medicinais começaram a ser utilizadas a partir do momento em que os portugueses aqui chegaram com os escravos, que trouxeram seu saber sobre as plantas medicinais.
II. As plantas com uso medicinal popular são nativas do Brasil e o conhecimento sobre seu uso foi passado principalmente por comunidades autóctones como os indígenas.
III. As três culturas, européia, indígena e africana, trouxeram contribuições no conhecimento e uso de plantas com finalidade terapêutica que consagraram alguns de seus usos tradicionais.
Marque a alternativa que apresenta a(s) afirmativa(s) correta(s).
	
	
	
	 
	As afirmativas I e II estão corretas.
	
	 
	As afirmativas I e III estão corretas.
	
	 
	A afirmativa III está correta.
	
	 
	As afirmativas II e III estão corretas.
	
	 
	A afirmativa II está correta.
	
	
		1,25 pts.
	
		2.
		O controle de qualidade das drogas vegetais tem por finalidade garantir que o produto que está sendo produzido e que será adquirido pelo consumidor tenha os requisitos mínimos de qualidade para que se obtenha eficácia no seu uso, e com segurança.
As normatizações estabelecidas para medicamentos fitoterápicos e produtos tradicionais fitoterápicos estabelecem métodos de verificação da autenticidade e da pureza, além de informações contidas na embalagem e no folheto informativo, para determinação do controle de qualidade.
BRASIL. Ministério da Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução da Diretoria Colegiada - RDC nº 26, de 13 de maio de 2014. Dispõe sobre registro de medicamentos fitoterápicos e o registro e a notificação de produtos tradicionais fitoterápicos. Brasília, DF: MS, ANVISA, 2014.
As técnicas de controle de qualidade devem seguir protocolos estabelecidos pela Farmacopeia Brasileira, assinale a alternativa que traz essas técnicas na ordem correta.
 
	
	
	
	 
	Análise da pureza, determinação da amostra, determinação da autenticidade.
	
	 
	Determinação da amostra, determinação da autenticidade, análise da pureza.
	
	 
	Análise da pureza, determinação da autenticidade, determinação da amostra.
	
	 
	Determinação da autenticidade, determinação da amostra, análise da pureza.
	
	 
	Determinação da amostra, análise da pureza, determinação da autenticidade.
	
	
		1,25 pts.
	
		3.
		(Adaptada) Os produtos tradicionais fitoterápicos são de dois tipos: Os chás medicinais e os produtos associados a excipientes e formas farmacêuticas. Os chás medicinais são constituídos apenas de drogas vegetais e só podem ser notificados, enquanto os outros tipos de produtos tradicionais fitoterápicos, como xaropes, cápsulas, pomadas etc. podem ser notificados ou registrados. A detecção de qualquer substância ativa isolada ou purificada, ainda que de origem vegetal, natural ou sintética desqualifica os medicamentos fitoterápicos e os produtos tradicionais fitoterápicos. Ou seja, nessas condições, o medicamento não pode ser registrado ou notificado como tal.
BRASIL. Ministério de Saúde. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Instrução Normativa nº 02, de 13 de maio de 2014. Publica a "Lista de medicamentos fitoterápicos de registro simplificado" e a "Lista de produtos tradicionais fitoterápicos de registro simplificado". Brasília, DF: MS, ANVISA, 2014
Com relação a plantas medicinais, identifique como verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmativas:
( ) A matéria-prima vegetal é a planta medicinal fresca, droga vegetal ou derivado vegetal empregado na fabricação ou na elaboração de medicamentos. É o material de partida para a produção de intermediários, e é considerada um insumo farmacêutico ativo.
( ) A planta medicinal é a espécie vegetal, cultivada ou não, utilizada com propósitos terapêuticos. Por exemplo, o guaco (Mikania glomerata, Spreng.) empregada no tratamento da tosse.
( ) A partir da planta medicinal ou da droga vegetal podemos extrair o princípio ativo que é a substância que deverá exercer efeito farmacológico. Por exemplo, quercetina, encontrada em diversas plantas medicinais (como Ginkgo biloba e Hypericum perforatum), e que apresenta atividade antioxidante.
( ) Droga vegetal é a planta medicinal, ou suas partes, que contenham as substâncias, ou classes de substâncias químicas que são responsáveis pela ação terapêutica e não há necessidade de secagem pois é utilizada na forma fresca.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo.
	
	
	
	 
	V - V - V - F
	
	 
	F - V - F - V
	
	 
	F - F - V - V
	
	 
	V - V - F - F
	
	 
	V - F - F - V
	
	
		1,25 pts.
	
		4.
		(adaptada) Maytenus ilicifolia Martius ex Reissek (Celastraceae), conhecida popularmente como espinheira-santa, tem ação comprovada em dispepsias e úlceras gástricas. Bastante difundida na rede pública de saúde, tem registros sobre o seu uso popular há vários anos na literatura. Incluída na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME) e na Lista de Produtos Tradicionais Fitoterápicos de Registro Simplificado, M. ilicifolia é disponibilizada sob a forma de rasuras para infusão, planta moída para preparo de tinturas e extrato seco para a composição do conteúdo de cápsulas. A utilização dos marcadores pirogalol e epicatequina no controle de qualidade de droga bruta ou derivada e de fitoterápicos à base de espinheira-santa, aliadas às análises anatômicas da droga bruta, são formas que têm contribuído para evitar a frequente adulteração ou falsificação com outras espécies morfologicamente semelhantes (outras espécies de Maytenus ou espécies de outras famílias).
Com relação ao registro e aos métodos de controle de qualidade de fitoterápicos, avalie as afirmações a seguir.
I. Entre as técnicas físico-químicas de controle de qualidade da M. ilicifolia encontram-se as técnicas cromatográficas, sendo a Cromatografia de Camada Delgada (CCD) uma técnica barata e rápida que permite a análise qualitativa da epicatequina.
II. Por ser considerado Produto Tradicional Fitoterápico de Registro Simplificado, é necessária a apresentação de resultados de ensaios clínicos randomizados para o registro de fitoterápicos contendo espinheira-santa.
III. No Brasil, para o registro de um fitoterápico contendo como matéria-prima ativa o extrato de M. ilicifolia, é necessário, entre outras exigências, que o fabricante submeta à ANVISA o perfil cromatográfico da droga vegetal, acompanhado da respectiva imagem em arquivo eletrônico reconhecido pela ANVISA, com comparação que possa garantir a identidade da matéria-prima vegetal e do produto acabado.
IV. Na validação da metodologia analítica para fitoterápicos, como os obtidos a partir da espinheira-santa, utiliza-se padrão de referência. No caso de não existir esse padrão, qualifica-se o extrato da planta através dos marcadores isolados (padrão primário). Em seguida, esse extrato qualificado é usado como padrão de trabalho (padrão secundário).
Marque a alternativa que apresenta as afirmativas corretas. 
	
	
	
	 
	I e III.
	
	 
	II e IV.
	
	 
	I e II.
	
	 
	I, III e IV
	
	 
	II, III e IV.
	
	
		1,25 pts.
	
		5.
		O Alcaçuz (Glycyrrhiza glabra L.) está entre as principais plantas medicinais utilizadas para o combate de problemas astrointestinais. Seus metabolismos secundários atuam como importantes anti-inflamatórios, antioxidantes, antimicrobianos e fúngicos.
FEITOSA FILHO, José Luis Alves; MODESTO, Karina Ribeiro. Alcaçuz e espinheira-santa no tratamento de gastrite. Revista de Iniciação Científica e Extensão, v. 2, n. Esp. 2, p. 268-273, 2019.
Assinale verdadeiro ou falso as afirmativas sobre as características e propriedades desta espécie

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.