A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Avaliação de História.

Pré-visualização | Página 1 de 1

Centro de Ensino Urbano Rocha 
Imperatriz: 29/10/2021
Aluna: Rayssa Jhennifer Vieira Mendes 
Professora: Sonilange
Turma: 3 Ano “C”
 Avaliação de História
01. “Façamos a revolução antes que o povo a faça.” A frase, atribuída ao governador de Minas Gerais, Antônio Carlos de Andrada, deixa entrever a ideologia política da Revolução de 1930, promovida pelos interesses: 
a) Da burguesia cafeicultora de São Paulo, com vistas à valorização do café. b) Do operariado, com o objetivo de aprofundar a industrialização. c) Dos partidos de direita fascistas, no intuito de estabelecer um Estado forte. d) Das oligarquias dissidentes, aliadas ao tenentismo pela reforma do Estado. (X) 
02. Em 1934, o Congresso Nacional promulgou uma nova Constituição para o Brasil. Leia as alternativas e assinale a que corretamente traz alguns itens contidos na nova Carta:
a) Garantia do voto do analfabeto nas eleições diretas. b) Eleição direta de Getúlio Vargas para presidente. c) Voto feminino, voto secreto e criação da Justiça Eleitoral. (X) d) Direitos trabalhistas, voto aberto e eleições indiretas.
03. Na casa do beato Pedro Batista em Santa Brígida, na Bahia, D. Pedro II divide um espaço na parede com Getúlio Vargas. Este exemplo caracteriza um tipo de idealização da figura de mitos que ficaram sedimentados na memória popular. Podemos afirmar que Getúlio Vargas potencializou uma imagem de "pai dos pobres", em grande parte devido às(aos):
a) Medidas de caráter populista, atraindo as massas trabalhadoras. (X) b) Medidas revolucionárias introduzidas com a reforma agrária. c) Restrições econômicas impostas aos industriais brasileiros. d) Restrições rígidas impostas à burguesia nacional e internacional. e) Discursos ufanistas disseminados entre os camponeses brasileiros.
04. Durante o Estado Novo, os encarregados da propaganda procuraram aperfeiçoar-se na arte da empolgação e envolvimento das “multidões” através das mensagens políticas. Nesse tipo de discurso, o significado das palavras importa pouco, pois, como declarou Goebbels, “não falamos para dizer alguma coisa, mas para obter determinado efeito”. O controle sobre os meios de comunicação foi uma marca do Estado Novo, sendo fundamental à propaganda política, na medida em que visava:
a) Conquistar o apoio popular na legitimação do novo governo. (X) b) Ampliar o envolvimento das multidões nas decisões políticas. c) Aumentar a oferta de informações públicas para a sociedade civil. d) Estender a participação democrática dos meios de comunicação no Brasil.
05. Aponte semelhanças e diferenças entre o Estado Novo e os regimes nazifascistas europeus. R. As semelhanças são que eram regimes autoritários, militaristas, centralistas e intervencionistas, se utilizavam da força para poder manter a ordem apesar de terem fortes propagandas ideológicas. Já as diferenças eram que os regimes nazifascistas tinham certas características que o Estado Novo (no caso Getúlio Vargas) não impunham, sendo um dos principais a superioridade racial: racismo e xenofobia.
06. Quais as principais características da constituição de 1934? R. A principal característica dessa constituição era a enorme concentração de poderes nas mãos do chefe do Executivo, ou seja existência do sistema político de três poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário). Teve caráter democrático (no sentido liberal), sistema eleitoral (eleições diretas) com voto secreto e previu também o voto feminino e obrigatório para maiores de 18 anos.