Aula_05-2

Disciplina:Comunicação e Expressão da Escrita250 materiais4.742 seguidores
Pré-visualização2 páginas
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA
Aula 5- REGRAS GRAMATICAIS BÁSICAS. VÍCIOS DE LINGUAGEM

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Conteúdo Programático desta aula
Reconhecer a gramática como o modelo de regras gramaticais.
Identificar as diferenças entre as gramáticas;
Identificar os vícios de linguagem mais comum na língua escrita.
Aplicar as regras de língua portuguesa nos textos escritos.

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Gramática descritiva X Gramática normativa
A gramática vista como um conjunto de regras é dividida em: gramáticas normativas, gramáticas descritivas e gramáticas internalizadas.

Segundo POSSENTI (1996) Gramática normativa é: “(...) conjunto de regras que devem ser seguidas, com o objetivo de falar e escrever corretamente. Um exemplo de regra desse tipo é o que diz que o verbo deve concordar com o sujeito”.

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Gramática normativa
Faz a descrição do funcionamento da morfologia e da sintaxe de uma língua.

De manhã vamos à praia e depois iremos ao cinema.
X
De manhã, a gente vamos à praia e depois a gente vamos ao cinema.

Problemas apontados:
Pronome: nós x a gente (significando nós)
Verbo exigindo sujeito nós (plural)
 X
a gente(singular).

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Gramática normativa
De acordo com TRAVAGLIA (2002) a “gramática normativa é aquela que estuda apenas os fatos da língua padrão, da norma culta de uma língua. A gramática normativa é observada e produzidas por pessoas cultas, de prestígio e essa variante da língua costuma chamar-se de “norma culta”, “variante padrão” ou “dialeto padrão”.

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Gramática normativa X Gramática descritiva
Gramática tradicional, normativa, ou prescritiva são termos sinônimos. 

 De acordo com POSSENTI (1996) a gramática descritiva é uma gramática que se propõe a descrever as regras de como uma língua é realmente falada, a despeito do que a gramática normativa prescreve como "correto". É a gramática que norteia o trabalho dos linguistas que pretendem descrever a língua tal como é falada.

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Gramática interiorizada
Gramática interiorizada : sistema de regras e elementos, interiorizados e tornados inconscientes no cérebro do falante, que presidem ao funcionamento de uma língua, e que lhe permitem decidir sobre a boa ou má formação de uma palavra ou frase, que lhe permitem identificar um enunciado como pertencente à língua falada pela comunidade em que se insere, ou ainda que lhe permitem, por exemplo, reconhecer sequências de sons e atribuir-lhes significado num contínuo sonoro de fala.

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Gramática descritiva X Gramática normativa
Para Bechara (2001, p. 52), a gramática descritiva é uma disciplina científica que registra e descreve um sistema linguístico em todos os seus aspectos (fonético-fonológico, morfossintático e léxico).

Diz ainda que por ser de natureza científica, não está preocupada em estabelecer o que é certo ou errado no nível do saber e locutivo, do saber idiomático e do saber expressivo.

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Vícios de linguagem
Os vícios de linguagem são palavras que não estão de acordo com as normas gramaticais.

Os vícios de linguagem costumam ocorrer por descuido, ou ainda por desconhecimento das regras por parte do emissor. A seguir, vamos ver alguns desses vícios correntes no cotidiano.

Pleonasmo ou Redundância
Acontece o pleonasmo vicioso quando há repetição desnecessária de uma informação na frase:
Entrei para dentro de casa quando começou a chover.
Voltou a fumar novamente.
O paciente teve hepatite no fígado.

Pleonasmo vicioso ou Perissologia: sair para fora, entrar para dentro, subir para cima, sonhar um sonho, descer para baixo, etc.

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Morfologia
Vícios de linguagem
Barbarismo
Pronúncia
silabada
cacoépia
cacografia
Semântica
Estrangeirismo

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Barbarismo
É o desvio da norma que ocorre nos seguintes níveis:
Pronúncia
Silabada: erro na pronúncia do acento tônico.
Solicitei à cliente sua rúbrica. (rubrica)

b) Cacoépia: erro na pronúncia dos fonemas.
 Estou com poblemas a resolver. (problemas)

c) Cacografia: erro na grafia ou na flexão de uma palavra.
O adevogado ganhou a causa. (advogado)
O policial deteu aquele homem. (deteve)
Resistro X registro (?)

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

2) Morfologia
Se eu ir aí, vou me atrasar. (for)
Sou a aluna mais maior da turma. (maior)
cidadões em vez de cidadãos

3) Semântica
José comprimentou seu vizinho ao sair de casa. (cumprimentou)

4) Estrangeirismos
É o emprego desnecessário de palavras estrangeiras quando já existe palavra ou expressão correspondente na língua.

O show é hoje! (espetáculo)
Vamos tomar um drink? (drinque)

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Regência
Vícios de linguagem
Solecismo
Concordância
Colocação

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Solecismo: É o desvio de sintaxe e pode acontecer nos seguintes níveis:

Concordância
Haviam muitos alunos naquela sala. (Havia)
O pessoal já saíram? (O pessoal já saiu?).
A gente vamos de ônibus. (A gente vai de ônibus.)

2) Regência
Eu assisti o filme em casa. (ao)
Espere um pouco que vou no banheiro.(... vou ao banheiro.) 

3) Colocação
Dancei tanto na festa que não aguentei-me em pé. (não me aguentei em pé)

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Ambiguidade: Acontece quando há duplicidade de sentido da frase.
Ana disse à amiga que seu namorado havia chegado. (O namorado é de Ana ou da amiga?)
O pai falou com o filho caído no chão. (Quem estava caído no chão? Pai ou filho?)

Cacofonia: Acontece quando a junção de duas ou mais palavras na frase provoca som desagradável ou palavra inconveniente.
Uma mão lava outra. (mamão)
Vi ela na esquina. (viela)
Dei um beijo na boca dela. (cadela)
Nunca gaste sem necessidade.

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Eco: Acontece quando há palavras na frase com terminações iguais ou semelhantes, provocando dissonância.
A divulgação da promoção não causou comoção na população.

Hiato: Acontece quando há uma sequência de vogais, provocando dissonância.
Eu a amo.
Ou eu ou a outra ganhará o concurso.

Colisão: Acontece quando há repetição de consoantes iguais ou semelhantes, provocando dissonância.
Sua saia sujou.

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

O caso de MAS e MAIS (cacografia)
Mas: conjunção coordenada adversativa, devendo ser utilizada em situações que indicam oposição, sentido contrário. Vejamos:
 Esforcei-me bastante, mas não obtive o resultado necessário.

“Mais”
Pronome indefinido ou advérbio de intensidade, opondo-se, geralmente, a “menos”.

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Descrevendo cenários
Língua falada	
Processamentodo texto
Cacófatos
Língua escrita

Tema da Apresentação

Vícios de linguagem– AULA 5
COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO NA ESCRITA

Mas (substitua-o por entretanto, porém).
Ela disse que compraria o livro, mas ela não o fez.

2. Más: feminino de maus; significa perversas, ruins, de consequências ruins.
São pessoas más, vingativas, perigosas. A garota trazia más lembranças daquele tempo.

3. Mais: antônimo de menos.
Quanto mais vejo a