A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
TRANSPORTE DE MEMBRANA (4)

Pré-visualização | Página 1 de 1

Transporte através da 
Membrana
Prof. Helder Andrey Rocha Gomes
Objetivos
• Compreender qual o grau de permeabilidade da membrana às substâncias 
necessárias ao funcionamento celular;
• Compreender os principais tipos de transporte existentes através da membrana 
plasmática.
Permeabilidade da Membrana Plasmática
• Difusão mais rápida: pequenas 
moléculas hidrofóbicas e 
substâncias anfipáticas;
• Membrana citoplasmática: 
altamente impermeável a íons.
Fonte da Figura: Alberts
Princípios do Transporte Transmembrana
• Movimento dos solutos: em função de um gradiente de concentração;
– Transporte passivo: de um local de alta concentração para um local de menor concentração. 
Tendência: equilíbrio das concentrações.
– Transporte ativo ( ): contra a corrente! Gasto de energia.
Fonte da Figura: Alberts
Transporte de Membrana - Difusão
• Processos de difusão: gradiente de 
concentração;
– Não há gasto de energia;
– Aceleração: difusão facilitada 
(carreador);
Fonte da Figura: Alberts
Transporte de Membrana - Difusão
• Proteínas envolvidas com o 
transporte de substâncias: 
seletividade;
– Canais: tamanho e carga elétrica. Poros 
com abertura regulada;
– Transportadores: moléculas que se 
encaixam em sua estrutura. Proteínas 
com alteração de forma: MAIOR 
ESPECIFICIDADE.
Canais iônicos na membrana.
Fonte da Figura: Alberts
Transporte de Membrana - Difusão
• Controle da abertura de canais;
Fonte da Figura: Alberts
Transporte de Membrana - Difusão
• Transportadores
– Altamente específicos;
– Membranas apresentam transportadores específicos, de acordo com sua função. Ex.: 
transportadores dos lisossomos são diferentes dos transportadores das mitocôndrias.
• Transportadores passivos (ex.: glicose)
– Transporte nos dois sentidos;
– Alterações de conformação.
Fonte da Figura: Alberts
Transporte de Membrana - Difusão
• Movimento de solvente: osmose;
– A favor de um gradiente: de menor 
concentração de soluto para maior 
concentração de soluto;
– Membrana: permite passagem 
lentamente de água;
– Canais na membrana: aquaporinas.
Fonte da Figura: Alberts
Transporte de Membrana - Difusão
• Efeitos do fluxo osmótico sobre as células
Disponível em: http://www.netxplica.com/figuras_netxplica/exanac/porto.editora/ 
Transporte de Membrana - Difusão
• Íons: concentrações diferentes dentro e fora da célula;
• Quantidade total de caras positivas e negativas: equilibrada.
– Extracelular: Na+/Cl-
– Intracelular: K+/ânions citoplasmáticos
Fonte da Figura: 
Alberts
Transporte de Membrana - Difusão
• Transporte passivo de íons: gradiente eletroquímico;
– Influência do potencial de membrana;
• Fluxo de cátions: intracelular;
• Fluxo de ânions: extracelular;
– Concentração;
• Exemplo: os íons Na+ e K+.
Fonte da Figura: Alberts
Transporte de Membrana – Transporte Ativo
• Bombas acopladas;
– Aproveitam o gradiente de uma substância para o transporte de outra.
Fonte da Figura: Alberts
Transporte de Membrana – Transporte Ativo
• Bomba de Na+/K+;
– Mais importante sistema de transporte 
iônico das células animais;
– Bomba de Na+: “bomba de porão em 
um barco que está afundando”;
– Acúmulo de Na+ contra seu gradiente 
eletroquímico: acúmulo de energia 
(comparação com usina hidrelétrica).
• Outras bombas importantes: 
Ca2+.
Fonte da Figura: Alberts
Transporte de Membrana
– Transporte Ativo
• Exemplo de bomba acoplada 
simporte: transportadores de glicose 
da luz do intestino para dentro da 
célula intestinal. 
• Exemplo de antiporte: bomba 
Na+/H+ (controle de pH).
Parede Celular
• Resistência estrutural;
• Resistência à pressão osmótica;
• Composição: polissacarídeos que formam uma rede acima da membrana 
plasmática;
• Presente em células bacterianas e células vegetais;
• Polissacarídeo das paredes vegetais: celulose;
Parede celular na bactéria Escherichia coli
Fonte da Figura: Alberts
www.udf.edu.br
Obrigado

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.