A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
500 questões IBGE

Pré-visualização | Página 8 de 45

coisas envolvem pou-
cas pessoas e lugares. Estudos usando técnicas de análi-
se para a detecção de “áreas quentes” de criminalidade 
mostram que crimes são fenômenos bastante concentra-
dos no tempo e no espaço. Alguns exemplos: 
1) as regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de 
Janeiro concentram 40% dos homicídios no Brasil, embo-
ra tenham 18% da população; 
2) cerca de 20% desse tipo de crime acontecem em 
menos de 2% da área geográfica de um centro urbano; 
3) a maioria dos assaltos ocorre em poucos locais. 
(Ciência Hoje, maio de 2004)
“as regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de 
Janeiro concentram 40% dos homicídios no Brasil, embo-
ra tenham 18% da população”.
Para que a última oração desse segmento do texto 2 
tivesse mais clareza, a forma adequada seria:
a) embora tenham apenas 18% da população;
b) embora tenham mais de 18% da população;
c) embora tenham talvez 18% da população;
d) embora tenham menos de 18% da população;
e) embora tenham cerca de 18% da população.
48. (IBGE – ANALISTA CENSITÁRIO - MÉTODOS 
QUANTITATIVOS – FGV - 2017) 
Texto 2 – ANTES DO PRIMEIRO CRIME
Um fenômeno bastante conhecido nos estudos cri-
minológicos é o fato de que muitas coisas envolvem 
poucas pessoas e lugares. Estudos usando técnicas de 
análise para a detecção de “áreas quentes” de criminali-
dade mostram que crimes são fenômenos bastante con-
centrados no tempo e no espaço. Alguns exemplos: 1) as 
regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de Janeiro 
concentram 40% dos homicídios no Brasil, embora te-
nham 18% da população; 2) cerca de 20% desse tipo de 
crime acontecem em menos de 2% da área geográfica de 
um centro urbano; 3) a maioria dos assaltos ocorre em 
poucos locais. (Ciência Hoje, maio de 2004)
13
LI
VR
O
 D
E 
Q
U
ES
TÕ
ES
 - 
IB
G
E
Indique a frase abaixo em que uma outra concordância 
verbal é possível:
 
a) “...muitas coisas envolvem poucas pessoas”;
b) “...cerca de 20% desses tipos de crime acontecem...”;
c) “...a maioria dos assaltos ocorre em poucos locais”;
d) “...crimes são fenômenos bastante concentrados”;
e) “...as regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de 
Janeiro concentram 40% dos homicídios”.
49. (IBGE – ANALISTA CENSITÁRIO - MÉTODOS 
QUANTITATIVOS – FGV - 2017) 
Texto 2 – ANTES DO PRIMEIRO CRIME
Um fenômeno bastante conhecido nos estudos crimi-
nológicos é o fato de que muitas coisas envolvem pou-
cas pessoas e lugares. Estudos usando técnicas de análi-
se para a detecção de “áreas quentes” de criminalidade 
mostram que crimes são fenômenos bastante concentra-
dos no tempo e no espaço. Alguns exemplos: 
1) as regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de 
Janeiro concentram 40% dos homicídios no Brasil, embo-
ra tenham 18% da população; 
2) cerca de 20% desse tipo de crime acontecem em 
menos de 2% da área geográfica de um centro urbano; 
3) a maioria dos assaltos ocorre em poucos locais. 
(Ciência Hoje, maio de 2004)
Os exemplos citados no texto 2 têm a função de:
a) mostrar que as afirmações anteriormente feitas só se 
aplicam a Rio e São Paulo;
b) indicar que os estudos citados tiveram por base as re-
giões metropolitanas carioca e paulista;
c) comprovar a tese indicada anteriormente;
d) demonstrar o relativismo das informações jornalísti-
cas;
e) contrariar as afirmações anteriores do texto.
50. (IBGE – ANALISTA CENSITÁRIO - MÉTODOS 
QUANTITATIVOS – FGV - 2017) 
Texto 2 – ANTES DO PRIMEIRO CRIME
Um fenômeno bastante conhecido nos estudos crimi-
nológicos é o fato de que muitas coisas envolvem pou-
cas pessoas e lugares. Estudos usando técnicas de análi-
se para a detecção de “áreas quentes” de criminalidade 
mostram que crimes são fenômenos bastante concentra-
dos no tempo e no espaço. Alguns exemplos: 
1) as regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de 
Janeiro concentram 40% dos homicídios no Brasil, embo-
ra tenham 18% da população; 
2) cerca de 20% desse tipo de crime acontecem em 
menos de 2% da área geográfica de um centro urbano; 
3) a maioria dos assaltos ocorre em poucos locais. 
(Ciência Hoje, maio de 2004)
A característica que mostra mais claramente ser o texto 2 
de cunho jornalístico tradicional é:
a) uma seleção de informações de destaque social;
b) uma utilização de linguagem popular, para fácil acesso;
c) a indicação de pessoas de valor reconhecido;
d) a não participação direta do autor do texto;
e) a atualidade flagrante do tema selecionado.
51. (IBGE – ANALISTA CENSITÁRIO - MÉTODOS 
QUANTITATIVOS – FGV - 2017) 
Texto 2 – ANTES DO PRIMEIRO CRIME
Um fenômeno bastante conhecido nos estudos crimi-
nológicos é o fato de que muitas coisas envolvem pou-
cas pessoas e lugares. Estudos usando técnicas de análi-
se para a detecção de “áreas quentes” de criminalidade 
mostram que crimes são fenômenos bastante concentra-
dos no tempo e no espaço. Alguns exemplos: 
1) as regiões metropolitanas de São Paulo e do Rio de 
Janeiro concentram 40% dos homicídios no Brasil, embo-
ra tenham 18% da população; 
2) cerca de 20% desse tipo de crime acontecem em 
menos de 2% da área geográfica de um centro urbano; 
3) a maioria dos assaltos ocorre em poucos locais. 
(Ciência Hoje, maio de 2004)
“Um fenômeno bastante conhecido nos estudos crimino-
lógicos é o fato de que muitas coisas envolvem poucas 
pessoas e lugares”.
O fato citado nesse segmento inicial do texto 2 se apoia:
a) na opinião do autor;
b) na credibilidade da revista que publica o texto;
c) no senso comum;
d) na autoridade de conhecimentos científicos;
e) no valor de estudos históricos.
52. (IBGE – AGENTE CENSITÁRIO MUNICIPAL E SU-
PERVISOR – FGV - 2017) Uma sala de um colégio tradi-
cional do Rio mostrava o seguinte cartaz:
“Não pedimos que você limpe a sala. Apenas que não a 
suje”.
Sobre as frases do cartaz, é correto afirmar que:
a) o primeiro período desculpa o aluno que suja a sala;
b) o segundo período explica o primeiro;
c) o primeiro período obriga o aluno a limpar a sala;
d) o segundo período é uma conclusão do primeiro;
e) o segundo período considera a ação de não sujar mais 
fácil que a de limpar.
53. (IBGE – AGENTE CENSITÁRIO MUNICIPAL E SU-
PERVISOR – FGV - 2017) Abaixo de uma foto da guerra 
na Síria, o jornal Folha de São Paulo, de 05/04/2017, es-
creveu o seguinte:
“Homem carrega criança morta em ataque com gás que 
matou ao menos 58 em cidade da Síria”.
14
LI
VR
O
 D
E 
Q
U
ES
TÕ
ES
 - 
IB
G
E
O problema de construção dessa frase é:
a) a falta de paralelismo;
b) o desrespeito pelas regras gramaticais;
c) a possível ambiguidade;
d) a presença exagerada de linguagem coloquial;
e) a ausência de pontuação.
54. (IBGE – AGENTE CENSITÁRIO MUNICIPAL E SU-
PERVISOR – FGV - 2017) “A produção industrial do país 
subiu 0,1% em fevereiro na comparação com o mês an-
terior, informou o IBGE”.
O resultado indica que o setor entrou em fase de estabi-
lidade após forte recessão. Ficou, no entanto, abaixo da 
expectativa do mercado, de elevação de 0,5%.
Nos últimos 12 meses, a retração acumulada na indústria 
é de 4,8%”. (Folha de São Paulo, 05/04/2017).
Um texto mostra sempre um conjunto de elementos que 
se repetem e um outro conjunto de novidades; esses dois 
conjuntos são responsáveis, respectivamente, pela coe-
são e pelo progresso do texto.
O elemento abaixo que tem seu antecedente correta-
mente indicado é:
a) o resultado / a comparação com o mês anterior;
b) o setor / a produção industrial;
c) fase de estabilidade / fevereiro de 2017;
d) recessão / subiu 0,1% em fevereiro;
e) retração acumulada / 4,8%.
55. (IBGE – AGENTE CENSITÁRIO MUNICIPAL E SU-
PERVISOR – FGV - 2017) “A produção industrial do país 
subiu 0,1% em fevereiro na comparação com o mês an-
terior, informou o IBGE.
O resultado indica que o setor entrou em fase de estabi-
lidade após forte recessão. Ficou, no entanto, abaixo da 
expectativa do mercado, de elevação de 0,5%.
Nos últimos 12 meses, a retração acumulada na indústria 
é de 4,8%”. (Folha de São Paulo, 05/04/2017).
A afirmativa correta sobre o texto acima é:
a) a comparação que serve

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.