Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
RESUMÃO PNE

Pré-visualização | Página 1 de 2

GIOVANNA MORELLI – DIREITOS AUTORAIS 
 
 
PACIENTES COM NECESSIDADES ESPECIAIS 
 
INTRODUÇÃO AO ATENDIMENTO AOS PNES 
 
 
INTRODUÇÃO 
 
Pacientes com necessidades especiais são aqueles que 
possuem síndromes, problemas cardíacos, doenças infecciosas 
graves (HIV, Tuberculose, Sífilis, etc), diversos tipos de câncer, 
paralisia cerebral, entre outros tipos de alterações no organismo. 
 
Existem dois tipos de abordagens para realizar um tratamento 
com esses pacientes: abordagem farmacológica e abordagem não 
farmacológica. A abordagem proposta pela FOUNIP é a não 
farmacológica. 
 
Muitos pacientes com necessidades sofrem preconceitos 
devido a alterações ou doenças que possuem, sejam sindrômicas 
ou doenças graves. Cabe ao cirurgião dentista conseguir identificar 
isso e poder auxiliar de alguma forma, acolhendo e estudando os 
casos específicos de cada paciente, fornecendo qualidade de vida 
para essas pessoas. 
 
 
 
GIOVANNA MORELLI – DIREITOS AUTORAIS 
 
 
 
 
 
 
 
ABORDAGEM DE PNE 
 
Deve ser uma abordagem individual, porque existem diversos 
tipos de pessoas e patologias. Cada ser humano é diferente do 
outro, ninguém é igual a ninguém. A odontologia para pacientes 
especiais deve ser voltada para a saúde geral, devolvendo forma, 
funções, estética e manutenção da saúde bucal. Esse conjunto 
evolve as diversas áreas da Odontologia e em alguns casos, da 
medicina, implicando em uma abordagem multidisciplinar, visando 
promover a qualidade de vida. 
 
 
 
 
PACIENTES ESPECIAIS 
 
São todos aqueles que apresentam doenças ou condições que 
requerem atendimento diferenciado, podendo apresentar 
alterações físicas, comportamentais, mentais, orgânicas e sociais. 
GIOVANNA MORELLI – DIREITOS AUTORAIS 
 
 
Esses pacientes podem apresentar alterações ao longo da vida ou 
então já nascerem com elas. 
 
 
POTENCIAL RESIDUAL 
 
É aquilo que a lesão principal deixou de sadio e o que ela não 
alterou. 
 
 
 
ATENDIMENTO MULTIDISCIPLINAR 
 
• Odontologia 
• Psicólogos 
• Enfermeiros 
• Fonoaudiólogos 
• Medicina 
• Fisioterapia 
• Psicologia 
• Assistência social 
• Terapia ocupacional 
• Nutrição 
 
ABORDAGEM NA CLÍNICA ODONTOLÓGICA 
GIOVANNA MORELLI – DIREITOS AUTORAIS 
 
 
 
É uma abordagem complexa, porque deve-se ter um 
conhecimento de diversas áreas. Para aprender uma boa 
abordagem, devemos ter o poder de observação, no qual seja 
possível a análise de diversas coisas. 
 
A odontologia dirigida para os pacientes especiais exige do 
dentista uma base técnico – cientifica ampla, para se diagnosticar, 
fazer planejamento e realizar um bom tratamento. Mas não existe 
somente a abordagem técnico cientifica no atendimento desses 
pacientes. 
 
Devemos tratar esses pacientes com amor, dedicação e muito 
carinho. Os profissionais devem ter empatia com o paciente 
especial e com a família, enxergar o paciente como qualquer outro, 
apesar de suas limitações, com olhar humanizado. 
 
SER HUMANO 
 
Os pacientes com necessidades especiais são seres humanos 
como qualquer outro. O ser humano é influenciado pelo aspecto 
inconsciente. 
 
 
DESENVOLVIMENTO EMOCIONAL 
 
GIOVANNA MORELLI – DIREITOS AUTORAIS 
 
 
A família, em geral, como mãe, pai ou cuidador, possuem um 
vínculo emocional muito grande com os pacientes com 
necessidades especiais. O tratamento deve ser feito junto com a 
família. Deve-se saber que muitas vezes, os pais possuem uma 
renegação quanto a patologia do paciente, negação, rejeição e 
super proteção. 
EX: o cirurgião dentista sabe que o paciente possui uma 
patologia, mas o pai ou mãe negam que exista essa patologia. É 
fundamental que os pais tenham consciência que o paciente tem 
essa patologia, para que possam participar da abordagem clínica. 
Rejeição: muitas crianças são rejeitadas pela família, podendo 
apresentar um olhar bastante triste, carente, falta de amor. Não 
somente rejeição como o preconceito, e isso agrava o atendimento 
odontológico. 
Super proteção: muitas vezes, o paciente especial não vai 
seguir as recomendações do dentista porque os pais são super 
protetores e não deixarão o filho realizar algo que outra pessoa 
propõe. Muitas vezes o paciente não tem limites na cadeira, onde o 
dentista deve trabalhar com os pais e paciente. 
 
 
 
 
 
REALIDADE E NÚCLEO FAMILIAR 
 
GIOVANNA MORELLI – DIREITOS AUTORAIS 
 
 
❖ Muitas vezes o comportamento do paciente é influenciado pelo 
núcleo familiar e cuidadores. 
 
LIMITAÇÕES 
 
❖ Muitas vezes, os pacientes especiais possuem limitações, 
peculiaridades (o que gosta e não gosta). Não somente com os 
pacientes, mas também com os familiares. 
 
 
PACIENTES SISTEMICAMENTE COMPROMETIDOS 
 
❖ São pacientes que sofrem algumas complicações, não querendo 
ser olhados como coitados e sim como amados. A anamnese 
deve ser muito detalhada, visando saber um grande contexto 
sobre aquele paciente. O conhecimento da medicação, história 
médica, comportamento, entre outras coisas. 
 
❖ É importante também, saber em qual classificação ASA o 
paciente comprometido sistemicamente se enquadra, porque 
desta forma, saberemos (em conjunto com a anamnese), qual a 
conduta correta a seguir com esse paciente. 
 
❖ É necessário que, se o paciente não apresenta um diagnóstico ou 
não sabe qual sua patologia, solicitar um laudo médico para que 
GIOVANNA MORELLI – DIREITOS AUTORAIS 
 
 
seja confirmado o diagnóstico daquele paciente. Isso irá conduzir 
o dentista no plano de tratamento. 
 
 
HISTÓRIA MÉDICA PROGRESSA 
 
❖ Para que não haja nenhuma intercorrência, o dentista deve ter 
contato com o médico, porque é dele que virá a história médica 
progressa. Solicitá-la quando o paciente não apresentar esse 
documento ou não saber sobre. 
 
❖ Um bom exemplo é em caso de pacientes em tratamento 
oncológico, que possuem reações alérgicas por causa da 
toxicidade da medicação, podendo levar a alguma reação 
alérgica indesejada em âmbito de consultório. (toxicidade da 
quimioterapia, por exemplo). 
 
 
ANAMNESE 
❖ Identificação 
❖ Queixa principal 
❖ Historia da doença atual 
❖ Historia odontológica 
❖ Condição sistêmica 
 
CONDICIONAMENTO VERBAL 
GIOVANNA MORELLI – DIREITOS AUTORAIS 
 
 
 
• Ajuda a estabelecer uma relação saudável entre profissional 
e paciente, além de estabelecer boa relação entre 
profissional e responsável. Ressalta-se a importância de criar 
um vínculo com o paciente e com a família, fazendo com que 
haja depósito de confiança no profissional e assim, garantir 
um atendimento e tratamento de qualidade. 
 
• O objetivo é estabelecer a comunicação, controle de 
ansiedade, do medo e dor. 
 
COMUNICAÇÃO COM O PACIENTE ESPECIAL 
 
• Gera consentimento 
• Aperfeiçoamento 
• Clareza da mensagem 
• Podem ser usados métodos de comunicação não verbal 
• Controlar a tonalidade da voz 
• Falar, mostrar, fazer, repetir 
• Domínio 
• Escuta ativa 
• Respostas apropriadas 
 
 
CONTENÇÃO FÍSICA DO PACIENTE 
 
GIOVANNA MORELLI – DIREITOS AUTORAIS 
 
 
• Pode ser uma contenção ativa ou passiva, ambas realizadas 
em âmbito ambulatorial (consultório). A contenção física tem 
como objetivo restringir os movimentos do paciente. 
Normalmente, são usados alguns itens para realizar essas 
contenções, como por exemplo, faixas, cintos, lençóis, 
abridores de boca e estabilizadores. 
 
• O processo de contenção física do paciente com necessidades 
especiais só pode ser realizado mediante a autorização dos 
pais, que deverão assinar um termo impresso, que ficará no 
prontuário posteriormente. 
 
 
 
 
TRATAMENTO ODONTOLÓGICO 
 
• O cirurgião dentista poderá solicitar exames complementares, 
como por exemplo exames laboratoriais e de imagem. 
 
• As radiografias panorâmicas da face são as de eleição 
 
• Radiografias periapicais (intra orais) são essenciais, assim como 
as interproximais
Página12