Buscar

citologia bacteriana características morfológicas das bactérias, gram negativa, gram positiva, coloração de gram, coloração de wirtz.

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

Citologia bacteriana
Características morfológicas de Bactérias (célula
procariótica)
Tamanho
0,2 - 2 um de diâmetro e 2 - 8 um de comprimento.
Forma
Oval ou esféricas: cocos.
Cilíndrica ou em bastão: bastonetes ou bacilos.
Espiral ou helicoidal: espirilos (espiroquetas/vibrios).
Arranjos
Modelos de arranjos de cocos:
Diplococos: unidos em pares;
Estreptococos: unidos em cadeia;
Tétrades: 4 cocos;
Estafilococos: unidos em massa;
Sarcinas: 8 cocos.
Modelos de arranjos de bacilos:
Diplobacilos: unidos em pares;
Estreptobacilos: unidos em cadeia;
Em paliça: em pé;
*cocobacilos: não é arranjo, é um formato!
Formas
Espiroquetas: mais número de voltas;
Espirilos: menos número de voltas;
Vibriões: forma de vírgula;
Stella: estrela;
Haloarcula: quadrada;
Candidatus Savagella: filamentosa.
Outras formas das bactérias:
Monomórfica: maioria das bactérias;
Pleomórfica: alguns bactérias conseguem mudar de
forma (dependendo da genética ou do ambiente):
Geneticamente determinada: Rhizobium sp.;
Corynebacterium sp.
Por condições ambientais: Arthrobacter globiformis
(bacilo: coco).
Componentes celulares de bactérias
Glicocálice (cápsula/camada gomosa):
Composição: olissacarídeos e polipeptídeos.
Funções:
- Proteção (desidratação)
- Aderência (ligação da bactéria à superfícies
bióticas ou abióticas)
- Virulência: cápsula aumenta a virulência
(organismo infectante causa patologia ao
organismo), pois protege contra a fagocitose
das células do sistema imune.
Flagelos:
Função: locomoção.
Proteína: flagelina
Estrutura: filamento (flagelina), gancho e corpo basal.
Arranjos de flagelos
Monotríquio: um;
Lofotríquio: dois ou mais em uma extremidade ou em
ambas.
Anfitríquio: um em cada extremidade;
Peritríquio: em toda a estrutura.
Motilidade (taxia)
Estímulos:
Quimiotaxia: relação a um estímulo químico.
- Positivo: em direção a ele;
- Negativo: em direção contrária a ele.
Fototaxia: relação com a luz.
- Positivo: em direção à luz;
- Negativo: em direção contrária à luz.
Endoflagelos (filamentos axiais)
Espiroquetas;
Ancorados na extremidade da célula;
A rotação gera o movimento da célula.
Fímbrias/pili
Fímbrias: fixação.
Pili: pêlos sexuais de Gram negativa, 1 ou 2 por célula.
Transferência de DNA através dos pili.
O DNA que é transferido é o plasmídeo, que é móvel,
diferente do DNA cromossomal.
* assim que a bactéria X (resistente a tal antibiótico)
passa tal enzima para a bactéria Y (sensível à
penicilina), fazendo com que ela também seja
resistente.
Parede celular
Estrutura complexa, semi-rígida;
Funções:
Proteção contra choques mecânicos e osmóticos;
Local de ação de alguns antibióticos;
Local de ancoragem de alguns vírus.
Composição: peptidoglicano (diferencia as bactérias que
têm parede- as verdadeiras).
Peptidoglicano
Polímero de dissacarídeos (NAG e NAM);
Ligados por polipéptidos (aminoácidos).
Gram positiva: há mais peptideoglicano (roxa).
Gram negativa: há mais lipídeo A do que
peptideoglicano (rosa ou vermelho).
Coloração de Gram
Baseada na composição química da parede celular.
O que observar: forma, arranjo e reação tintorial.
Espectro de ação: o que o antibiótico inibe.
- amplo: inibe bactérias gram negativas e gram
positivas;
- específico: inibe ou gram positiva ou gram
negativa, ou ambos, mas em menor volume.
Cristal violeta: a parede celular, independente do gram,
fica roxa;
Lugol: forma o complexo CVI, juntamente com o cristal
violeta;
Álcool-acetona: gram negativa (incolor - dissolve os
lipídios da parede, formando poros e liberando
complexo CVI) e gram positiva (roxa - não há lipídios,
complexo CVI é fixado);
Safranina ou Fucsina: negativas (vermelhas ou rosas) e
positivas (roxas).
Membrana plasmática
Estrutura dinâmica, flexível, formada por uma bicamada
de fosfolipídios e proteínas.
Está envolvida em vários processos celulares:
- biossíntese da parede celular;
- transporte de nutrientes (barreira seletiva);
- respiração (produção de energia).
Composição: camada dupla de fosfolipídios, proteínas
periféricas, proteínas integrais e proteínas
transmembranas.
Citoplasma
Localizado no interior da célula;
Composto 80% de água, é espesso (tipo gel), semi
transparente e elástico;
Contém: proteínas, enzimas, carboidratos, lipídeos, íons
e outros componentes de baixo peso molecular;
Principais estruturas: DNA, ribossomos, mRNA, tRNA e
inclusões.
Ribossomos
Responsável pela síntese de proteínas.
Inclusões
- metacromáticos (polifosfatos);
- polissacarídeos (glicogênio e amido);
- lipídicas (PHB);
- de enxofre;
- carboxissomos;
- vacúolos de gás;
- magnetossomos.
Endósporos
Células especializadas de repouso.
Produzida dentro da bactéria.
Quando o endósporo é liberado, é chamado de esporo.
Composição: DNA, RNA, enzimas, cálcio (Ca++) e
D.P.A. (ácido dipicolínico);
Resistência térmica: graças à alta concentração de Ca e
D.P.A.
Principais gêneros que formam esporos: Bacillus e
Clostridium.
Localização:
- central;
- subterminal;
- terminal.
Esporogênese ou Esporulação
Duplicação do DNA, membrana plasmática envolve o
DNA, peptidoglicano cerca o DNA, endósporo sai da
célula.
Germinação do esporo
Coloração de Wirtz
Verde: esporos.
Rosa: célula vegetativa.

Outros materiais