Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
26 pág.
Tema 1 - Conceitos Básicos

Pré-visualização | Página 1 de 1

DISCIPLINA: ANÁLISE E PROJETO DE 
SOFTWARE
TEMA 1: Conceitos Básicos de Análise 
e Projeto
REFORÇANDO A 
APRENDIZAGEM
PONTOS PRINCIPAIS
O que é um Projeto
de Software?
O que é Projeto de Software?
“Um modelo é uma simplificação da realidade que 
nos ajuda a entender um problema grande e 
complexo que não pode ser compreendido como 
um todo.” 
Phillipe Krutchen, 2000
Sistemas de Informação
• Combinação de pessoas, dados, processos,
interfaces, redes de comunicação e tecnologia
que interagem com o objetivo de dar suporte e
melhorar o processo de negócio de uma
organização com relação às “informações”.
– Objetivo: adição de valor ao negócio!
Sistemas de Software
• Componente de um Sistema de Informação.
– São módulos funcionais computadorizados que
interagem entre si para automatizar tarefas.
– Característica básica: complexidade.
Complexidade do Software
• Na construção de sistemas de software, assim 
como na construção de sistemas habitacionais, 
também há uma gradação de complexidade. 
• A construção desses sistemas necessita de um 
planejamento inicial. 
Modelos
• Trata-se de uma representação idealizada de um 
sistema a ser construído. 
• Maquetes de edifícios e de aviões e plantas de 
circuitos eletrônicos são apenas alguns exemplos de 
modelos de outras engenharias. 
Modelos
• Porque tê-los? Alguns motivos:
– Gerenciar a complexidade inerente ao desenvolvimento 
de software
– Comunicação e disseminação de informações.
– Eliminação do retrabalho pela escolha de soluções mais 
adequadas
• Redução dos custos, prazo de entrega, etc.
– Predição do comportamento futuro do software 
Diagramas
• Desenhos gráficos que seguem padrão lógico.
• Elementos gráficos que possuem um significado 
predefinido, dependendo da linguagem 
diagramática. 
Diagramas
• Diagramas fornecem uma representação concisa do sistema. 
“uma figura vale por mil palavras”.
• No entanto, modelos também são compostos de informações 
textuais.
• Dado um modelo de uma das perspectivas de um sistema, diz-
se que o seu diagrama, juntamente com a informação textual
associada, formam a documentação deste modelo. 
Modelagem de Software
A modelagem de sistemas de software consiste
na utilização de notações gráficas e textuais com
o objetivo de construir modelos que representam
as partes essenciais de um sistema,
considerando-se diversas perspectivas diferentes
e complementares.
Modelagem no processo de 
desenvolvimento de software
Foco do curso
• Levantamento de requisitos
• Análise 
• Projeto
• Implementação
• Testes
• Implantação
Princípios da Análise e Projeto
• Modelos (e o problema) são particionados, de maneira que 
revele os detalhes em forma de camadas (ou hierarquicamente) 
(para reduzir a complexidade)
• Análise => mover-se da informação essencial para os detalhes 
de implementação
Princípios da Análise e Projeto
• Análise X Projeto de Sistemas
– As atividades de Análise concentram-se na identificação, 
especificação e descrição dos requisitos do sistema de software
» Ênfase no problema a ser solucionado!
– As atividades de Projeto (Design) concentram-se na identificação 
de uma solução para o problema apresentado.
» Ênfase na definição dos objetos e como esses objetos 
colaboram para satisfazer os requisitos!
Tipos de Modelagem de Software
• Divididos portanto a modelagem de software em 
2 tipos:
1. Modelo de Análise
2. Modelo de Projeto
Modelagem de Análise: Princípios básicos
I. “O domínio da informação de um problema precisa ser representado e 
entendido”
II. “As funções a serem desenvolvidas pelo software devem ser definidas”
III. “O comportamento do software precisa ser representado”
IV. “Os modelos que mostram informação, função e comportamento 
devem ser particionados de um modo que revele detalhes em forma de 
camadas (ou hierarquia)”
V. “A tarefa de análise deve ir da informação essencial até os detalhes de 
implementação”
I. “O projeto deve estar relacionado ao modelo de análise”
II. “Sempre considere a arquitetura do sistema a ser construído”
III. “O projeto dos dados é tão importante quanto o projeto de 
funções”
IV. “As interfaces internas e externas precisam ser projetadas com 
cuidado.”
V. “O projeto de interface do usuário deve estar sintonizado com as 
necessidades do usuário, sempre enfatizando a facilidade de uso.”
Modelagem de Projeto: Princípios básicos
VI. “O projeto em nível de componente deve ser 
funcionalmente independente”
VII. “Os componentes devem ser fracamente acoplados uns 
aos outros e ao ambiente externo”
VIII. “Representações de projeto devem ser facilmente 
compreensíveis”
IX. “O projeto deve ser desenvolvido iterativamente. A cada 
iteração o projetista deve lutar por maior simplicidade.”
Modelagem de Projeto: Princípios básicos
UML: Linguagem Unificada de Modelagem
• Necessidade de um padrão para a 
modelagem de sistemas, que fosse 
aceito e utilizado amplamente.
• Alguns esforços nesse sentido de 
padronização, o principal liderado 
pelo “três amigos”.
• Surge a UML (Unified Modeling
Language) em 1996 como a melhor 
candidata para ser linguagem 
“unificadora” de notações. 
UML: Linguagem Unificada de Modelagem
• Em 1997, a UML é aprovada como 
padrão pelo OMG.
• Desde então, a UML tem tido grande 
aceitação pela comunidade de 
desenvolvedores de sistemas. 
• É uma linguagem ainda em 
desenvolvimento.
• Atualmente na versão 2.5
UML: Linguagem Unificada de Modelagem
• UML é...
– uma linguagem visual.
– independente de linguagem de programação.
– independente de processo de desenvolvimento.
• UML não é...
– uma linguagem programação.
– uma técnica de modelagem.
UML: Linguagem Unificada de Modelagem
UML: Linguagem Unificada de Modelagem
• Diagramas Estruturais
– Tratam o aspecto estrutural tanto do ponto de vista do 
sistema quanto das classes. 
– Existem para visualizar, especificar, construir e documentar 
os aspectos estáticos de um sistema, ou seja, a 
representação de seu esqueleto e estruturas “relativamente 
estáveis”. 
– Os aspectos estáticos de um sistema de software abrangem 
a existência e a colocação de itens como classes, interfaces, 
colaborações, componentes.
UML: Linguagem Unificada de Modelagem
• Diagramas Comportamentais
– Utilizado para visualizar, especificar, construir e 
documentar aspectos dinâmicos de um sistema. 
– Detalha o funcionamento (comportamento) de partes 
de um sistema ou processos de negócio relacionados a 
tal aplicação.