A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
VISÃO GERAL DA CIRCULAÇÃO - GUYTON

Pré-visualização | Página 1 de 1

14
VISÃO GERAL DA CIRCULAÇÃO
Biofísica de pressão, fluxo e resistência
Fluxo sanguíneo: controlado em resposta às suas necessidades de nutrientes
Rins: fluxo além das necessidades metabólicas, relacionado à sua função excretora, demanda que grande volume de 
sangue seja filtrado a cada minuto
Circulação: dividida em sistêmica - fluxo para todos os tecidos corporais, exceto pulmões 
 e pulmonar 
Artérias: transporte de sangue sob alta pressão para os tecidos
Arteríolas: pequenos ramos finais do sistema arterial, agem como condutos de controle 
pelos quais o sangue é liberado para os capilares, forte parede muscular, capaz de ocluir 
completamente vasos ou dilatá-los - capaz de alterar muito o fluxo sanguíneo em resposta a sua necessidade
Capilares: troca de líquidos/substâncias entre o sangue e líquido intersticial - paredes finas e com numerosos poros ; 
baixo volume
Vênulas: coletam sangue dos capilares e de forma gradual formam veias progressivamente maiores
Veias funcionam como conflitos para transporte de sangue das vênulas de volta ao coração - baixa pressão, paredes 
finas, age como reservatório de sangue
Pressão em diversas partes:
Pressão média da aorta: 100mmHg 
Pressão sistólica: 120mmHg
Perdão diastólica: 80mmHg
Fluxo sanguíneo total, que passa pelos pulmões por minuto é o mesmo que da 
circulação sistêmica
Princípios básicos da função circulatória:
1. Fluxo sanguíneo na maioria dos tecidos é controlado segundo a necessidade dos tecidos
2. O débito cardíaco é a soma de todos os fluxos locais dos tecidos
3. Regulação da pressão arterial é geralmente independente do fluxo sanguíneo local ou do débito cardíaco
Sinais nervosos agem:
a) aumentando a força de bombeamento cardíaco
b) causando constrição dos grandes reservatórios venosos, para levar mais sangue para o coração
c) ocasionando constrição generalizada das arteríolas em muitos tecidos, de modo que grande quantidade de sangue 
se acumula nas grandes artérias, aumentando a pressão arterial
Fluxo sanguíneo:
Na circulação de um adulto em repouso: 5000 ml/min - esse é o débito cardíaco (quantidade de sanguínea bombeada 
para a aorta por minuto)
Fluxo laminar: sangue fluindo de forma estável, se organizando em linhas de corrente 
Fluxo sanguíneo turbulento: intensidade muito elevada, ou quando o sangue passa por obstrução no vaso, formando 
redemoinhos
Pressão sanguínea: força exercida no sangue contra qualquer unidade de área da parede vascular
Resistência vascular periférica total e resistência vascular pulmonar total:
A resistência de toda a circulação sistêmica, chamada de periférica total é: 100/100 ou 1 
unidade de resistência periférica (URP)
Resistência vascular pulmonar: 0,14,URP
Efeito do hematócrito e da viscosidade sanguínea sobre a resistência vascular e o fluxo
Maior viscosidade = menor fluxo pelo vaso 
O que torna o sangue tão viscoso? Grande número de eritrócitos em suspensão
Elevação do hematócrito - aumenta a viscosidade
Pressão arterial elevada - diminui a resistência vascular
Pressão arterial diminuída - aumenta a resistência

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.