Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Anatomia da pelve e do períneo

Pré-visualização | Página 1 de 2

Anatomia da pelve e do períneo
● pelve: parte do corpo circundada pelo cíngulo do membro inferior (pelve óssea), parte do esqueleto apendicular do
membro inferior → dividia em maior e menor pelo plano oblíquo da abertura superior da pelve
○ maior: circundada pela parte superior do cíngulo do membro inferior + ocupada pelas vísceras abdominais
inferiores, protegendo-as
○ menor: circundada pela parte inferior do
cíngulo do membro inferior → forma o
arcabouço ósseo da cavidade pélvica e do
períneo – dois compartimentos do tronco
separados pelo diafragma da pelve, uma
estrutura musculofascial
○ margem da pelve: margem óssea que
circunda e define a abertura superior da pelve
→ promontório e asa do sacro + linhas
terminais direita e esquerda (linha arqueada
+ linha pectíneo do púbis e crista púbica)
○ arco púbico: ramos isquiopúbicos (margens
inferiores → ângulo subpúbico)
○ abertura inferior limitada por: arco púbico anteriormente + túberes isquiáticos lateralmente + margem inferior do
ligamento sacrotuberal (seguindo entre o cóccix e o túber isquiático) posterolateralmente + extremidade do cóccix
posteriormente
● períneo: área da superfície do tronco entre as coxas e as nádegas,
que se estende do cóccix até o púbis + compartimento de
pequena profundidade situado acima dessa área, mas inferior ao
diafragma da pelve → inclui o ânus e os órgãos genitais externos
(pênis e escroto do homem e o pudendo feminino)
● face superior côncava do diafragma da pelve musculofascial:
forma o assoalho da cavidade pélvica verdadeira (mais profunda
na parte central)
● face inferior convexa do diafragma da pelve: forma o teto do
períneo (mais superficial no centro e profundo na periferia)
● diferenças sexuais
○ constituição mais pesada e os músculos
maiores da maioria dos homens e a
adaptação da pelve (sobretudo a pelve
menor) nas mulheres para o parto
○ maior arco subpúbico
○ ângulo em mulheres é maior
● tipos de pelve
○ ginecoide: tipo feminino mais comum →
abertura superior da pelve tem um formato
oval arredondado e um grande diâmetro
transversal → ideal para o parto
○ androide: “coração” → mais comum na pelve masculina
○ antropoide: mais alongada → mais comum em mulheres negras
○ platipeloide: mais achatada → risco para o parto vaginal bem-sucedido de um feto
Cíngulo do membro inferior
● anel ósseo, em forma de bacia, que une a coluna vertebral aos dois fêmures
● funções: sustentação do peso da parte superior do corpo nas posições sentada e ortostática + transferência do peso
do esqueleto axial para o esqueleto apendicular inferior em posição ortostática e durante a deambulação + inserção
para os forteas músculos da locomoção e postura,
bem como para os músculos da parede abdominal,
contrapondo-se às forças geradas por suas ações
Ossos
● quadril (direito e esquerdo), sacro e cóccix
Quadril
● ílio, ísquio e púbis → unidos por uma cartilagem
trirradiada no acetábulo (depressão caliciforme na
face lateral do osso do quadril, que se articula com
a cabeça do fêmur) → fundem-se na adolescência
● sínfise púbica: articulação cartilagínea secundária → une os ossos do quadril direito e esquerdo
● articulações sacroilíacas: articula os ossos do quadril com o sacro posteriormente
● ílio: parte superior, em forma de leque
○ asa: leque aberto
○ corpo: cabo do leque
○ crista ilíaca: margem do leque → tem uma curva que segue o contorno da asa entre as espinhas ilíacas
anterossuperior e posterossuperior
○ fossa ilíaca: face côncava anteromedial da asa → músculo ilíaco e uma porção do músculo psoas maior
○
○ espinha ilíaca posterossuperior, postero inferior, antero infernor, anterossuperior
○ posteriormente: face sacropélvica do ílio tem uma face auricular e uma tuberosidade ilíaca, para articulação
sinovial e sindesmótica com o sacro, respectivamente
● ísquio
○ corpo: ajuda a formar o acetábulo
○ ramo: forma parte do forame obturado
○ túber isquiático: A grande protuberância posteroinferior
○ espinha isquiática: pequena projeção posteromedial pontiaguda perto da junção do ramo e do corpo
○ incisura isquiática menor: concavidade entre a espinha isquiática e o túber isquiático
○ incisura isquiática maior: concavidade maior superior à espinha isquiática e parcialmente formada pelo ílio
● púbis: osso angulado
○ ramo superior: ajuda a formar o acetábulo
○ ramo inferior: ajuda a formar o forame obturado → artéria obturadora passa por aí
○ crista púbica: espessamento na parte anterior do corpo do púbis
○ tubérculo púbico: terminação lateral da crista púbica → elevação proeminente
○ linha pectínea do púbis: estria oblíqua na parte lateral do ramo superior do púbis
Articulações
● sacroilíacas: esqueleto axial (o esqueleto do tronco, formado pela coluna vertebral nesse nível) e o esqueleto
apendicular inferior
○ articulações compostas, fortes, que sustentam peso, formadas por
uma articulação sinovial anterior (entre as faces auriculares do sacro e
do ílio, cobertas por cartilagem articular) e uma sindesmose posterior
(entre as tuberosidades desses ossos)
○ faces auriculares da articulação sinovial: têm elevações e depressões
irregulares mas se encaixam
○ mobilidade limitada → consequência de seu papel na transmissão de
peso da maior parte do corpo para os ossos do quadril
○ ligamentos sacroilíacos: transfere o peso do esqueleto axial para os
ílios → em pé: transfere para os fêmures + sentada: para os túberes
isquiáticos
○ anteriores: a parte anterior da cápsula fibrosa da parte sinovial
da articulação
○ interósseos: principais estruturas associadas à transferência de peso da parte superior do corpo do
esqueleto axial para os dois ílios do esqueleto apendicular
○ posteriores: continuação externa posterior da mesma massa de tecido fibroso
○ ligamento sacrotuberal: fibras do
ligamentos sacroilíacos
posteriores e a base do cóccix →
da parte posterior do ílio e da parte
lateral do sacro e do cóccix até o
túber isquiático → transforma a
incisura do osso do quadril em um
grande forame isquiático
○ ligamento sacroespinal: da parte
lateral do sacro e cóccix até a
espinha isquiática → subdivide o
forame isquiático nos forames
isquiáticos maior e menor
● articulações lombossacras e
sacrococcígeas: diretamente
relacionadas com o cíngulo do membro
inferior
● sínfise púbica
○ disco interpúbico fibrocartilagíneo e
ligamentos adjacentes que unem os
corpos dos ossos púbis no plano
mediano
○ mais largo em mulheres
○ ligamentos que unem os ossos são
mais espessos nas margens
superior e inferior da sínfise →
ligamentos púbicos superior e inferior
○ superior: une as faces superiores dos corpos do púbis e disco
interpúbico, estendendo-se lateralmente até os tubérculos
púbicos
○ inferior: arco espesso de fibras que une as faces inferiores dos
componentes articulares, arredondando o ângulo subpúbico
quando forma o ápice do arco púbico
● nutação: promontório sacral vai pra frente → cóccix se move para trás
Cavidade pélvica
● parte inferoposterior da cavidade abdominopélvica
● contínua com a cavidade abdominal na abertura superior da pelve, mas
angulada posteriormente em relação a ela
● contém as partes terminais dos ureteres, a bexiga urinária, o reto, os órgãos genitais pélvicos, os vasos sanguíneos, os
vasos linfáticos e os nervos
● diafragma da pelve musculofascial: limite inferior da pelve → suspenso acima (mas desce centralmente até o nível) da
abertura inferior da pelve → forma o assoalho pélvico
● limitada posteriormente pelo cóccix e pala parte inferior do
sacro → forma um teto sobre a metade posterior da
cavidade
● eixo da pelve é curvo → gira em torno da sínfise púbica
● parede anteroinferior da pelve: corpos e ramos do púbis e
pela sínfise púbica → sustentação do peso da bexiga
urinária
● paredes laterais da pelve: ossos do quadril direito e esquero
+ forames obturados fechados por uma membrana
obturadora → inserções carnosas dos músculos obturadores
internos cobrem e protegem a maior parte das paredes
Página12