Buscar

Tópicos Especiais em eng civil

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 212 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 212 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 212 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Indaial – 2021
Tópicos EspEciais Em 
EngEnharia civil
Prof.ª Jéssyca Mendes da Silva
1a Edição
Copyright © UNIASSELVI 2021
Elaboração:
Prof.ª Jéssyca Mendes da Silva
Revisão, Diagramação e Produção:
Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI
Ficha catalográfica elaborada na fonte pela Biblioteca Dante Alighieri 
UNIASSELVI – Indaial.
Impresso por:
S586t
Silva, Jéssyca Mendes da
Tópicos especiais em Engenharia Civil. / Jéssyca Mendes da 
Silva. – Indaial: UNIASSELVI, 2021.
202 p.; il.
ISBN 978-65-5663-461-6
ISBN Digital 978-65-5663-462-3
1. Engenharia de estruturas. – Brasil. II. Centro Universitário 
Leonardo da Vinci.
CDD 620
aprEsEnTação
Caro acadêmico, seja bem-vindo ao Livro Didático de Tópicos 
Específicos da Engenharia Civil referentes à prova do Exame Nacional de 
Desempenho dos Estudantes (ENADE). Você já deve ter escutado em algum 
momento ao longo de sua trajetória acadêmica, mesmo que de maneira 
pouco aprofundada, sobre o ENADE.
O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) é 
responsável por avaliar as Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras 
e uma das ferramentas utilizadas para isso é a aplicação do ENADE, com 
auxílio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio 
Teixeira (INEP). Assim, entende-se que o ENADE tem por objetivo avaliar o 
desempenho dos acadêmicos no que se refere aos conhecimentos adquiridos 
e necessários para sua formação profissional da área em estudo.
Na Unidade 1, abordaremos sobre o ENADE, desde sua criação, 
informações históricas e legislativas, definindo seus principais objetivos. 
Em seguida, estudaremos o ENADE com foco para o curso de Engenharia 
Civil, apresentando quais são os conteúdos da área contemplados na prova e 
algumas estratégias/recomendações para que você, acadêmico, se familiarize 
com a prova e possa executá-la da melhor forma. Será abordada a importância 
de se preparar para a interdisciplinaridade da prova, evidenciando os 
aspectos ligados à formação geral do estudante, no que diz respeito a temas 
como ética, diversidade, sustentabilidade, entre outros.
Na Unidade 2, analisaremos quais são os conteúdos gerais da área 
de Engenharia Civil mais cobrados no ENADE, como Ciências e Tecnologia 
dos Materiais e Mecânica do Sólidos. Exploraremos questões de provas das 
edições anteriores do ENADE, objetivando trazer familiaridade sobre o estilo 
do exame para você, acadêmico. Além disso, o estudo será complementado 
com a resolução das questões e dicas para melhor respondê-las.
Por fim, na Unidade 3, prosseguiremos com a análise das questões 
aplicadas nas provas anteriores do ENADE, contendo as respostas e as 
orientações/conselhos, mas focadas nos conteúdos de caráter específicos 
para Engenharia Civil. Assim, serão tratadas atividades relacionadas, por 
exemplo, com Construção Civil, Estruturas, Transportes, entre outros.
Desejamos que você, acadêmico, aprecie este material, que foi 
preparado com o intuito de possibilitar excelentes resultados no que tange 
à execução da próxima prova do ENADE, pois as questões abordadas, bem 
como as dicas, as recomendações e as diretrizes têm o propósito de agregar 
conhecimentos. Esperamos que você tenha êxito nessa importante etapa de 
sua trajetória acadêmica! 
Bons estudos!
Prof.ª Jéssyca Mendes da Silva
Você já me conhece das outras disciplinas? Não? É calouro? Enfim, tanto para 
você que está chegando agora à UNIASSELVI quanto para você que já é veterano, há novi-
dades em nosso material.
Na Educação a Distância, o livro impresso, entregue a todos os acadêmicos desde 2005, é 
o material base da disciplina. A partir de 2017, nossos livros estão de visual novo, com um 
formato mais prático, que cabe na bolsa e facilita a leitura. 
O conteúdo continua na íntegra, mas a estrutura interna foi aperfeiçoada com nova diagra-
mação no texto, aproveitando ao máximo o espaço da página, o que também contribui 
para diminuir a extração de árvores para produção de folhas de papel, por exemplo.
Assim, a UNIASSELVI, preocupando-se com o impacto de nossas ações sobre o ambiente, 
apresenta também este livro no formato digital. Assim, você, acadêmico, tem a possibilida-
de de estudá-lo com versatilidade nas telas do celular, tablet ou computador. 
 
Eu mesmo, UNI, ganhei um novo layout, você me verá frequentemente e surgirei para 
apresentar dicas de vídeos e outras fontes de conhecimento que complementam o assun-
to em questão. 
Todos esses ajustes foram pensados a partir de relatos que recebemos nas pesquisas 
institucionais sobre os materiais impressos, para que você, nossa maior prioridade, possa 
continuar seus estudos com um material de qualidade.
Aproveito o momento para convidá-lo para um bate-papo sobre o Exame Nacional de 
Desempenho de Estudantes – ENADE. 
 
Bons estudos!
NOTA
Olá, acadêmico! Iniciamos agora mais uma disciplina e com ela 
um novo conhecimento. 
Com o objetivo de enriquecer seu conhecimento, construímos, além do livro 
que está em suas mãos, uma rica trilha de aprendizagem, por meio dela você 
terá contato com o vídeo da disciplina, o objeto de aprendizagem, materiais complemen-
tares, entre outros, todos pensados e construídos na intenção de auxiliar seu crescimento.
Acesse o QR Code, que levará ao AVA, e veja as novidades que preparamos para seu estudo.
Conte conosco, estaremos juntos nesta caminhada!
LEMBRETE
sumário
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL ................................................... 1
TÓPICO 1 — EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DOS ESTUDANTES ........................ 3
1 INTRODUÇÃO .................................................................................................................................... 3
2 HISTÓRICO .......................................................................................................................................... 3
3 DIRETRIZES E RECOMENDAÇÕES .............................................................................................. 5
3.1 MITOS SOBRE A PROVA DO ENADE ...................................................................................... 8
RESUMO DO TÓPICO 1..................................................................................................................... 10
AUTOATIVIDADE .............................................................................................................................. 11
TÓPICO 2 — O ENADE PARA ENGENHARIA CIVIL ................................................................ 13
1 INTRODUÇÃO .................................................................................................................................. 13
2 PROVA DO ENADE PARA O CURSO DE ENGENHARIA CIVIL ........................................ 13
2.1 ESPECIFICAÇÕES SOBRE A PROVA DO ENADE PARA ENGENHARIA CIVIL .......... 14
2.2 CONTEÚDOS CONTEMPLADOS ........................................................................................... 16
3 ESTRATÉGIAS PARA EXECUÇÃO DA PROVA DO ENADE................................................. 16
RESUMO DO TÓPICO 2..................................................................................................................... 24
AUTOATIVIDADE .............................................................................................................................. 25
TÓPICO 3 — ENADE E SUA INTERDISCIPLINARIEDADE .................................................... 27
1 INTRODUÇÃO ................................................................................................................................. 27
2 PERFIL DO PROFISSIONAL ENGENHEIRO CIVIL E SUA FORMAÇÃO GERAL ................. 27
3 FORMAÇÃO GERAL – ATIVIDADES APLICADAS ................................................................ 29
LEITURA COMPLEMENTAR ............................................................................................................ 41
RESUMO DO TÓPICO 3.....................................................................................................................46
AUTOATIVIDADE .............................................................................................................................. 47
REFERÊNCIAS ...................................................................................................................................... 53
UNIDADE 2 — ENADE: CONTEÚDOS GERAIS DA ENGENHARIA CIVIL ....................... 55
TÓPICO 1 — MATEMÁTICA E PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA, ECONOMIA
 E INFORMÁTICA ....................................................................................................... 57
1 INTRODUÇÃO ................................................................................................................................. 57
2 MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA APLICADA À ENGENHARIA CIVIL .............................. 57
2.1 EXPRESSÃO GRÁFICA .............................................................................................................. 61
3 ECONOMIA APLICADA À ENGENHARIA CIVIL .................................................................. 63
4 INFORMÁTICA ................................................................................................................................. 66
RESUMO DO TÓPICO 1..................................................................................................................... 69
AUTOATIVIDADE .............................................................................................................................. 70
TÓPICO 2 — MECÂNICA DOS SÓLIDOS E DOS FLUIDOS E
 ELETRICIDADE APLICADA ................................................................................... 75
1 INTRODUÇÃO .................................................................................................................................. 75
2 MECÂNICA DOS SÓLIDOS .......................................................................................................... 75
3 MECÂNICA DOS FLUIDOS ........................................................................................................... 82
4 ELETRICIDADE APLICADA .......................................................................................................... 87
RESUMO DO TÓPICO 2..................................................................................................................... 90
AUTOATIVIDADE .............................................................................................................................. 91
TÓPICO 3 — CIÊNCIAS DO AMBIENTE, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
 DOS MATERIAIS E METODOLOGIAS ................................................................ 95
1 INTRODUÇÃO ................................................................................................................................. 95
2 CIÊNCIAS DO AMBIENTE ............................................................................................................. 95
3 CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DOS MATERIAIS ...................................................................... 100
4 METODOLOGIAS .......................................................................................................................... 104
4.1 GESTÃO ...................................................................................................................................... 104
4.2 LEGISLAÇÃO E NORMAS TÉCNICAS ................................................................................. 107
LEITURA COMPLEMENTAR .......................................................................................................... 110
RESUMO DO TÓPICO 3................................................................................................................... 116
AUTOATIVIDADE ............................................................................................................................ 117
REFERÊNCIAS .................................................................................................................................... 120
UNIDADE 3 — CONTEÚDOS ESPECÍFICOS DA ENGENHARIA CIVIL ............................. 121
TÓPICO 1 — INSTALAÇÕES E CONSTRUÇÃO CIVIL ........................................................... 123
1 INTRODUÇÃO ................................................................................................................................ 123
2 INSTALAÇÕES ................................................................................................................................ 123
2.1 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS .................................................................................................... 123
2.2 INSTALAÇÕES HIDROSSANITÁRIAS ................................................................................. 125
3 CONSTRUÇÃO CIVIL ................................................................................................................... 127
3.1 GESTÃO E CANTEIRO DE OBRAS ........................................................................................ 128
3.2 MATERIAIS E TECNOLOGIA DO CONCRETO................................................................... 131
RESUMO DO TÓPICO 1................................................................................................................... 135
AUTOATIVIDADE ............................................................................................................................ 136
TÓPICO 2 — ESTRUTURAS ............................................................................................................ 141
1 INTRODUÇÃO ................................................................................................................................ 141
2 RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS ............................................................................................... 141
3 ESTRUTURAS DE CONCRETO ARMADO .............................................................................. 145
4 ESTRUTURAS METÁLICAS ........................................................................................................ 148
5 ESTRUTURAS DE MADEIRA ...................................................................................................... 149
6 MANIFESTAÇÕES PATOLÓGICAS ........................................................................................... 151
RESUMO DO TÓPICO 2................................................................................................................... 154
AUTOATIVIDADE ............................................................................................................................ 155
TÓPICO 3 — RECURSOS HÍDRICOS, SANEAMENTO E GEOTECNIA ............................. 161
1 INTRODUÇÃO ................................................................................................................................ 161
2 RECURSOS HÍDRICOS ................................................................................................................ 161
3 SANEAMENTO ............................................................................................................................... 164
4 GEOTECNIA .................................................................................................................................... 168
4.1 MECÂNICA DOS SOLOS ......................................................................................................... 168
4.2 TOPOGRAFIA ............................................................................................................................. 170
4.3 FUNDAÇÕES .............................................................................................................................. 172
RESUMO DO TÓPICO 3................................................................................................................... 175
AUTOATIVIDADE ............................................................................................................................ 176
TÓPICO 4 — TRANSPORTES......................................................................................................... 181
1 INTRODUÇÃO ................................................................................................................................ 181
2 RODOVIAS E PAVIMENTAÇÃO ................................................................................................ 181
3 PONTES ............................................................................................................................................. 186
4 AEROPORTOS ................................................................................................................................. 188
LEITURA COMPLEMENTAR .......................................................................................................... 190
RESUMO DO TÓPICO 4................................................................................................................... 196
AUTOATIVIDADE ............................................................................................................................ 197
REFERÊNCIAS .................................................................................................................................... 200
1
UNIDADE 1 — 
ENADE APLICADO À 
ENGENHARIA CIVIL
OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM
PLANO DE ESTUDOS
 A partir do estudo desta unidade, você deverá ser capaz de:
• entender o que é ENADE e suas particularidades;
• compreender como funciona a prova do ENADE e o que se espera do 
acadêmico de Engenharia Civil;
• estabelecer quais e como são os critérios de avaliação;
• aprender sobre quais e como são as questões contidas no exame, adqui-
rindo experiência e dicas para resolvê-las de maneira objetiva e eficaz;
• aplicar os conhecimentos interdisciplinares para resolução de proble-
mas.
 Esta unidade está dividida em três tópicos. No decorrer da unidade, 
você encontrará autoatividades com o objetivo de reforçar o conteúdo 
apresentado.
TÓPICO 1 – EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DOS ESTUDANTES
TÓPICO 2 – O ENADE PARA ENGENHARIA CIVIL
TÓPICO 3 – ENADE E SUA INTERDISCIPLINARIEDADE
Preparado para ampliar seus conhecimentos? Respire e vamos 
em frente! Procure um ambiente que facilite a concentração, assim absorverá 
melhor as informações.
CHAMADA
2
3
TÓPICO 1 — UNIDADE 1
EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DOS ESTUDANTES
1 INTRODUÇÃO
A maioria dos cursos superiores disponíveis no Brasil são regidos e 
avaliados por uma junção de leis e portarias específicas, estabelecidas pelo 
Ministério da Educação (MEC) e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas 
Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Os cursos disponibilizados pelas Instituições 
de Educação Superior (IES) são divididos em grandes áreas e avaliados em um 
período máximo de 3 anos.
Assim, neste tópico, abordaremos sobre o Exame Nacional de Desempenho 
dos Estudantes (ENADE), desde sua história/trajetória, leis e portarias pertinentes, 
diretrizes e principais recomendações para a realização do exame, além de conter 
autoatividades pertinentes ao tema, para melhor fixação e aprendizado do 
conteúdo exposto.
2 HISTÓRICO
O ENADE foi criado, em 2004, com o intuito de substituir o Exame 
Nacional de Cursos (Provão), e uma das ações adotadas pelo Sistema Nacional 
de Avaliação da Educação Superior (SINAES) para avaliar o desempenho dos 
cursos (bacharelados, licenciaturas e superiores de tecnologia) oferecidos pelas 
Instituições de Educação Superior (IES) – universidades e faculdades brasileiras. 
Desse modo, a Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004 (BRASIL, 2004), que instituiu 
e rege o SINAES, e determina: 
Art. 1º Fica instituído o Sistema Nacional de Avaliação da Educação 
Superior – SINAES, com o objetivo de assegurar o processo nacional 
de avaliação das instituições de educação superior, dos cursos de 
graduação e do desempenho acadêmico de seus estudantes [...]
§ 1º O SINAES tem por finalidades a melhoria da qualidade da 
educação superior, a orientação da expansão da sua oferta, o aumento 
permanente da sua eficácia institucional e efetividade acadêmica 
e social e, especialmente, a promoção do aprofundamento dos 
compromissos e responsabilidades sociais das instituições de educação 
superior, por meio da valorização de sua missão pública, da promoção 
dos valores democráticos, do respeito à diferença e à diversidade, da 
afirmação da autonomia e da identidade institucional (BRASIL, 2004).
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
4
Dessa forma, o SINAES realiza avaliações das IES, os cursos e também os 
estudantes, por meio de avaliações in loco da prova do ENADE e de indicadores 
de qualidade, conforme ilustra a Figura 1.
FIGURA 1 – OBJETIVO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR (SINAES)
FONTE: <https://bit.ly/2OTfwBe>. Acesso em: 12 jan. 2021
 
Ressalta-se que existe a Comissão Nacional de Avaliação da Educação 
Superior (CONAES), que coordena e supervisiona o SIANES. Entre suas diversas 
atribuições junto ao Ministério da Educação (MEC), o CONAES é responsável 
por submeter, anualmente, a relação dos cursos em que serão aplicados o ENADE 
(INEP, 2021b).
A criação da prova ENADE visa a acompanhar o processo de aprendizagem 
e o desenvolvimento dos estudantes ao longo de sua jornada acadêmica, com 
base nos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares de cada 
graduação. O Quadro 1 explica, segundo as disposições estabelecidas na Lei nº 
10.861/2004, no Art. 5º, qual o objetivo do exame, bem como algumas de suas 
particularidades.
QUADRO 1 – DISPOSIÇÕES SOBRE ENADE COM BASE NA LEI Nº 10.861/2004
Objetivo
Aferir o desempenho dos estudantes em relação aos 
conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares 
do respectivo curso de graduação, suas habilidades para 
ajustamento às exigências decorrentes da evolução do 
conhecimento e suas competências para compreender 
temas exteriores ao âmbito específico de sua profissão, 
ligados à realidade brasileira e mundial e a outras áreas do 
conhecimento.
Periodicidade A periodicidade máxima de aplicação de cada curso é trienal.
Quem 
participa?
Alunos de todos os cursos de graduação, ao final do primeiro 
e do último ano de curso.
TÓPICO 1 — EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DOS ESTUDANTES
5
FONTE: <https://bit.ly/2OW1HSL>. Acesso em: 5 jan. 2021.
De acordo com Brito (2008), o ENADE avalia a trajetória do estudante 
ingressante, no que diz respeito ao seu potencial de aprendizagem, e do 
concluinte, no sentido de seu domínio na área e competências profissionais. 
Assim, a prova busca examinar a capacidade escolar necessária para dominar 
a informação, realizar tarefas, solucionar problemas e atender às exigências por 
meio do domínio do conhecimento de uma determinada área, ou seja, possui o 
intuito de averiguar quais são as habilidades acadêmicas desses alunos. Cabe 
ressaltar que, desde 2011, estudantes ingressantes não precisam fazem a prova, 
mas devem estar escritos no exame para acompanhamento junto ao MEC.
Ter dedicação é de extrema importância, pois, além de promover uma boa 
avaliação de seu curso, de acordo com o inciso §10º do Art. 5º da Lei nº 10.861/2004, 
aos estudantes com melhor desempenho nessa avaliação, o Ministério da Educação 
concederá estímulo, na forma de bolsa de estudos, ou auxílio específico, ou ainda 
alguma outra forma de distinção com objetivo similar, destinado a favorecer 
a excelência e a continuidade dos estudos, em nível de graduação ou de pós-
graduação, conforme estabelecido em regulamento.
3 DIRETRIZES E RECOMENDAÇÕES
Como visto, a realização da prova ENADE é obrigatória para todos os 
acadêmicos concluintes e opcional para aqueles do primeiro ano do curso. Desse 
modo, é válido ressaltar que a entrega do histórico escolar é condicionada ao 
registro de participação do estudante, ou seja, a não participação na prova impede 
o recebimento do diploma. Portanto, é necessário empenho na execução da prova.
É obrigatório?
O ENADE é componente curricular obrigatório doscursos de 
graduação, sendo inscrita no histórico escolar do estudante 
somente a sua situação regular com relação a essa obrigação, 
atestada pela sua efetiva participação ou, quando for o caso, 
dispensa oficial pelo Ministério da Educação, na forma 
estabelecida em regulamento.
Caro acadêmico, você pode acessar a Lei nº 10.861 e verificar, na íntegra, todas 
as suas disposições, acessando o link: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-
2006/2004/lei/l10.861.htm.
DICAS
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
6
De acordo com o INEP (2021b), os cursos de graduação a serem avaliados 
são divididos em três grandes grupos:
• Ano I: bacharelados nas áreas de Ciências Agrárias, Ciências da Saúde e áreas 
afins; Engenharias e Arquitetura e Urbanismo; superiores de tecnologia nas 
áreas de Ambiente e Saúde, Produção Alimentícia, Recursos Naturais, Militar 
e Segurança;
• Ano II: bacharelados e licenciaturas nas áreas de Ciências Biológicas, Ciências 
Exatas e da Terra, Ciências Humanas e Ciências da Saúde; Linguística, 
Letras e Artes e áreas afins; superiores de tecnologia nas áreas de Controle e 
Processos Industriais, Informação e Comunicação e Infraestrutura e Produção 
Industrial;
• Ano III: bacharelados nas áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências 
Humanas e áreas afins; superior de tecnologia nas áreas de Gestão e Negócios, 
Apoio Escolar, Hospitalidade e Lazer e Produção Cultural e Design.
As provas do ENADE são compostas por perguntas discursivas e de 
múltipla escolha, com 40 questões no total. Destas, 10 são de formação geral (com 
peso de 25%) e 30 são de formação específica do curso avaliado (peso de 75%) – 
abordaremos a prova com maior profundidade no próximo tópico.
A avaliação do desempenho dos alunos de cada curso no ENADE será 
expressa por meio de conceitos, ordenados em uma escala com cinco níveis, 
tomando por base padrões mínimos estabelecidos por especialistas das diferentes 
áreas do conhecimento. A nota final de cada curso é determinada a partir da média 
das notas dos estudantes aliada a um desvio padrão, número de concluintes e seu 
desempenho nas áreas específicas, entre outros. Assim, com base nessas notas 
finais (NC), obtém-se o Conceito ENADE, que varia de 1 a 5, conforme indicado 
no Tabela 1.
TABELA 1 – DISTRIBUIÇÃO DOS CONCEITOS COM BASE NAS NOTAS FINAIS
FONTE: INEP (2009)
Os resultados obtidos do ENADE serão divulgados em forma de relatórios, 
microdados, sinopses estatísticas e boletins de desempenho (restrito ao estudante) 
ou outros meios, elaborados pelo INEP. As informações contidas nesses relatórios 
Conceito ENADE Notas finais (NC)
1 0,0 a 0,9
2 1,0 a 1,9
3 2, a 2,9
4 3,0 a 3,9
5 4,0 a 5,0
TÓPICO 1 — EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DOS ESTUDANTES
7
traduzem os resultados obtidos a partir da análise do desempenho e do perfil 
dos acadêmicos e visam a promover ações capazes de induzir melhorias para a 
qualidade da educação superior.
As respostas oriundas da nota do ENADE são base de cálculo para os 
indicadores de qualidade da educação superior, que são: Conceito ENADE; 
Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD), 
Conceito Preliminar do Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos Avaliados da 
Instituição (IGC).
Ressalta-se que, quando o curso possuir apenas dois alunos concluintes 
participantes da avaliação, o curso não obtém o conceito ENADE, pois objetiva-se 
que a identidade dos estudantes seja preservada. Ainda, se houver nenhum ou 
apenas um concluinte presente na prova do ENADE, não será possível determinar 
um conceito para o curso em questão.
Para os acadêmicos concluintes, é de extrema importância solicitar a 
orientação com o coordenador do curso para que, após realizada sua inscrição, 
seja possível responder ao Questionário do Estudante, que é precedido de um 
cadastro no site do ENADE. Vale informar que esse questionário propõe avaliar 
qualidades dos espaços físicos e serviços proporcionados pela IES, abordando 
itens desde qualidade dos laboratórios, limpeza dos espaços até oportunidades 
de estágios e intercâmbios.
Entende-se que os resultados obtidos através dessa prova produzem 
dados relevantes sobre a IES, categoria administrativa, organização acadêmica, 
município, estado, região e do Brasil como um todo. Portanto, é possível a 
construção de referenciais que permitam a definição de ações voltadas à melhoria 
da qualidade dos cursos de graduação ofertados pelas IES (FURB, 2019).
Não se preocupe: é responsabilidade da IES, nesse caso, a UNIASSELVI, a 
inscrição de todos os acadêmicos habilitados à participação da prova ENADE pelo INEP.
ATENCAO
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
8
É necessário salientar que os conceitos estabelecidos com base no resultado 
da prova do ENADE não têm cunho classificatório, mas atuam como uma ferramenta para 
diagnosticar a situação e a qualidade de ensino dos cursos de graduação no país.
IMPORTANT
E
3.1 MITOS SOBRE A PROVA DO ENADE 
Alguns mitos foram criados ao longo das edições do ENADE e precisam 
ser esclarecidos. Logo, temos que:
• o aluno que não fizer a prova estará impossibilitado de colar grau, pois a sua 
execução é um componente curricular obrigatório;
• não é a IES que escolhe os alunos que participarão do ENADE, pois todos os 
alunos que estão se formando ou que completaram 80% da carga horária do 
curso devem realizar a prova;
• o resultado da prova influencia na posição do acadêmico no mercado de 
trabalho, pois quanto maior for a pontuação de seu curso, melhor será para 
o estudante e a instituição, porque significa que ele foi bem preparado e tem 
capacidade para desempenhar sua função;
• o Questionário do Estudante não é feito pela IES, mas, sim, pelo INEP;
• o local de prova não coincide com o local da sua IES, sendo uma definição 
estabelecida pelo INEP e disponibilizada após o preenchimento do 
Questionário do Estudante;
• participar efetivamente da prova e se dedicar é uma das formas de manter 
e sustentar uma universidade pública e apresenta a qualidade do trabalho 
realizado no que tange à importância de formar profissionais qualificados.
Por fim, a Figura 2 traz mais algumas informações de grande relevância a 
respeito da importância de desmitificar alguns questionamentos sobre o ENADE.
TÓPICO 1 — EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DOS ESTUDANTES
9
FONTE: <http://www.uff.br/?q=responsabilidades-no-enade>. Acesso em: 11 jan. 2021.
FIGURA 2 – MITOS EXISTENTES SOBRE O ENADE
1 - O BOICOTE OBRIGA O MEC A RESOLVER OS PROBLEMAS DO CURSO?
2 - O MAU DESEMPENHO DO ENADE TRARÁ MAIS VERBAS PARA CORRIGIR 
OS PROBLEMAS DOS CURSOS?
3 - O ENADE PODE PREJUDICAR INDIVIDUALMENTE O ESTUDANTE?
Não necessariamente. O mau resultado no ENADE, pode gerar a redução do número 
de vagas e suspensão de ingressos de novos alunos.
Não. No caso de redução de vagas ou a suspensão de ingresso de alunos, o número 
de formados cai e a verba diminui.
Não. Apenas o estudante sabe sua nota e só ele pode divulgá-la. Nota baixa não 
impede a formatura.
4 - O ENADE SÓ LEVA EM CONSIDERAÇÃO O RESULTADO DOS CONCLUINTES?
5 - UMA PROVA NÃO É MUITO POUCO PARA DECIDIR SE UM CURSO ESTÁ OU 
NÃO APTO A FUNCIONAR?
O conceito do curso compara as notas do ENEM com as do ENADE para medir o 
progresso dos estudantes ao longo do curso.
O ENADE faz parte de um sistema de avaliação mais amplo e sua nota é agregada a 
outros índices.
10
 Neste tópico, você aprendeu que:
• O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) foi criado, em 
2004, com o objetivo de avaliar e qualificar, por meio de uma prova, os cursos 
de graduação ofertados pela maioria das instituições de ensino superior do 
país.
• Coordenado pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior 
(SIANES), a prova do ENADE é obrigatória para acadêmicos iniciantes e 
concluintes habilitados/selecionados, com uma periodicidade trienal.
• Existem três grupos que são avaliados (ano I, II e III) com base em suas áreas 
afins.
• A avaliação do Ministério da Educação decada curso superior é obtida pelo 
conceito fornecido pela prova do ENADE com base, principalmente, nas 
notas obtidas pelos acadêmicos, variando de 1 a 5.
• A resposta do ENADE influencia em parâmetros de determinação dos 
indicadores da qualidade do ensino superior.
RESUMO DO TÓPICO 1
11
1 O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), foi criado, 
em 2004, como substituto do Exame Nacional de Cursos (ENC), mais 
conhecido como Provão. De acordo com as diretrizes do Instituto Nacional 
de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (INEP), entende-se que o ENADE 
tem por objetivo:
a) ( ) Classificar as Instituições de Ensino Superior e os cursos oferecidos 
no Brasil com objetivo de ranquear as faculdades e universidades que 
obtiveram o melhor desempenho.
b) ( ) Avaliar e acompanhar o processo de aprendizagem e desempenho dos 
acadêmicos em relação aos conteúdos programáticos e previstos nas 
diretrizes curriculares.
c) ( ) Avaliar e classificar a qualidade de ensino de universidades e faculdades 
brasileiras, no que diz respeito ao desenvolvimento do acadêmico e 
seu processo de aprendizagem.
d) ( ) Criar indicadores de qualidade por meio da nota final de cada curso, 
com o objetivo de acompanhamento, catalogação e categorização dos 
cursos disponíveis no país.
2 O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) 
é responsável por assegurar o processo nacional de avaliação das 
instituições de educação superior por meio de avaliações institucionais, 
acompanhamento in loco e execução da prova do ENADE. Com base nos 
seus conhecimentos a respeito do ENADE, analise as afirmações a seguir:
I- O ENADE é composto por 40 questões, sendo 10 de caráter geral 
(interdisciplinar) e as demais focadas nos conhecimentos específicos do 
curso, tendo peso de 30 e 70%, respectivamente.
II- As provas de cada curso devem ocorrer em um período de 3 anos e seguem 
as determinações do Instituto Nacional de Educação Superior (INEP).
III- Fica a cargo da Instituição de Ensino Superior realizar a inscrição dos 
acadêmicos que participarão do exame, mas o cadastro junto ao site do 
INEP-ENADE é de responsabilidade do acadêmico.
IV- O Conceito ENADE varia de 1 a 5 e é determinado, principalmente, pela 
nota dos alunos participantes do exame.
Assinale a alternativa CORRETA:
a) ( ) As sentenças I, II e III estão corretas.
b) ( ) As sentenças II e IV estão corretas.
c) ( ) As sentenças II, III e IV estão corretas.
d) ( ) Todas as sentenças estão corretas.
AUTOATIVIDADE
12
3 O ENADE foi criado como substituto do Provão (Exame Nacional de Curso 
– ENC). Com base nas determinações legislativas pelas leis e portarias 
publicadas, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
( ) O acadêmico que foi selecionado e não compareceu à prova do ENADE 
fica impossibilitado tanto de acessar seu histórico quanto de colar grau.
( ) Tanto o acadêmico concluinte quanto o ingressante é obrigado a se 
inscrever e participar da prova do ENADE.
( ) Aos acadêmicos que se destacam na prova do ENADE, o Ministério 
da Educação concederá estímulos que podem ser na forma de bolsa de 
estudos, auxílio ou alguma outra distinção.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
a) ( ) V – F – F.
b) ( ) V – F – V.
c) ( ) F – V – F.
d) ( ) F – F – V.
4 Sabe-se que o ENADE é questionado no que tange a sua eficácia em avaliar 
realmente a qualidade de ensino proporcionado pelas Instituições de 
Ensino Superior do Brasil. Aborde e comente sobre os principais mitos e 
verdades do exame e como eles podem influenciar no comportamento do 
acadêmico, da instituição e da sociedade como um todo.
5 O ENADE foi criado, em 2004, como uma ferramenta mais assertiva 
para avaliar a qualidade da maioria dos cursos oferecidos no Brasil. 
Discorra sobre a importância desta prova no que diz respeito a avaliação e 
determinação de indicadores de qualidade da educação, além da influência 
da não participação dos acadêmicos nesses resultados.
13
TÓPICO 2 — UNIDADE 1
O ENADE PARA ENGENHARIA CIVIL
1 INTRODUÇÃO
Neste tópico, abordaremos sobre o ENADE especificamente para o curso 
de Engenharia Civil. Iniciaremos com indicação de quais são as especificações que 
os órgãos envolvidos na elaboração e na aplicação desse exame, principalmente 
o SINAES e o INEP, dispõem.
Em seguida, estudaremos quais as competências esperadas no que 
tange ao desenvolvimento do conhecimento ao longo da trajetória acadêmica. 
Exemplificando, espera-se que o futuro Engenheiro Civil seja generalista 
no exercício de sua profissão, adotando perspectivas multidisciplinares e 
transdisciplinares em sua prática, além de ser reflexivo, crítico e criativo na 
concepção de soluções na área.
Além disso, serão discriminados alguns conteúdos específicos para 
Engenharia Civil contemplados na prova, que correspondem a 75% do peso da 
nota final (30 questões). Posteriormente, estratégias e dicas para uma execução 
eficaz da prova serão discriminadas, exemplificadas por meio de questões de 
anos anteriores do ENADE.
Para finalizar, as autoatividades abarcam mais questões específicas de 
conhecimento geral exigidas pelo ENADE, oriundas de outras provas.
2 PROVA DO ENADE PARA O CURSO DE ENGENHARIA CIVIL
Nesse momento, abordaremos o ENADE para a Engenharia Civil 
especificamente. Tendo em vista o conhecimento já estabelecido no Tópico 1, o 
foco será voltado para como é a prova para o curso de Engenharia Civil, quais os 
conteúdos podem ser contemplados e quais as estratégias que o acadêmico pode 
utilizar para realizar uma excelente prova.
14
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
2.1 ESPECIFICAÇÕES SOBRE A PROVA DO ENADE PARA 
ENGENHARIA CIVIL 
Para os cursos de Engenharia Civil, já foram aplicadas 6 provas, sendo 
suas respectivas portarias e anos descritos a seguir (INEP, 2021a):
• 1ª avaliação: Portaria INEP nº 160, 24 de agosto de 2005.
• 2ª avaliação: Portaria INEP nº 146, 4 de setembro de 2008.
• 3ª avaliação: Portaria INEP nº 240, 4 de agosto de 2011.
• 4ª avaliação: Portaria INEP nº 244, 2 de junho de 2014.
• 5ª avaliação: Portaria INEP nº 485, 6 de junho de 2017.
• 6ª avaliação: Portaria INEP nº 495, 30 de maio de 2019.
Percebe-se que o último ENADE aconteceu em 2019, com 2 anos de 
diferença, e não 3 anos. Essa determinação foi estabelecida pela Portaria de nº 828, 
de 16 de abril de 2019, divulgada pelo INEP, quando cursos como Engenharia 
Civil, Engenharia de Computação, Engenharia de Controle e Automação e outras 
foram selecionadas para avaliação nesse ciclo.
Conforme disposto na Portaria nº 495, 31 de maio de 2019, sabe-se que: 
Art. 2º A prova do ENADE 2019 será constituída pelo componente de 
Formação Geral, comum a todas as áreas, e pelo componente específico 
de cada área.
§1º O concluinte terá 4 (quatro) horas para resolver as questões de 
Formação Geral e do componente específico.
§2º A prova do ENADE 2019 terá, no componente de Formação Geral, 
10 (dez) questões, sendo 2 (duas) discursivas e 8 (oito) de múltipla 
escolha, e, no componente específico da Área de Engenharia Civil, 
30 (trinta) questões, sendo 3 (três) discursivas e 27 (vinte e sete) de 
múltipla escolha, envolvendo situações-problema e estudos de caso 
em ambos os componentes (MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO, 2019a).
A Tabela 2 aponta como é dada a distribuição das 40 questões presentes 
na prova do ENADE.
Acadêmico, você pode encontrar o conteúdo da Legislação/ENADE e verificar, 
de maneira mais completa, todas as recomendações estabelecidas ao longo desses anos 
por meio do acesso ao site do INEP: https://www.gov.br/inep/pt-br.
DICAS
https://www.gov.br/inep/pt-br
TÓPICO 2 — O ENADE PARA ENGENHARIA CIVIL
15
TABELA 2 – DISTRIBUIÇÃO DAS QUESTÕES DO ENADE
FONTE: INEP (2021b)
O questionário de percepção da prova é respondido após a avaliação 
e é uma oportunidade de o acadêmico avaliar o método e a compreensão da 
prova. Exemplificando, se ele considerou o nível da prova difícil, mas foi capaz 
de respondercom base em seus conhecimentos sobre o conteúdo, o sistema que 
direciona o ENADE entende que pode ter ocorrido erros na prova, no que se 
refere a uma melhor elaboração e desenvolvimento do exame, e não uma falha de 
aprendizado gerada pela IES.
Como já explicitado, a prova do ENADE visa a avaliar se o concluinte 
desenvolveu, durante o processo de formação e aprendizado, as competências 
necessárias para atuar como Engenheiro Civil (BRASIL, 2021). A Figura 3 ilustra 
quais são essas competências fundamentais.
FIGURA 3 – COMPETÊNCIAS ESPERADAS NA PROVA DO ENADE
FONTE: A autora
Partes Número das questões
Peso das 
questões no 
componente
Peso dos 
componentes no 
cálculo da nota
Formação geral: discursivas D1 e D2 40%
25%
Formação geral: objetivas 1 a 8 60%
Componente específico: 
discursivas D3 a D5 15%
75%
Componente específico: 
objetivas 9 a 35 85%
Questionário de percepção da 
prova 1 a 9 – –
16
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
Além disso, espera-se que o concluinte tenha o seguinte perfil (Portaria nº 
495/2019, Art. 4º):
I- Generalista no exercício da profissão de engenheiro civil, adotando 
perspectivas multidisciplinares e transdisciplinares em sua prática. 
II- Reflexivo, crítico e criativo na concepção de soluções de Engenharia 
Civil.
III- Atento ao surgimento e ao desenvolvimento de novas tecnologias, 
com capacidade de integrá-las às práticas da profissão.
IV- Ético, responsável e comprometido com as demandas da sociedade, 
considerando os aspectos políticos, econômicos, sociais, ambientais e 
culturais que influenciam a atividade profissional (MINISTÉRIO DA 
EDUCAÇÃO, 2019a).
2.2 CONTEÚDOS CONTEMPLADOS 
Os conteúdos contemplados especificamente para Engenharia Civil no 
ENADE, com base no Art. 6º da Portaria do INEP nº 495/2019, são:
I- Administração e Economia aplicadas à Engenharia Civil.
II- Ciências do ambiente.
III- Ciência e tecnologia dos materiais.
IV- Matemática e Estatística aplicadas à Engenharia Civil.
V- Eletricidade aplicada à Engenharia Civil.
VI- Expressão gráfica.
VII- Fenômenos de transporte.
VIII- Mecânica dos sólidos.
IX- Topografia e Geoprocessamento.
X- Construção civil.
XI- Estruturas.
XII- Geotecnia.
XIII- Recursos hídricos e Saneamento.
XIV- Transportes.
Além desses conteúdos, a prova do ENADE tem caráter interdisciplinar e 
busca avaliar o perfil do acadêmico ao inserir temas como ética, responsabilidade 
social, relações de trabalho, entre outros – no Tópico 3, abordaremos 
especificamente essa parte, trazendo exemplos/exercícios aplicados ao longo dos 
últimos anos.
3 ESTRATÉGIAS PARA EXECUÇÃO DA PROVA DO ENADE
O conteúdo a seguir é de extrema importância para se obter um excelente 
resultado no exame e realizar a prova de maneira mais assertiva/produtiva. 
Como a duração do ENADE é de 4 horas, é aconselhado iniciar pelas questões de 
componente específico, que possuem um peso maior (75%), pois você estará no 
início da prova mais disposto e atento para respondê-las.
TÓPICO 2 — O ENADE PARA ENGENHARIA CIVIL
17
No momento da prova, para solucionar os problemas/questões, é necessário 
aplicar tanto conhecimentos quanto capacidade de leitura e interpretação, além 
de ter atenção quanto ao tempo de realização da prova. Não se deve esquecer 
de respirar com tranquilidade e manter a calma para não entrar em pânico e 
atrapalhar a concentração e o domínio do conteúdo cobrado.
Outra dica importante é fugir dos chamados Distratores, que são aquelas 
alternativas incorretas que retratam hipóteses que não apresentam alternativas 
absurdas ou erros grotescos, elaboradas para confundir e gerar dúvida no 
acadêmico, principalmente quando ele não assimilou eficazmente o conteúdo 
nem alcançou o nível de estudo adequado.
Deve-se separar um tempo para o preenchimento do gabarito com calma, 
a transcrição das respostas com muita atenção, primando por resoluções claras e 
objetivas, e para responder ao questionário. Portanto, é preciso otimizar o tempo. 
Para a execução das questões discursivas, espera-se que o acadêmico 
consiga responder cada questão de forma clara e assertiva em um tempo médio 
de 15 minutos. Existirá uma situação-problema, sendo necessário fazer uma 
composição a esse respeito, atendendo a critérios determinados na questão. Para 
isso, é preciso se preparar lendo artigos e matérias relevantes e notícias oriundas 
de jornais e fontes confiáveis.
Para exemplificar melhor, entenderemos como é e como responder a uma 
questão Discursiva de Formação Geral da prova do ENADE de 2014:
Três jovens de 19 anos de idade, moradores de rua, foram presos em flagrante, nesta 
quarta-feira, por terem ateado fogo em um jovem de 17 anos, guardador de carros. O 
motivo, segundo a 14ª DP, foi uma “briga por ponto”. Um motorista deu “um trocado” 
ao menor, o que irritou os três moradores de rua, que também guardavam carros no local. 
O menor foi levado ao Hospital das Clínicas (HC) por PMs que passavam pelo local. 
Segundo o HC, ele teve queimaduras leves no ombro esquerdo, foi medicado e, em seguida, 
liberado. Os indiciados podem pegar de 12 a 30 anos de prisão se ficar comprovado que a 
intenção era matar o menor. Caso contrário, conforme o 14ª DP, os três poderão pegar de 
um a três anos de cadeia.
FONTE: <http://www1.folha.uol.com.br>. Acesso em: 28 jul. 2013 (adaptado).
Acadêmico, durante a realização da prova, deixe as questões de formação 
geral para o final, pois, caso o seu tempo esteja próximo de esgotar, elas possuem um 
menor peso e isso não irá prejudicá-lo se elas não forem resolvidas eficazmente.
DICAS
18
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
A partir da situação narrada, elabore um texto dissertativo sobre violência 
urbana, apresentando:
a) Análise de duas causas do tipo de violência descrita no texto; (valor: 7,0 pontos)
b) Dois fatores que contribuiriam para evitar o fato descrito na notícia. (valor: 3,0 
pontos)
Resposta esperada: acadêmico, você deve redigir um texto dissertativo 
de, no máximo, 15 linhas, da seguinte forma:
• Para o subitem “a)”, devem ser abordadas duas das seguintes causas:
• problemas relacionados à educação (baixa escolaridade, evasão 
escolar, qualidade da educação, distanciamento entre a escola e a 
realidade social, tempo de permanência na escola);
• desigualdades socioculturais (gênero, etnia, economia etc.);
• desemprego e falta de qualificação profissional;
• precariedade da segurança pública;
• uso de drogas;
• desvalorização da vida humana;
• banalização da violência;
• sensação de impunidade;
• ausência de políticas sociais;
• degradação da vida urbana;
• desconhecimento e/ou desrespeito aos direitos humanos e 
constitucionais;
• desestruturação familiar;
• desvalorização de princípios éticos e morais.
• Para o subitem “b)”, devem ser mencionados dois dos seguintes fatores:
• políticas de segurança mais efetivas;
• políticas públicas de melhoria das condições socioeconômicas;
• maior consciência cidadã e respeito à vida;
• melhor distribuição de renda;
• melhoria da educação (aumento da escolaridade, redução da evasão 
escolar, qualidade da educação, aproximação entre a escola e a 
realidade social, aumento do tempo de permanência na escola);
• aumento da oferta de emprego e melhoria da qualificação do 
profissional;
• medidas preventivas ao uso de drogas;
• maior eficácia do sistema judiciário;
• revisão da legislação penal;
• valorização de princípios éticos, morais e familiares.
TÓPICO 2 — O ENADE PARA ENGENHARIA CIVIL
19
No que se refere às questões Objetivas, existem vários tipos que estão 
sempre presentes nas questões do ENADE. Começaremos com as perguntas de 
Interpretação, que não necessariamente são voltadas à interpretação de texto, 
mas podem surgir em formato de figuras, gráficos, tabelas, tiras/quadrinhos, 
mapas, entre outros. Na Figura 4, temos um exemplo utilizando uma questão de 
Formação Geral do ENADE 2011:
FIGURA 4 – A EDUCAÇÃO É O XIS DA QUESTÃO
FONTE: ENADE (2011, p. 5) 
A expressão “o Xis da questão”, usada no títulodo infográfico, diz respeito:
Não deixe de falar sobre esses itens na composição do seu texto, sempre 
começando com a introdução do problema, seu desenvolvimento e sua conclusão 
sem se esquecer desses aspectos. Por mais que a sua ideologia política seja de extrema 
importância, nesse momento, é preciso dar um parecer técnico, isento de emoção e 
completo de conteúdo relevante.
DICAS
20
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
a) ( ) À quantidade de anos de estudos necessários para garantir um emprego 
estável com salário digno.
b) ( ) Às oportunidades de melhoria salariais que surgem à medida que aumenta 
o nível de escolaridade dos indivíduos.
c) ( ) À influência que o ensino de língua estrangeira nas escolas tem exercido 
na vida profissional dos indivíduos.
d) ( ) Aos questionamentos que são feitos acerca da quantidade mínima de anos 
de estudo que os indivíduos precisam para ter boa educação.
e) ( ) À redução da taxa de desemprego em razão da política atual de controle 
da evasão escolar e de aprovação automática de ano de acordo com a 
idade.
Resposta: B.
Dica: deve-se avaliar e interpretar apenas o que foi apresentado, e não se 
utilizar de dados externos ou de seu conhecimento adquirido. Atenha-se àquilo 
que foi apresentado.
Também existem as questões denominadas de Respostas Múltiplas, 
que contêm diversas afirmações; deve-se avaliar se existe uma, duas ou várias 
corretas, ou se todas estão erradas. A seguir, temos um exemplo utilizando uma 
questão do ENADE 2012 de Formação Geral:
É ou não ético roubar um remédio cujo preço é inacessível, a fim de salvar alguém, que, sem 
ele, morreria? Seria um erro pensar que, desde sempre, os homens têm as mesmas respostas 
para questões desse tipo. Com o passar do tempo, as sociedades mudam e também mudam 
os homens que as compõem. Na Grécia Antiga, por exemplo, a existência de escravos 
era perfeitamente legítima: as pessoas não eram consideradas iguais entre si, e o fato de 
umas não terem liberdade era considerado normal. Hoje em dia, ainda que nem sempre 
respeitados, os Direitos Humanos impedem que alguém ouse defender, explicitamente, a 
escravidão como algo legítimo.
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO, Secretaria de Educação Fundamental. Ética.
Brasília, 2012. Disponível em: <portal.mec.gov.br>. Acesso em: 16 jul. 2012
(adaptado).
Com relação à ética e à cidadania, avalie as afirmações seguintes:
I- Toda pessoa tem direito ao respeito de seus semelhantes, a uma vida digna, 
a oportunidades de realizar seus projetos, mesmo que esteja cumprindo 
pena de privação de liberdade por ter cometido delito criminal, com trâmite 
transitado e julgado.
II- Sem o estabelecimento de regras de conduta, não se constrói uma sociedade 
democrática, pluralista por definição, e não se conta com referenciais para se 
instaurar a cidadania como valo.
III- Segundo o princípio da dignidade humana, que é contrário ao preconceito, 
toda e qualquer pessoa é digna e merecedora de respeito, não importando, 
portanto, sexo, idade, cultura, raça, religião, classe social, grau de instrução e 
orientação sexual.
TÓPICO 2 — O ENADE PARA ENGENHARIA CIVIL
21
É correto o que se afirma em:
a) ( ) I, apenas.
b) ( ) III, apenas.
c) ( ) I e II, apenas.
d) ( ) II e III, apenas
e) ( ) I, II e III.
Resposta: E.
Dica: não acredite que as afirmativas que aparecem mais vezes na resposta 
são as corretas, pois não existe uma regra, podendo ser influenciado por isso e se 
equivocar na resposta. Além disso, leia com atenção para evitar os distratores, 
que são aquelas informações que induzem ao erro.
Existem também as questões do tipo Asserção – Razão, que são bem 
comuns nas provas do ENADE. Essas perguntas são formuladas por uma 
afirmativa, seguida por um elemento de ligação (por exemplo, o “porque”) e, 
depois, por outra afirmativa. Assim, deve-se analisar a ligação entre elas, ou seja, 
se a primeira afirmativa é correta e se ela é causada pela segunda afirmativa. 
Depois, analisar se a segunda afirmativa está correta e se existe ou não uma 
ligação entre elas. A seguir, temos um exemplo de questão Objetiva de Formação 
Geral do ENADE 2012:
O anúncio feito pelo Centro Europeu para a Pesquisa Nuclear (CERN) de que havia 
encontrado sinais de uma partícula que pode ser o bóson de Higgs provocou furor no mundo 
científico. A busca pela partícula tem gerado descobertas importantes, mesmo antes da sua 
confirmação. Algumas tecnologias utilizadas na pesquisa poderão fazer parte de nosso 
cotidiano em pouco tempo, a exemplo dos cristais usados nos detectores e aceleradores de 
partículas large hadron colider (LHC), que serão utilizados em materiais de diagnóstico 
médico ou adaptados para a terapia contra o câncer. “Há um círculo vicioso na ciência 
quando se faz pesquisa”, explicou o diretor do CERN. “Estamos em busca da ciência pura, 
sem saber a que servirá. Mas temos certeza de que tudo o que desenvolvemos para lidar 
com problemas inéditos será útil para algum setor”.
CHADE, J. Pressão e disputa na busca do bóson. O
Estado de S. Paulo. p. A22, 08/07/2012 (adaptado)
Considerando o caso relatado no texto, avalie as seguintes asserções e a 
relação proposta entre elas.
I- É necessário que a sociedade incentive e financie estudos nas áreas de ciências 
básicas, mesmo que não haja perspectiva de aplicação imediata.
PORQUE
II- O desenvolvimento da ciência pura para a busca de soluções de seus próprios 
problemas pode gerar resultados de grande aplicabilidade em diversas áreas 
do conhecimento.
22
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
A respeito dessas asserções, assinale a opção correta.
a) ( ) As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa da I.
b) ( ) As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma 
justificativa da I.
c) ( ) A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
d) ( ) A asserção I é uma proposição falsa e a II é uma proposição verdadeira.
e) ( ) As asserções I e II são proposições falsas.
Resposta: A.
Dica: como visto, as duas asserções são verdadeiras, sendo com base na 
afirmativa II que a I existe. Portanto, deve-se analisar se elas são verdadeiras ou 
não, com base em seus conhecimentos, e se existe uma dependência de causa-
efeito entre as asserções.
Por fim, em relação às questões objetivas, tem-se aquelas denominadas 
de Contemplação Simples, voltadas à interpretação e posterior complementação 
na forma de “O gráfico acima indica que” ou “De acordo com a tabela pode-
se concluir que” ou “Com base no texto, pode-se inferir que”. Isso significa que 
o enunciado é redigido em forma de frase incompleta e as alternativas devem 
completar a frase proposta. A seguir, temos um exemplo de questão de Formação 
Geral retirada da prova do ENADE de 2014:
Pegada ecológica é um indicador que estima a demanda ou a exigência humana sobre o 
meio ambiente, considerando-se o nível de atividade para atender ao padrão de consumo 
atual (com a tecnologia atual). É, de certa forma, uma maneira de medir o fluxo de ativos 
ambientais de que necessitamos para sustentar nosso padrão de consumo. Esse indicador é 
medido em hectare global, medida de área equivalente a 10.000 m². Na medida de hectare 
global, são consideradas apenas as áreas produtivas do planeta. A biocapacidade do 
planeta, indicador que reflete a regeneração (natural) do meio ambiente, é medida também 
em hectare global. Uma razão entre pegada ecológica e biocapacidade do planeta igual a 
1 indica que a exigência humana sobre os recursos do meio ambiente é resposta na sua 
totalidade pelo planeta, devido à capacidade natural de regeneração. Se for maior que 1, a 
razão indica que a demanda humana é superior à capacidade do planeta de se recuperar e, 
se for menor que 1, indica que o planeta se recupera mais rapidamente.
TÓPICO 2 — O ENADE PARA ENGENHARIA CIVIL
23
O aumento da razão entre pegada ecológica e biocapacidade representado 
no gráfico evidencia:
a) ( ) Redução dasáreas de plantio do planeta para valores inferiores a 10.000 
m² devido ao padrão atual de consumo de produtos agrícolas.
b) ( ) Aumento gradual da capacidade natural de regeneração do planeta em 
relação às exigências humanas.
c) ( ) Reposição dos recursos pelo planeta em sua totalidade frente às exigências 
humanas.
d) ( ) Incapacidade de regeneração natural do planeta ao longo do período 1961-
2008.
e) ( ) Tendência a desequilíbrio gradual e contínuo da sustentabilidade do 
planeta.
Resposta: E.
Dica: deve-se procurar a resposta mais completa e coerente com as 
informações passadas, sem emitir juízo de valor sobre qualquer coisa alheia à 
questão, como ideologias políticas, crenças, entre outros. Atenha-se àquilo que 
foi apresentado.
FONTE: ENADE (2014, p. 5)
Sugerimos um vídeo pertinente no que diz respeito a dicas sobre como 
responder da melhor forma a questões de múltipla escolha. Acesse: https://www.youtube.
com/watch?v=iCiO6sd9LzA.
INTERESSA
NTE
FIGURA 5 – RAZÃO ENTRE A PEGADA ECOLÓGICA E A BIOCAPACIDADE DO PLANETA
https://www.youtube.com/watch?v=iCiO6sd9LzA
https://www.youtube.com/watch?v=iCiO6sd9LzA
24
RESUMO DO TÓPICO 2
 Neste tópico, você aprendeu que:
• O ENADE busca avaliar o perfil do futuro profissional em Engenharia 
Civil para garantir a qualidade no desenvolvimento de seu processo de 
aprendizagem e, desde a sua implementação, ocorreram seis provas para esse 
curso.
• Os conteúdos cobrados no ENADE estão relacionados ao conhecimento do 
candidato nas áreas específicas da Engenharia Civil, como Construção Civil 
e Estruturas.
• É necessário entender quais são as exigências dispostas nas portarias 
divulgadas pelo INEP quanto ao acadêmico de Engenharia Civil, bem como 
quais as competências e habilidades esperadas.
• Algumas dicas são primordiais para realizar o exame de forma mais assertiva, 
distribuindo bem o tempo de prova (4 horas) para a execução tanto das 
questões objetivas quanto subjetivas.
25
1 Leia o texto a seguir:
De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais 
Anísio Teixeira (INEP), o ENADE tem por objetivo avaliar o rendimento dos 
concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos 
previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, o desenvolvimento de 
competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação 
geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à 
realidade brasileira e mundial.
FONTE: <https://bit.ly/3uX6pPr>. Acesso em: 13 jan. 2021.
Pensando no perfil profissional dos futuros engenheiros civis, e de acordo com 
as diretrizes que auxiliam na preparação para o ENADE, assinale a alternativa 
INCORRETA:
a) ( ) O concluinte deve ser consciente dos aspectos políticos, econômicos, 
sociais, ambientais e culturais que influenciam sua atividade 
profissional.
b) ( ) O profissional deve saber aplicar seus conhecimentos matemáticos, 
científicos, tecnológicos e instrumentais quando atuante na profissão.
c) ( ) O profissional deve conseguir escolher entre criar projetos ou gerir 
empreendimentos e/ou obras, identificando seus pontos fortes e fracos 
para tal decisão.
d) ( ) Deve ser capaz de identificar problemas, formular e promover soluções, 
primando sempre pela eficácia diante das adversidades que surgem no 
dia a dia de trabalho.
2 A respeito da prova do ENADE e suas peculiaridades, analise as sentenças 
a seguir:
I- A cada avaliação do ENADE (no máximo, trienal), é liberada uma portaria 
dispondo sobre informações pertinentes à prova, como temas a serem 
abordados e o que se espera do candidato.
II- 80% do peso da prova é voltado para avaliação dos conhecimentos 
específicos do acadêmico por meio de questões subjetivas (3) e de múltipla 
escolha (27).
III- As questões de caráter específico da Engenharia Civil, presentes no 
ENADE, buscam englobar toda a trajetória acadêmica do estudante, 
trazendo temas mais gerais, como Física e Química, até os mais específicos, 
como Construção Civil e Estruturas.
Assinale a alternativa que apresenta as afirmações CORRETAS:
a) ( ) I e II, apenas.
b) ( ) II, apenas.
AUTOATIVIDADE
c) ( ) I e III, apenas.
d) ( ) I, II e III.
3 Leia o texto a seguir:
O Código de Ética Profissional da Engenharia, da Agronomia, da Geologia, 
da Geografia e da Meteorologia obriga a todos os profissionais da Engenharia 
da Agronomia, da Geologia, da Geografia e da Meteorologia, em todas as 
suas modalidades e níveis de formação e enuncia os fundamentos éticos e 
as condutas necessárias à boa e honesta prática das profissões e relacionam 
direitos e deveres correlatos de seus profissionais. Os profissionais devem 
voltar-se para o bem-estar e o desenvolvimento do homem, em seu ambiente 
e em suas diversas dimensões: como indivíduo, família, comunidade, 
sociedade, nação e humanidade.
FONTE: Adaptado de GOMES SEGUNDO, D. V. et al. A importância da ética e moral junto 
a profissão do engenheiro civil. Revista Campo do Saber, v. 4, n. 3, 2018. Disponível em: 
https://bit.ly/3dvc4pZ. Acesso em: 13 jan. 2021.
Com base em seus conhecimentos, analise as afirmações a seguir que dizem 
respeito às características primordiais para um (futuro) profissional em 
Engenharia Civil e classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
( ) O futuro profissional em Engenharia Civil deve buscar sempre a ética e o 
humanismo no atendimento às demandas tecnológicas da sociedade.
( ) Deve ser capaz de desenvolver novas tecnologias capazes de se integrarem 
ao seu dia a dia profissional.
( ) Precisa ser crítico, criativo e resoluto diante de problemas e desafios, 
prevalecendo sempre suas decisões diante dos profissionais subordinados.
( ) Deve ser objetivo e eficaz na elaboração de projetos inovadores e 
sustentáveis, não se esquecendo de avaliar sua viabilidade técnico-
econômica.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
a) ( ) V – V – F – V.
b) ( ) V – F – V – F.
c) ( ) V – F – F – V.
d) ( ) F – F – V – F.
4 A prova do ENADE é composta por 40 questões, sendo cinco discursivas e 
35 de múltipla escolha (objetiva). Faça uma abordagem sobre a importância 
de se preparar para o exame trazendo as principais recomendações, no que 
se refere à resolução das perguntas de forma assertiva e objetiva.
5 O ENADE busca analisar o perfil do futuro profissional de Engenharia 
Civil por meio de uma prova contendo questões, cujo objetivo é avaliar 
o desenvolvimento do saber ao longo de sua trajetória acadêmica. Cite as 
habilidades e as competências fundamentais que o acadêmico de Engenharia 
Civil deve possuir com base nas exigências normativas do ENADE.
27
TÓPICO 3 — UNIDADE 1
ENADE E SUA INTERDISCIPLINARIEDADE
1 INTRODUÇÃO 
Neste último tópico, abordaremos, inicialmente, a importância de conhecer 
e entender quais características e habilidades são exigidas e cobradas na prova do 
ENADE, no que se refere a um adequado perfil profissional de Engenharia Civil.
Em seguida, trataremos a respeito da importância de compreender e de 
se preparar para a interdisciplinaridade contida no exame. Para isso, além de 
descrever os temas inseridos, trabalharemos com a resolução de exercícios que 
constaram em provas passadas do ENADE no âmbito da avaliação da Formação 
Geral do acadêmico em Engenharia Civil.
Por fim, apresentaremos uma leitura complementar sobre a importância 
de se avaliar os conhecimentos gerais, tanto para a vida acadêmica quanto 
para a profissional. Então, para praticar os conhecimentos adquiridos, teremos 
autoatividades que também constaram em edições anteriores do ENADE, 
cujo objetivo é avaliar pontos como ética, cidadania, democracia, sociedade, 
sustentabilidade, entre outros.
2 PERFIL DO PROFISSIONAL ENGENHEIRO CIVIL E SUA 
FORMAÇÃO GERAL
 
De acordo com o INEP (2021a), o concluinte em Engenharia Civil deve 
conter as seguintes características para ser um profissional exemplar:
• ser ético e comprometido com as questões sociais, culturais e ambientais;• ser humanista e crítico, apoiado em conhecimentos científico, social e cultural, 
historicamente construídos, que transcendam o ambiente próprio de sua 
formação;
• ser protagonista do saber, com visão do mundo em sua diversidade para 
práticas de letramento, voltadas para o exercício pleno de cidadania;
• ser proativo, solidário, autônomo e consciente na tomada de decisões pautadas 
pela análise contextualizada das evidências disponíveis;
• ser colaborativo e propositivo no trabalho em equipes, grupos e redes, atuando 
com respeito, cooperação, iniciativa e responsabilidade social.
28
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
Como foi mencionado nos anteriormente, entre as 40 questões contidas 
na prova do ENADE, 10 são voltadas para a Formação Geral do concluinte (2 
discursivas e 8 objetivas), com um peso de 25% na nota final. Espera-se que, 
com base nas determinações do INEP, o futuro profissional em Engenharia Civil 
tenha desenvolvido, durante seu processo de formação, algumas competências, 
conforme apresentado na Figura 6.
FIGURA 6 – COMPETÊNCIAS DESEJADAS E ADQUIRIDAS DURANTE O PROCESSO DE FORMA-
ÇÃO DO ACADÊMICO EM ENGENHARIA CIVIL, SEGUNDO O INEP
FONTE: A autora
Por fim, a prova do ENADE tem, por proposta, avaliar os seguintes temas, 
com base nas diretrizes apresentadas na Portaria nº 518, de 31 de maio de 2019, 
que dispõe sobre o componente de Formação Geral do ENADE 2019:
Art. 7º A prova do ENADE 2019, no componente de Formação Geral, 
tomará como referencial os seguintes temas: 
I- Ética, democracia e cidadania.
II- Estado, sociedade e trabalho. 
III- Educação e desenvolvimento humano e social. 
IV- Cultura, arte e comunicação. 
V - Ciência, tecnologia e inovação. 
VI- Promoção da saúde e prevenção de doenças. 
VII- Segurança alimentar e nutricional. 
VIII- Meio ambiente, sustentabilidade e intervenção humana. 
IX- Cidades, habitação e qualidade de vida. 
TÓPICO 3 — ENADE E SUA INTERDISCIPLINARIEDADE
29
X- Processos de globalização e política internacional. 
XI- Sociodiversidade e multiculturalismo. 
XII- Acessibilidade e inclusão social (MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO, 
2019b).
3 FORMAÇÃO GERAL – ATIVIDADES APLICADAS
A seguir, resolveremos algumas questões das últimas seis provas do 
ENADE para Engenharia Civil no âmbito de Formação Geral.
Questão 1 (ENADE 2017 – Objetiva) 
TEXTO 1
TEXTO 2
A televisão é esse contínuo de imagens, em que o telejornal se confunde com o anúncio de 
pasta de dentes, que é semelhante à novela, que se mistura com a transmissão de futebol. Os 
programas mal se distinguem uns dos outros. O espetáculo consiste na própria sequência, 
cada vez mais vertiginosa, de imagens.
PEIXOTO, N. B. As imagens de TV têm tempo? In: NOVAES, A. A rede
imaginária: televisão e democracia. São Paulo: Companhia das Letras; 1991
(adaptado).
Com base nos textos 1 e 2, é correto afirmar que o tempo de recepção 
típico da televisão como veículo de comunicação estimula a: 
a) ( ) Contemplação das imagens animadas como meio de reflexão acerca 
do estado de coisas no mundo contemporâneo, traduzido em forma de 
espetáculo.
b) ( ) Fragmentação e o excesso de informação, que evidenciam a opacidade 
do mundo contemporâneo cada vez mais impregnado de imagens e 
informações superficiais.
c) ( ) Especialização do conhecimento, com vistas a promover uma difusão 
de valores e princípios amplos, com espaço garantido para a diferença 
cultural como capital simbólico valorizado.
30
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
d) ( ) Atenção concentrada do telespectador em determinado assunto, uma 
vez que os recursos expressivos próprios do meio garantem a motivação 
necessária para o foco em determinado assunto.
e) ( ) Reflexão crítica do telespectador, uma vez que permite o acesso a uma 
sequência de assuntos de interesse público que são apresentados de forma 
justaposta, o que permite o estabelecimento de comparações.
Resolução: a resposta correta é a B.
A tirinha e o texto anteriores refletem a opacidade evidenciada no período 
de recepção da televisão, formada por imagens cada vez mais justapostas, que 
levam a um sentimento de sobrecarga informacional. Por conta disso, especialistas 
sugerem que os indivíduos passem menos tempo na televisão, e mais tempo no 
desenvolvimento intelectual, por meio de estudo, leitura e jogos de estratégia, 
como o xadrez.
Questão 2 (ENADE 2008 – Objetiva): 
FIGURA 7 – CURVA DE LORENZ
FONTE: ENADE (2008). Disponível em: <https://bit.ly/3dwoYEd>.
Apesar do progresso verificado nos últimos anos, o Brasil continua sendo 
um país em que há uma grande desigualdade de renda entre os cidadãos. Uma 
forma de se constatar esse fato é por meio da Curva de Lorenz, que fornece, 
para cada valor de x entre 0 e 100, o percentual da renda total do País auferido 
pelos x% de brasileiros de menor renda. Por exemplo, na Curva de Lorenz para 
2004, apresentada anteriormente, constata-se que a renda total dos 60% de 
menor renda representou apenas 20% da renda total. De acordo com o mesmo 
gráfico, o percentual da renda total correspondente aos 20% de maior renda foi, 
aproximadamente, igual a:
TÓPICO 3 — ENADE E SUA INTERDISCIPLINARIEDADE
31
a) ( ) 20%.
b) ( ) 40%.
c) ( ) 50%.
d) ( ) 60%.
e) ( ) 80%.
Resolução: a resposta correta é a D.
É necessário subtrair o percentual da renda total de todos os brasileiros, 
que representa 100%, da porcentagem de 80% da população (retirando os 20% 
mais ricos). Com base na curva, encontra-se o valor de 40%, que simboliza os 
80% da população possuem 40% da renda total. Assim, os outros 60% da renda 
pertencem aos 20% da população mais rica.
Questão 3 (ENADE 2017 – Objetiva) Segundo o relatório da Organização das 
Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura de 2014, a agricultura familiar 
produz cerca de 80% dos alimentos no mundo e é guardiã de aproximadamente 
75% de todos os recursos agrícolas do planeta. Nesse sentido, a agricultura 
familiar é fundamental para a melhoria da sustentabilidade ecológica.
Disponível em: <http://www.fao.org>. Acesso em: 29 ago. 2017 (adaptado).
Considerando as informações apresentadas no texto, avalie as afirmações 
a seguir.
I- Os principais desafios da agricultura familiar estão relacionados à segurança 
alimentar, à sustentabilidade ambiental e à capacidade produtiva.
II- As políticas públicas para o desenvolvimento da agricultura familiar devem 
fomentar a inovação, respeitando o tamanho das propriedades, as tecnologias 
utilizadas, a integração de mercados e as configurações ecológicas.
III- A maioria das propriedades agrícolas no mundo tem caráter familiar, 
entretanto o trabalho realizado nessas propriedades é majoritariamente 
resultante da contratação de mão de obra assalariada.
É correto o que se afirma em:
a) ( ) I, apenas.
b) ( ) III, apenas.
c) ( ) I e II, apenas.
d) ( ) II e III, apenas.
e) ( ) I, II e III.
Resolução: a resposta correta é a C.
Afirmativa III é incorreta, pois, em nenhum momento, o texto informa ou 
se refere à contração de mão de obra assalariada no ramo da agricultura familiar. 
As demais estão corretas e coerentes com o texto disponibilizado.
32
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
Questão 4 (ENADE 2014 – Objetiva) Uma ideia e um aparelho simples devem, 
em breve, ajudar a salvar vidas de recém-nascidos. Idealizado pelo mecânico 
argentino Jorge Odón, o dispositivo que leva seu sobrenome desentala um bebê 
preso no canal vaginal – e, por mais inusitado que pareça, foi criado com base em 
uma técnica usada para remover rolhas de dentro de garrafas. O aparelho consiste 
em uma bolsa plástica inserida em uma proteção feita do mesmo material e que 
envolve a cabeça da criança. Estando o dispositivo devidamente posicionado, a 
bolsa é inflada para aderir à cabeça do bebê e ser puxada aos poucos, de forma 
a não o machucar. O método de Odón deve substituir outros já arcaicos, como o 
de fórceps e o de tubos de sucção, os quais, se usados por mãos mal treinadas, 
podem comprometera vida do bebê, o que, segundo especialistas, não deve 
acontecer com o novo equipamento.
 
Segundo o The New York Times, a ideia recebeu o apoio da Organização Mundial 
da Saúde (OMS) e já foi até licenciada por uma empresa norte-americana de 
tecnologia médica. Não se sabe quando o equipamento começará a ser produzido 
nem o preço a ser cobrado, mas presume-se que ele não passará de 50 dólares, 
com redução do preço em países mais pobres.
GUSMÃO, G. Aparelho deve facilitar partos em situações de emergência.
Disponível em: <http://exame.abril.com.br>. Acesso em: 18 nov. 2013 (adaptado).
Com relação ao texto, avalie as afirmações a seguir:
I- A utilização do método de Odón poderá reduzir a taxa de mortalidade de 
crianças ao nascer, mesmo em países pobres.
II- Por ser uma variante dos tubos de sucção, o aparelho desenvolvido por Odón 
é resultado de aperfeiçoamento de equipamentos de parto.
III- Por seu uso simples, o dispositivo de Odón tem grande potencial de ser 
utilizado em países onde o parto é usualmente realizado por parteiras.
IV- A possibilidade de, em países mais pobres, reduzir-se o preço do aparelho 
idealizado por Odón evidencia preocupação com a responsabilidade social.
É correto apenas o que se afirma em:
a) ( ) I e II.
b) ( ) I e IV.
c) ( ) II e III.
d) ( ) I, III e IV.
e) ( ) II, III e IV.
Resolução: a resposta correta é a D.
As afirmações I, III e IV estão corretas e coerentes com o texto 
disponibilizado. Apenas a proposição II está incorreta, pois o texto diz exatamente 
que, “por mais inusitado que pareça, foi criado com base em técnica usada para 
remover rolhas de dentro de garrafas”, e não oriundo de pesquisas que estudam 
a melhoria de outros instrumentos, como o fórceps.
TÓPICO 3 — ENADE E SUA INTERDISCIPLINARIEDADE
33
Questão 5 (ENADE 2017 – Objetiva) O sistema de tarifação de energia elétrica 
funciona com base em três bandeiras. Na bandeira verde, as condições de geração 
de energia são favoráveis e a tarifa não sofre acréscimo. Na bandeira amarela, 
a tarifa sobre acréscimo de R$ 0,020 para cada kWh consumido, e na bandeira 
vermelha, a condição de maior custo de geração de energia, a tarifa sofre acréscimo 
de R$ 0,035 para cada kWh consumido. Assim, para saber o quanto se gasta com 
o consumo de energia de cada aparelho, basta multiplicar o consumo em kWh do 
aparelho pela tarifa em questão.
Disponível em: <http://www.aneel.go.br>. Acesso em 17 jul. 2017 (adaptado).
Na tabela a seguir, são apresentadas a potência e o tempo de uso diário de 
alguns aparelhos eletroeletrônicos usuais em residências.
TABELA 3 – POTÊNCIA E TEMPO DE USO DE ALGUNS APARELHOS
FONTE: ENADE (2017). Disponível em: <https://bit.ly/3n3xWMu>. Acesso em: 17 jul. 2017 (adaptado).
Considerando as informações do texto, os dados apresentados na tabela, 
uma tarifa de R$ 0,50 por kWh em bandeira verde e um mês de 30 dias, avalie as 
afirmações a seguir.
I- Em bandeira amarela, o valor mensal da tarifa de energia elétrica para um 
chuveiro de 3.500 W seria de R$ 1,05, e de R$ 1,65, para um chuveiro de 5.500 
W.
II- Deixar um carregador de celular e um modem de internet em stand-by 
conectados na rede de energia durante 24 horas representam um gasto mensal 
de R$ 5,40 na tarifa de energia elétrica em bandeira verde, e de R$ 5,78, em 
bandeira amarela.
III- Em bandeira verde, o consumidor gastaria mensalmente R$ 3,90 a mais na 
tarifa de energia elétrica em relação à cada lâmpada incandescente usada no 
lugar de uma lâmpada de LED.
É correto o que se afirma em:
a) ( ) II, apenas.
b) ( ) III, apenas.
c) ( ) I e II, apenas.
34
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
d) ( ) I e III, apenas.
e) ( ) I, II e III.
Resolução: a resposta correta é a B.
• Para verificar a afirmação I deve-se calcular o valor da fatura de energia para 
ambos os chuveiros considerando a bandeira amarela. Assim, temos:
Chuveiro p/ 3500 W = 30 x 1,75 x (0,50 + 0,02) = R$ 27,30
Chuveiro p/ 5500 W = 30 x 2,25 x (0,50 + 0,02) = R$ 35,10
• Portanto, a afirmação I está incorreta.
• Para a proposição II, deve-se calcular a fatura mensal nas bandeiras verde 
e amarela, considerando a soma das energias consumidas do carregador de 
celular e do modem e comparar os resultados. Logo:
Celular = 30 x (0,24 + 0,12) x 0,50 = R$ 5,40
Modem = 30 x (0,24 + 0,12) x (0,50 + 0,02) = R$ 5,62
• Portanto, a afirmação II está incorreta.
A afirmação III pode ser verificada calculando a diferença de fatura para 
as lâmpadas incandescentes e LEDs considerando a bandeira verde. Assim, pode-
se fazer:
Lamp_incandecente – Lamp_LED = (30 x 0,30 x 0,50) - (30 x 0,40 x 0,50) = R$3,90
• Portanto, a afirmação III é verdadeira.
Questão 6 (ENADE 2019 – Objetiva):
O princípio da acessibilidade dispõe que, na construção de espaços, na formação de produtos 
e no planejamento de serviços, deve-se considerar que as pessoas com deficiência (PCD) 
são usuárias legítimas, dignas e independentes. Nenhum serviço pode ser concedido, 
permitido, autorizado ou delegado sem acessibilidade plena, para não obstaculizar o 
exercício pleno dos direitos pelas pessoas com deficiências. A acessibilidade é um direito 
TÓPICO 3 — ENADE E SUA INTERDISCIPLINARIEDADE
35
de todos os cidadãos e, por isso, não se limita a proporcionar a inclusão de pessoas com 
deficiência, mas também de pessoas com mobilidade reduzida, idosos, gestantes e em 
situação vulnerável.
OLIVEIRA, S. M. Cidade e acessibilidade: inclusão social das pessoas com
deficiências. In: VIII Simpósio Ibero-americano em Comércio Internacional,
Desenvolvimento e Integração Regional, 2017 (adaptado).
Considerando a imagem e as informações apresentadas, avalie as 
afirmações a seguir.
I- Projetar e adaptar as vias públicas facilita a circulação das pessoas com 
dificuldade de locomoção e usuários de cadeiras de rodas, sendo uma medida 
adequada de a
II- Padronizar as calçadas com implantação universal de rampas, faixas de 
circulação livres de barreiras, guias e pisos antiderrapantes atende ao 
princípio da acessibilidade.
III- Garantir a ajuda de terceiros a pessoas com deficiências, nos edifícios 
públicos e em espaços abertos, é uma previsão legal convergente ao princípio 
da acessibilidade.
IV- Implantar sinalização sonora nos semáforos e informações em braile nas 
sinalizações dos espaços urbanos para pessoas com deficiência visual são 
providências de acessibilidade adequadas.
É correto o que se afirma em:
a) ( ) III, apenas.
b) ( ) I e IV, apenas.
c) ( ) II e III, apenas.
d) ( ) I, II e IV, apenas.
e) ( ) I, II e III e IV.
Resolução: a resposta correta é a D.
As afirmativas I, II e IV estão coerentes com o texto e com as providências 
de acessibilidade. Já a proposição III afirma justamente o contrário do que foi 
dito no texto em “pessoas com deficiência (PCD) são usuárias legítimas, dignas e 
independentes”. Portanto, a afirmação III está incorreta.
Questão 7 (ENADE 2005 – Objetiva) 
36
UNIDADE 1 — ENADE APLICADO À ENGENHARIA CIVIL
Comparando a proposta anterior com a charge, pode-se concluir que:
a) ( ) O conhecimento da tecnologia digital está democratizado no Brasil.
b) ( ) A preocupação social é preparar quadros para o domínio da informática.
c) ( ) O apelo à inclusão digital atrai os jovens para o universo da computação
d) ( ) O acesso à tecnologia digital está perdido para as comunidades carentes.
e) ( ) A dificuldade de acesso ao mundo digital torna o cidadão um excluído 
social.
Resolução: a resposta correta é a E.
A afirmativa “A” é falsa, pois, se assim o fosse, não haveria a necessidade 
de um grande investimento estatal para garantir a democratização dos meios 
digitais. A alternativa “B” também, já que a preocupação social é garantir que 
a exclusão não aconteça, mas não necessariamente formar profissionais da 
informática. A proposição “C” está incorreta porque a ideia do texto e da charge é 
mostrar que o interesse existe, mas faltam os meios técnicos para tal. A afirmação 
“D” não está correta, uma vez

Outros materiais