Buscar

Teste Kolb - Estilo de Aprendizagem

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Teste Kolb 
e o estilo individual 
de aprendizagem
.
Antes de iniciar seu teste, tenha em mente que:
1.
É preciso responder da maneira mais autêntica possível, evitando encontrar 
a “resposta certa”;
2. Você precisa definir uma pontuação diferente para cada uma das quatro frases de 
cada linha. Isso quer dizer que duas frases de uma mesma linha não podem ter a 
mesma pontuação. Você deve usar todos os números de 1 a 4 em cada linha sem 
nunca repeti-los.
Um dos primeiros passos para adquirir novas habilidades e conhecimentos 
de forma assertiva é saber como compreender sua forma de aprender. Para 
isso, conheça o teste Kolb, uma ferramenta que te ajudará a identificar qual 
é o seu estilo de aprendizagem pessoal.
. Não existe resposta certa ou errada;
. Esse teste não determina o seu grau de facilidade ou de dificuldade para aprender. 
Ele identifica os aspectos que você mais valoriza no seu processo de aprendizagem. 
Passo a passo para a realização do teste
Parte 1: 
Abaixo temos 9 grupos de 4 frases. Analise as frases de cada linha e as classifique 
de acordo com o seu modo preferido de aprender. Para isso, você deverá dar 
uma nota de 1 a 4 para cada uma delas. A nota 4 representa a forma que melhor 
caracteriza sua maneira de aprender e a 1 aquela que pior caracteriza seu estilo 
de aprendizagem. 
Exemplo: 
Grupo 1 Escolho
Coluna A Coluna B Coluna C Coluna D
Experimento Envolvo-me Sou prático4 2 3 1
Preencha a tabela a seguir definindo como melhor se identifica:
Grupo 1 Escolho
Coluna A Coluna B Coluna C Coluna D
Experimento Envolvo-me Sou prático
Grupo 2
Sou 
Receptivo 
(a) 
Me esforço 
para ser 
coerente 
Analiso Sou Imparcial
Grupo 3 Sinto Observo Penso Ajo
Grupo 4 Aceito a Situação Corro riscos
Avalio a 
situação Presto atenção
Grupo 5
Utilizo a 
minha 
intuição
Obtenho 
resultados Utilizo a lógica Questiono
Grupo 6 Prefiro a abstração
Prefiro a 
observação 
Prefiro coisas 
concretas Prefiro a ação
Grupo 7 Vivo o presente Reflito
Me projeto 
no futuro
Sou 
pragmático (a) 
(coloco em 
prática)
Grupo 8
Me apoio 
na minha 
experiência
Observo Conceituo Experimento
Grupo 9 Me concentro
Sou reservado 
(a) Racionalizo 
Sou 
responsável
Soma
EC = 
Experiência 
Concreta
OR = 
Observação 
Reflexiva
CA = 
Conceitualização 
Abstrata 
EA = 
Experimentação 
Ativa
3.
4. Ao lado dos quadrados referentes às nomenclaturas EC, OR, CA e EA, transcritos 
no fim da tabela, marque a soma que você chegou para cada coluna. Leve em 
consideração apenas as linhas realçadas em cinza. 
Os totais vão marcar o mínimo de 6 e o máximo de 24 pontos. Você descobrirá sua 
maior preferência de aprender quando encontrar o maior valor.
Parte 2: 
Calcule as somas dos resultados relativos a cada coluna de frases. Ignore as 
linhas que não estão pintadas e leve em consideração apenas as linhas que estão 
sinalizadas com a cor cinza.
Exemplo: 
Grupo 1 Escolho
Coluna A Como somar
Não soma
Grupo 2 Sou Receptivo (a) Soma
Grupo 3 Sinto
Grupo 4 Aceito a Situação
Grupo 5 Utilizo a minha intuição
Grupo 6 Prefiro a Abstração
Grupo 7 Vivo o presente
Grupo 8 Me apoio na minha Experiência
Grupo 9 Concentro-me
Soma EC = 
Experiência Concreta
Soma
Soma
Soma
Não soma
Soma
Soma
Não soma
Soma total: 
2+1+3+2+1+3 = 12
4
2
1
3
2
4
1
3
1
12
5.
6. Ligue os quatro pontos com linhas retas, até obter um quadrilátero (figura geomé-
trica com 4 lados). Este gráfico resume o seu estilo pessoal de aprendizagem. 
Coloque no gráfico-alvo acima os totais obtidos para cada coluna. Marque com 
um X o valor de cada parâmetro no lugar correspondente no gráfico.
7. Complete o teste e identifique no gráfico em qual(is) estilo(os) de aprendizagem 
você tende a se apoiar mais ao encontrar situações novas ou diferentes.
. 
20
18
17
16
15
14
13
12
11
10
9
13
15
17
18
19
20
21
22
23
20 19 18 17 16 15 14 13 11 9 10 11 12 13 14 15 17 19
20%
40%
60%
80%
100%
20%
40%
60%
80%
100%
EC
EA OR
Estilo
Acomodador
Estilo
Convergente
Estilo
Divergente
Estilo
Assimilador
20
18
17
16
15
14
13
12
11
10
9
13
15
17
18
19
20
21
22
23
20 19 18 17 16 15 14 13 11 9 10 11 12 13 14 15 17 19
20%
40%
60%
80%
100%
20%
40%
60%
80%
100%
EC
EA OR
Estilo
Acomodador
Estilo
Convergente
Estilo
Divergente
Estilo
Assimilador
Exemplo: 
Conheça um pouco mais sobre cada um dos estilos de aprendizagem: 
Preferem aprender através da conceituação 
abstrata e experimentação ativa;
Convergente
A maior força desse perfil de aprendizado é a resolução de problemas, tomada de 
decisões e aplicação prática das ideias, juntando a teoria com a prática. 
As pessoas que são convergentes normalmente:
Utilizam tanto a abstração quanto o 
senso comum na aplicação prática das 
idéias e teorias;
Aprendem melhor em situações em que há 
uma única resposta ou solução correta para 
uma questão ou problema;
Conseguem ficar focadas em problemas 
específicos;
Gostam de resolver problemas práticos e 
sempre estão em busca da melhor solução 
para solucionar esse tipo de problema;
São menos emotivos, o que faz com que 
prefiram lidar com tarefas técnicas e resolu-
ção de problemas do que com eventos 
sociais e interpessoais.
.
.
.
.
.
.
Aprendem através da conceituação abstrata 
e observação reflexiva;
Assimilador
A maior força desse perfil de aprendizado é o raciocínio por indução (baseado em 
fatos) e a capacidade de criar modelos teóricos. Além de conseguir aprender com 
observações diferentes em uma mesma explicação. 
As pessoas que são assimiladores normalmente:
Estão menos interessados nas pessoas e 
nas interações socioemocionais;
Focam mais nos conceitos abstratos e estão 
menos preocupados com a aplicação 
prática das teorias; 
É mais importante que as ideias sejam mais 
lógicas, sólidas e precisas do que tenham 
valores práticos;
Unem a experiência com o conhecimento 
existente;
Sabem utilizar a dedução para resolver seus 
problemas e procuram compreender novas 
idéias e pensamentos;
.
.
.
.
.
. Conseguem trabalhar bem com detalhes 
e dados.
.
Preferem a experiência concreta e a 
observação reflexiva; 
Divergente
A maior força desse perfil de aprendizado está na habilidade de imaginação e nas 
consciência de significado e valores. Isso faz com que consiga visualizar situações 
concretas sob muitas perspectivas e organizar múltiplas relações num todo 
com significado.
As pessoas que são divergentes normalmente:
Conseguem unir a experiência com seus 
valores pessoais e gostam de saber o valor 
do que vão aprender;
Preferem observar do que partir para a 
ação. Isso faz com que se saem melhor 
em situações que pedem geração de 
ideias alternativas como uma sessão 
de brainstorming;
Gostam de ouvir e partilhar idéias e são 
criativos, tendo facilidade para propor 
alternativas e reconhecer problemas;
Estão interessados nas pessoas e tendem 
a ser mais propícios a imaginação e a 
emoção. Isso faz com que prefiram 
experiências socioemocionais ao invés de 
realização de tarefas.
.
.
.
.
.
Reis, L. G., Paton, C., & Nogueira, D. R. (2012). Estilos de aprendizagem: uma análise dos alunos docurso de ciências contábeis pelo 
método Kolb. Enfoque: Reflexão Contábil, 31(1), 53-66. Disponível em: https://doi.org/10.4025/enfoque.v31i1.13853 
KOLB, D. A. (1984). Learning Style Inventory, Hay/McBer Training resources Group, Boston. Disponível em: 
https://www.researchgate.net/publication/235701029_Experietial_Learning_Experience_As_The_Source_Of_Learning_And_Development 
Trevelin, A. T. C. (2011). Estilos de aprendizagem de Kolb: Estratégias para a melhoria do ensino-aprendizagem. 
Journal of Learning Styles, 4(7). Disponível em: https://revistaestilosdeaprendizaje.com/article/download/931/1639/1669 
UFJF (2011) TESTE SEU ESTILO INDIVIDUAL DE APRENDIZAGEM. 
Disponível: https://www2.ufjf.br/eep//files/2011/03/7_Estilo_Individual_de_Aprendizagem_KOLB.pdf
 
Stanford Medic (2013).The Learning Style Inventory. 
Disponível em: https://aim.stanford.edu/wp-content/uploads/2013/05/Kolb-Learning-Style-Inventory.pdfIMPORTÂNCIA DA IDENTIFICAÇÃO DOS ESTILOS DE APRENDIZAGEM DE ALUNOS DA GRADUAÇÃO. 
 
Preferem a experiência concreta e a 
experimentação ativa. Elas unem a 
experiência com sua aplicação e fazem 
de forma imediata a aplicação dessa 
nova experiência.
Acomodador
A maior força desse perfil de aprendizado está em realizar as coisas, em concretizar 
planos e tarefas e gostar de se envolver em novas experiências. 
As pessoas que são acomodadores normalmente:
Estão atentas às oportunidades, tomada 
riscos e partem para a ação;
São excelentes nas situações que exigem 
adaptação imediata e circunstâncias 
específicas;
São altamente ativas e criativas e sempre 
descobrem um novo conhecimento sem a 
ajuda de outras pessoas;
Resolvem os problemas de forma intuitiva 
através de tentativa e erro;
.
.
.
.
.
Descartam situações em que a teoria ou os 
planos não se encaixam nos fatos;
Confiam mais nas pessoas para obter 
informações do que nas suas próprias 
capacidades de análise;
São independentes e líderes naturais, o que 
permite que estejam sempre à vontade com 
as pessoas..
.
.
Referências: 
ASSUNÇÃO, THIAGO VICENTE DE (2017). INVENTÁRIO DE ESTILOS DE APRENDIZAGEM DE KOLB: ESTUDOS INICIAIS SOBRE A 
Disponível em: https://www.tecnologianaeducacao.com.br/anais/2017/pdf/comunicacao-oral/INVENT%C3%81RIO%20DE%
20ESTILOS%20DE%20APRENDIZAGEM%20DE%20KOLB-ESTUDOS%20INICIAIS%20SOBRE%20A%20IMPORT%C3%82NCIA%20
DA%20IDENTIFICA%C3%87%C3%83O%20DOS%20ESTILOS%20DE%20APRENDIZAGEM%20DE%20ALUNOS%20DA%20GRADUA
%C3%87%C3%83O.pdf

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes