Buscar

Seminários Temáticos em Educação 23 03 2023

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Seminários Temáticos em Educação
	Nome do aluno(a): Bruna Cristina Martines Garcia 
	RGM:28294360
	Curso: Pedagogia (licenciatura ) Semestre: 4º semestre
	Tipo de Linguagem: Linguagem de rua 
	Trabalho analisado ( link ou nome da obra): Carnaval
	Tutor (a): Daiana Silva
Unidade V – Linguagens da rua – Blocos Carnavalescos
Introdução:
Quando vimos a expressão linguagem de rua já lembramos do carnaval, cujo é uma das maiores festas vividas no Brasil. Músicas agitadas, fantasias, cores, brilhos, e carros alegóricos fazem parte desta festa que contagia milhões de pessoas por vários dias, e traz alegria, interação de pessoas de diversas regiões, e permite o contato com outras culturas.
Desenvolvimento:
Considerado uma das maiores comemorações, o Carnaval possui duração de 5 dias festivos, cujo traz uma enorme alavanca para a economia do nosso País, além de trazer muita alegria e diversão nas ruas para os foliões. Sua origem vem do antigo festival português cujo chamava-se Entrudo, mais só foi chegar ao brasil no século XVII. Sua comemoração era tida com muita musicas, ovos e farinhas. No século XIX, a festa foi considerada crime, o ritimo foi tratado como sinônimo de vadiagem até o governo de Getulio Vargas. Os brasileiros passaram a fazer suas festas carnavalescas em clubes fechados. Somente no final do século os populares puderam começar a se organizar e fazer as festas nas ruas, assim, os blocos e cordões e as marchinhas de carnaval começaram a surgir somente no século XXI.
Os blocos carnavalescos são formados por trios elétricos, bandas, muita cor brilho e alegria. Existem diversos blocos espalhados por nosso País, no Rio de Janeiro conta com mais de 400 blocos, temos o: Cordão de Bola Preta, cujo é um dos mais antigos ainda em atividade; O Bafo da Onça; O Cacique de Ramos; entre outros. Lá o bloco mais comum é o samba enredo e o desfile. já os blocos líricos que se destaca com musicas do frevo, das antigas marchas carnavalescas e do desfile da população fantasiada são comuns em Pernambuco. Os blocos sujos, onde a população vai as ruas fantasiadas cantando marchas, sambas, cotidianos ou críticas a políticas, entre outros são vistas no Rio de Janeiro e em São Paulo.
 Considerações Finais
Na linguagem de rua, o bloco de rua é uma manifestação que traz um grande vigor, reúne diferentes públicos e muita diversidade. Este movimento faz parte do artístico- cultural, a letra de suas músicas traz debates políticos, onde em sua maior parte da população busca por mudanças no País, além de trazer as ruas a junção de vários gêneros, idades, culturas, onde acabam trocando conhecimentos culturais, ao qual é de extrema importância para o crescimento pessoal de cada pessoa e para que possam também aprender respeitar a diferença cultural das pessoas. 
Referências:
SIMAS,L.A. O carnaval e o samba na cultura brasileira. (https://www.youtube.com/watch?v=YK083GApA48&t=12s) visto em 22 de março de 2023.
Material teórico- Unidade V. Seminários temáticos em Educação. Universidade Cruzeiro do Sul, 2022.

Outros materiais