Buscar

QUESTOES PROCESSO CIVIL III

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

QUESTÕES PROCESSO CIVIL III 
1 - Mario é credor de José da importância de 20 mil reais decorrente da assinatura de uma nota 
promissória. Vencido o título e não pago, Mário promove o protesto do mesmo e ingressa com 
ação de execução de título executivo judicial, oportunidade em que não encontra bens a 
penhorar do devedor. Em pesquisa realizada junto à ARISP, constata que após ter protestado o 
título, mas antes de ingressar com a execução, José promoveu a doação de todos os seus bens 
imóveis ao filho. Nesse caso: 
Ingressaria com petição avulsa na execução pedindo o reconhecimento de Fraude à execução, 
que nesse caso é presumida, porque o ato foi gratuito e a transmissão dos bens efetuada ao 
descendente do devedor. 
ingressaria com Ação revocatória pedindo a citação de José e do donatário para provar a fraude 
na transmissão dos bens contudo tendo o ônus de provar o eventus damni e o consilium fraudis. 
Ingressaria com petição avulsa na execução pedindo o reconhecimento de Fraude à execução 
contudo tendo o ônus de provar o eventus damni e o consilium fraudis 
Ingressaria com Ação revocatória pedindo a citação de José e do donatário para provar a fraude 
na transmissão dos bens, contudo tendo o ônus de provar apenas o eventus damni pois o 
consilium fraudis é presumido no caso em questão. 
 
2 - Carlos importante estilista de moda, realizou a confecção de um vestido de noiva à Joana, 
e para isso celebrou com ela contrato de prestação de serviço no valor de R$30 mil reais. 
Entregue o vestido o casamento foi realizado, contudo, Joana não pagou o ajustado. Carlos 
propôs processo de execução e não logrou êxito em obter a localização de qualquer bem a 
penhora. Pediu, então, ao Juiz a penhora porta a dentro e tal foi deferido, oportunidade em que 
localizou o vestido de casamento na casa de Joana e pediu a penhora do mesmo. Nessa hipótese, 
você, Juiz da causa, como decidiria. 
Indefiro o pedido porque o bem é impenhorável 
Defiro o pedido porque o bem é penhorável por ser vestimenta de grande valor. 
Defiro o pedido porque o vestido pertence a Carlos porque não foi pago o ajustado 
 
Indefiro o pedido pela impossibilidade jurídica do requerimento e a impossibilidade de penhora 
de vestimentas do devedor. 
 
3 - Considere as afirmações a seguir: I) Realizadas a penhora e a avaliação, o juiz dará início 
aos atos de expropriação do bem; II) É lícito ao exequente, oferecendo preço não inferior ao da 
avaliação, requerer que lhe sejam adjudicados os bens penhorados. III) Não efetivada a 
adjudicação, o exequente poderá requerer a alienação por sua própria iniciativa ou por 
intermédio de corretor ou leiloeiro público credenciado perante o órgão judiciário 
Todas são verdadeiras 
I e II são verdadeiras 
II e III são verdadeiras 
Apenas a II é verdadeira 
 
4 - Marque a alternativa incorreta: 
 Sendo a Fazenda Pública condenada a indenizar em ação transitada em julgado, competirá ao 
exequente promover o Cumprimento de Sentença para exigir-lhe o pagamento da importância 
devida, independentemente do valor da condenação. 
Não cabe execução provisória contra a Fazenda Pública. 
O IPCA-E, é índice de correção monetária dos débitos judiciais da Fazenda Pública. Os juros 
devidos são 0,5 ao mês por força de lei específica 
Os pagamentos devidos pelas Fazendas Públicas Federal, Estaduais, Distrital e Municipais, em 
virtude de sentença judiciária, far-se-ão exclusivamente na ordem cronológica de apresentação 
dos precatórios e à conta dos créditos respectivos. 
 
5 - Solange ingressa com ação de execução de título extrajudicial em Franca, e, no curso do 
processo, consegue localizar bens do devedor na cidade de Ribeirão Preto, oportunidade em 
que, mediante expresso pedido, obtém o deferimento do juiz para a realização da penhora 
pretendida. No despacho de deferimento o juiz assim se manifesta: “defiro o pedido de folhas 
234, providencie a exequente o prévio recolhimento de custas para o ato”. Nesse caso: 
O exequente deverá recolher 1% do valor da ação atualizado para a penhora prerendida. 
O exequente deverá recolher a diligência do oficial de justiça para a penhora pretendida. 
O exequente deverá recolher a custas da carta precatória para a penhora pretendida 
O exequente deverá recolher as custas complementares à 1% do valor da ação já efetuado para 
a penhora pretendida. 
 
6 - Saulo é devedor de Carla, porque ajustou com ela mediante assinatura de um contrato, a 
execução da pintura em óleo sobre tela do retrato dela com seu cão. Comparece em seu 
escritório afirmando que recebeu pelo serviço, mas que, em função de ter descoberto câncer no 
duodeno está em sessões de quimioterapia tendo que ficar isolado em função de sua baixa 
resistência e efeitos colaterais. Reconhece que, à época da execução do serviço, não pode 
realizar o ajustado. Explica que recebeu citação do processo para realizar a pintura em 15 dias, 
sob pena de multa diária no valor de 300 reais. Pede para você as orientações. Você 
Ingressaria com Embargos à execução afirmando impossibilidade material de realização do 
ajustado e pedido de conversão em perdas e danos. 
Ingressaria com Embargos à execução pedindo dilação no prazo para realização do serviço em 
função da impossibilidade jurídica e material de sua realização, com a suspensão do processo 
de execução pelo período necessário. 
Ingressaria com petição avulsa afirmando que o processo de execução deve ser extinto pela 
impossibilidade material de realização do ajustado, devendo a exequente ingressar 
posteriormente com ação de perdas e danos. 
Ingressaria com Embargos à execução afirmando que o processo de execução deve ser extinto 
pela impossibilidade material de realização do ajustado, devendo a exequente ingressar 
posteriormente com ação de perdas e danos. 
 
7 - Mario é devedor de Alfredo, da importância de R$3000,00 em função de ter emitido um 
cheque sem fundos. Recebe citação de ação de execução de título executivo extrajudicial, onde 
o Juiz determina que pague a importância em 15 dias, ofereça bens à penhora ou embargos à 
execução. Mario, lhe procura e diz que quer pagar a dívida, mas que não tem o dinheiro total 
para tanto. Você, na condição de advogado. 
Informa-lhe que há possibilidade de parcelamento legal, devendo depositar 30% à vista, mais 
custas e honorários e parcelar o restante em 6 parcelas atualizadas. 
Informa-lhe a possibilidade de parcelamento legal, podendo Mário parar em 6 vezes iguais e 
sem juros, desde que pago também os honorários e as custas processuais 
Informa-lhe que não há possibilidade de parcelamento, devendo Mário oferecer bem a penhora, 
pelo princípio da menor onerosidade ao devedor. 
Informa-lhe que há possiblidade de parcelamento legal, devendo depositar 30% à vista mais 6 
parcelas atualizadas através de Embargos a Execução. 
 
8 - Carina é exequente em cumprimento de sentença de obrigação de pagar quantia certa. No 
curso do processo vem-lhe a informação de que o executado, visando se furtar à obrigação de 
pagar a execução, promoveu a doação de seu apartamento ao filho, menor impúbere. Carina 
busca a certidão de matrícula do imóvel e constata que o mesmo, de fato, foi doado à criança 
pelo pai no curso do processo de execução. Nesse caso, Carina: 
poderá alegar fraude contra credores não precisando comprovar o animus de fraudar entre 
executado e filho, posto que presumido pela lei. 
deve alegar fraude contra credores, não sendo preciso comprovar o animus de fraudar porque 
o ato de transferência do patrimônio deu-se a título gratuito. 
deve alegar fraude a execução, precisando comprovar o animus de fraudar entre as partes apesar 
do ato ter sido consumido por doação. 
poderá alegar fraude contra credores, mas demandando apenas e tão somente o executado 
porque o donatário é menor impúbere. 
 
9 - Maria é credora de Manuel, da importância de 35 mil reais, em processode execução de 
título extrajudicial. Após regular andamento do processo, Maria obtém êxito na penhora de 
ativos financeiros em nome de Manuel. O processo encontra e bloqueia 20 mil reais em uma 
conta localizada no Banco X e outros 20 mil reais localizada no Banco Y. Nesse caso: 
 
O executado deve requerer a liberação do excesso bloqueado pelo juiz, por petição avulsa, 
sendo desnecessária a oitiva do exequente, posto que o excesso de bloqueio legitima o juiz a 
agir ex officio. 
O executado deve requerer a liberação do excesso bloqueado ao juiz, por petição avulsa, ouvido 
necessariamente o exequente acerca disso. 
O executado deve requerer a liberação do excesso bloqueado ao juiz via embargos a execução, 
impugnando a penhora de forma específica e com a oitiva da parte adversa que será citada a 
responder os embargos. 
O executado deve requerer a liberação do excesso bloqueado ao juiz via impugnação à penhora 
nos próprios autos do processo de execução e demonstrando a impenhorabilidade existente em 
relação a conta bancária para esse tipo de execução. 
 
10 - Ocorre nos processos de execução que são propostos contra Pessoas Jurídicas, quando não 
se localizam bens para a satisfação do crédito. 
 1 são formalizações de requisições de pagamento de determinada quantia por beneficiário, 
devida pela Fazenda Pública, em face de uma condenação judicial definitiva, ou irrecorrível 
 2 pode ser convertida em prestação pecuniária quando essa for a vontade do exequente ou 
pela impossibilidade material ou jurídica de obtenção da tutela específica. 
 3 o juiz poderá, de ofício ou a requerimento do exequente, determinar as medidas necessárias 
para a efetivação da tutela específica ou a obtenção do resultado prático equivalente, 
enumerando exemplificativamente a aplicação de multa por tempo de atraso, busca e 
apreensão, remoção de pessoas ou coisas, desfazimento de obras e impedimento de atividade 
nociva, se necessário com requisição de força policial.. 
 4 independe de requerimento da parte e poderá ser aplicada na fase de conhecimento, em 
tutela provisória ou na sentença, ou na fase de execução, desde que seja suficiente e compatível 
com a obrigação e que se determine prazo razoável para cumprimento do preceito. 
 Astrientes 
 Atipicidade das formas executivas 
 Desconsideração da personalidade jurídica 
 Execução de Fazer ou não Fazer 
 Precatórios 
A correspondência correta é? 
 5 a, 4b, 1c, 3d, 2e. 
 5 b, 4 a, 1 c, 3 e, 2d 
 1 a, 2 d, 3 b, 4 e, 5c 
 5 a, 4 d, 1 c, 3e, 2b 
11 - Carla ingressa com cumprimento de sentença provisório em face de João, porque obteve 
liminar determinando a busca e apreensão em ação ordinária de obrigação de fazer, de um 
cavalo Árabe que comprou do requerido. João recebe a intimação para entregar o animal, 
contudo, não o entrega e comparece em seu escritório afirmando que: 1) Carla não foi buscar 
o animal no tempo ajustado, sendo que isso estava previsto no contrato; 2) que em função da 
demora dela em buscar o animal, realizou despesas com sua alimentação e, ainda, 
medicamentos, porque o bicho apresentou doença do carrapato. Que gastou 2500 reais com o 
cavalo. Você: 
Ingressaria com impugnação ao cumprimento de sentença afirmando mora do credor e pedindo 
a indenização pelas despesas realizadas, sob pena do direito de retenção. 
 
Ingressaria com impugnação ao cumprimento de sentença afirmando que o cavalo está a 
disposição da credora, mas que ela deve ressarcir as despesas efetuadas por João. 
 
Ingressaria com impugnação ao cumprimento de sentença afirmando que, em função da mora 
do credor, o negócio está desfeito, posto o princípio da exceção do contrato não cumprido 
aplicado aos contratos comutativos. 
Ingressaria agravo de instrumento da decisão liminar proferida nos autos principais, clamando 
pelo direito de retenção do animal até que as despesas efetuadas sejam indenizadas. 
 
12 - Considere as afirmações a seguir 
 Os Embargos à execução é instrumento através do qual o executado se opõe à cobrança de 
dívida fundada em título executivo extrajudicial; 
Não Sendo processado via Ação autônoma, mas sim de forma apartada. 
porque 
Segue o rito comum, ordinário e possui, de regra, efeito suspensivo; a sentença que julgar 
improcedente condenará o vencido ao pagamento de custas e honorários. 
As afirmações: 
A primeira está correta, contudo, a segunda e terceira são falsas 
A primeira está correta, sendo que a segunda e a terceira explicam como se dá a propositura e 
rito dos embargos respectivamente. 
A primeira está parcialmente correta, assim com a segunda e a terceira 
A primeira está parcialmente correta, assim como a segunda, que a justifica e explica a sua 
distribuição na justiça, contudo a terceira é falsa. 
 
13 - Determinado cliente seu foi exitoso em ação indenizatória contra a Fazenda Pública 
Federal. Obteve indenização de 8 mil reais no Juízo da Fazenda da Comarca de Franca. 
Transitada em julgado a sentença deverá: 
Propor cumprimento de sentença no Juízo da Fazenda de Franca, pedindo a expedição de 
precatório para que a Fazenda faça o pagamento do crédito 
Propor cumprimento de sentença no Juízo do domicílio da Fazenda Federal, para a expedição 
de Requisição de Pequeno Valor para o pagamento do crédito 
Propor cumprimento de sentença no Juízo da Fazenda de Franca pedindo a citação da Fazenda 
para o pagamento do crédito correspondente sob pena de penhora. 
Propor cumprimento de sentença no Juízo da Fazenda de Franca pedindo a intimação da 
Fazenda por intermédio de seu procurador para o pagamento do crédito correspondente 
mediante expedição de requisição de pequeno valor 
 
14 - Ivanete está em litígio com Katarina, em ação indenizatória por danos materiais e morais. 
O juiz profere a sentença condenando Katarina ao pagamento de 10 mil de danos morais e 15 
mil de danos materiais. O processo transita em julgado e Ivanete ingressa com cumprimento 
de sentença. Intimada a pagar o débito, Katarina se mantém inerte e não são encontrados bens 
à penhora, mas Ivanete descobre que Katarina vendeu seu único bem, um carro Gol 2017, 
quando ainda respondia o processo de indenização. Nessa situação: 
Ivanete deve alegar fraude à execução, porque ao tempo da alienação do carro já tramitava 
contra o devedor ação capaz de reduzi-lo à insolvência. 
Ivanete deve alegar fraude contra credores, provando o eventus damni e o consilium fraudis. 
Ivanete deve alegar fraude a execução, ingressando com ação declaratória, no rito ordinário 
porque porque ao tempo da alienação do carro já tramitava contra o devedor ação capaz de 
reduzi-lo à insolvência, devendo provar eventus damni e o consilium fraudis. 
 Ivanete deve ingressar com embargos à execução, afirmando que houve fraude contra credores 
e pedindo a anulação do ato de alienação, contudo devendo provar eventus damni e o 
consilium fraudis com o terceiro adquirente. 
 
15 - Kátia é credora de José porque venceu ação indenizatória obtendo a condenação ao 
pagamento de danos morais no valor de 10 mil reais com trânsito em julgado em janeiro de 
2021. Você, na condição de advogado, qual medida proporia? 
https://www.tjsp.jus.br/Download/Tabelas/TabelaDebitosJudiciais.pdf 
Cumprimento de sentença definitivo no valor de R$11929,58 
Cumprimento de sentença definitivo no valor de R$11897,46 
Cumprimento de sentença definitivo no valor de R$ 10.000,00 
Cumprimento de sentença definitivo no valor de R$ 12.829,58 
 
16 - Maria José é mãe de Alfredo, menor impúbere. O pai da criança a reconheceu no 
nascimento e em ação de alimentos foram fixados 560 reais por mês de pensão à criança; 
contudo, o pai jamais pagou e Maria José também não cobrou os valores. Determinado dia, 
comparece ao seu escritório para que você providencie a cobrança dos alimentos atrasados, 
fixados há dois anos atrás. Você. 
Proporia ação de execução de títulojudicial ao juízo que fixou os alimentos definitivos, 
pedindo a intimação do devedor à mão própria. 
Proporia ação de cobrança de alimentos, no rito ordinário, sob pena de penhora, porque os 
alimentos foram fixados há mais de um ano, devendo a citação do genitor ocorrer à mão 
própria. 
Proporia cumprimento de sentença sob pena de penhora, pedindo a citação do genitor por 
intermédio de seu advogado, via diário oficial da justiça. 
 
Proporia ação de cobrança de alimentos, no rito ordinário, pedindo a citação do devedor a pagar 
em três dias, sob pena de prisão civil. 
 
17- Considere as afirmações a seguir: I) de acordo com o princípio nullus titulus sine lege é 
inadmissível que as partes, por vontade própria, criem título executivo à margem da previsão 
legal; II) São requisitos formais do título executivo: Liquidez, certeza, exigibilidade; III) Os 
títulos executivos extrajudiciais oriundos de país estrangeiro não dependem de homologação 
para serem executados. 
 
As afirmações estão corretas 
apenas as afirmações I e II estão corretas 
apenas as afirmações II e III estão corretas; 
todas estão erradas. 
NDA

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes