Buscar

Geografia

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

2. (Uespi) Com relação ao tema Divisão Internacional do Trabalho, são feitas as considerações a 
seguir. Uma delas, no entanto, NÃO corresponde à realidade. 
Assinale‑ a. 
a) O centro da economia mundial representa o local do poder de comando, sendo predominantes as 
atividades de controle do excedente das cadeias produtivas, assim como de produção e difusão de 
novas tecnologias. 
b) Um pequeno bloco de economias de mercado, apesar de ser dependente de tecnologia, 
conseguiu alcançar uma posição socioeconômica intermediária, mas ainda permanece dominado 
pela estrutura de poder de comando decorrente do centro capitalista mundial. 
c) A combinação entre o poder militar e as formas superiores de produção na Inglaterra possibilitou a 
este país uma posição de hegemonia na economia mundial ao longo do século XIX. 
d) A Divisão Internacional do Trabalho não tende a expressar diferentes fases da evolução histórica 
do sistema capitalista e, sim, as diferentes etapas da especialização dos trabalhadores, sobretudo 
nas indústrias. 
e) As dificuldades de acesso à segunda Revolução Industrial e Tecnológica tornaram bem mais 
complexas as possibilidades de transição de nações periféricas para as nações do centro capitalista. 
 
 
 
 
3. (UEM-PR) Sobre o longo processo de formação do capitalismo, forma de organização econômica 
e social predominante no mundo atual, assinale a(s) alternativa(s) CORRETA(S). 
01. A revolução industrial, do final do século XVIII, foi caracterizada pelo processo de cercamento 
das terras comunais e pela utilização do trabalho servil na Inglaterra. 
02. A chamada segunda revolução industrial, ocorrida na segunda metade do século XIX, foi 
marcada pela expansão ferroviária, pela descoberta da eletricidade e pela invenção do motor a 
explosão, com a utilização do petróleo como combustível. 
1. (Unirio-RJ) Como a economia capitalista caracteriza-se pela propriedade privada do capital, os 
proprietários organizam seus negócios em condições de concorrência. Todos procuram maximizar 
seus lucros, diminuindo os custos de produção e ampliando seus mercados. [...] A concorrência tem 
início quando os empresários tomam decisões relativas à localização das suas fábricas. A opção por 
determinado lugar é o elemento inicial que pode definir o sucesso ou o fracasso de um 
empreendimento. 
Magnoli, D.; Araujo, R. Geografia: a construção do mundo. São Paulo: Moderna, 2005. 
A teoria básica da localização industrial está contida na seguinte afirmativa: 
a) Uma fábrica atrai outra fábrica devido às vantagens da aglomeração. 
b) O espaço geográfico oferece poucas opções de localização. 
c) A melhor localização reduz o tempo e os custos de produção. 
d) A produção em série estimula as vantagens locacionais. 
e) A concentração industrial é fortalecida pelo avanço tecnológico. 
GEOGRAFIA
04. Segundo a teoria marxista, o desenvolvimento do capitalismo levou ao surgimento de duas 
classes sociais distintas: os detentores dos meios de produção, a burguesia; e aqueles que vendem 
sua força de trabalho, o proletariado. 
08. A produção em larga escala, principal motivador da revolução industrial, tinha como objetivo 
primordial satisfazer as necessidades básicas de alimentação e de vestuário da população inglesa. 
16. Segundo Karl Marx, a especialização do trabalho, acentuada na industrialização, fez com que o 
trabalhador perdesse o domínio sobre o produto de seu próprio trabalho. 
 
 
 
4. (Unirio-RJ) A comunicação por satélite, a fibra ótica e a telefonia digital aceleram a globalização 
contemporânea por meio das redes globais de comunicação. 
A respeito dessas inovações e sua disponibilidade prática, é INCORRETO afirmar que: 
a) deram margem à multiplicação dos fluxos de capital e à criação de novos produtos financeiros. 
b) afetaram o modo de vida das pessoas, a relação entre os sistemas produtivos e as formas de 
sociabilidade. 
c) criaram novas rotinas na vida cotidiana de grande parte da população mundial. 
d) permitiram o maior controle, regulação e segurança dos negócios e da especulação financeira. 
e) revolucionaram as técnicas produtivas e as formas de organização das empresas públicas e 
privadas. 
 
 
 
 
5. (Uerj) De Karl Marx a Max Weber, a teoria social clássica acreditava que as grandes cidades do 
futuro seguiriam os passos industrializantes de Manchester, Berlim e Chicago – e, com efeito, Los 
Angeles, São Paulo e Pusan (Coreia do Sul) aproximaram ‑ se de certa forma dessa trajetória. No 
entanto, a maioria das cidades do hemisfério sul se parece mais com Dublin na época vitoriana, que, 
como enfatizou o historiador Emmet Larkin, não teve igual em meio a “todos os montes de cortiços 
produzidos pelo mundo ocidental no século XIX, uma vez que os seus cortiços não foram produto da 
Revolução Industrial”. 
Davis, Mike. Adaptado de Planeta favela. São Paulo: Boitempo, 2006. 
De forma diferente do que ocorreu nos países desenvolvidos, o crescimento das cidades na maior 
parte dos países subdesenvolvidos está relacionado ao processo de: 
a) periferização da atividade industrial, com intensos fluxos pendulares. 
b) urbanização fundamentada no setor terciário, com alto nível de informalidade. 
c) favelização nas periferias, com predomínio de empregos no setor industrial de base. 
d) metropolização em um ponto do território, com população absorvida pelo setor quaternário. 
 
 
 
 
6. (Unemat-MT) Em relação às fases do capitalismo e suas características, enumere a segunda 
coluna de acordo com a primeira. 
Coluna I – Fases do Capitalismo 
I. Comercial 
II. Industrial 
III. Financeiro 
Coluna II – Características 
(___) Segunda Revolução Industrial ou Tecnológica, o 
capitalismo se tornou monopolista. Empresas ou países 
monopolizaram o comércio; os bancos adquiriram cada vez 
mais importância; o capital financeiro passou a dominar e a 
controlar a economia dos países; domínio das 
transnacionais. 
(___) Ressurgimento dos Centros urbanos e intensificação 
do comércio; acumulação de recursos; inovações nos 
transportes marítimos, nos armamentos e nas técnicas de 
navegação; expansão comercial do final do século XIV e 
início do século XV. 
(___) Forte mecanização, abrangendo diversos setores da 
economia. As fábricas empregavam grande número de 
trabalhadores. 
Assinale a alternativa CORRETA. 
a) III, II e I. 
b) I, II e III. 
c) III, I e II. 
d) II, I e III. 
e) I, III e II. 
 
 
 
7. (UFSC) Assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S) sobre as características dos países em fase 
de industrialização acelerada. 
01. Uma forte arrancada industrial é seguida sobretudo por uma intensa urbanização, privilegiando a 
lógica da acumulação capitalista e criando desigualdades urbanas locais. 
02. Uma característica comum é a mão de obra qualificada, fruto de investimentos em educação e 
alta automação, exigindo, portanto, menos treinamento para os trabalhadores urbano-industriais. 
04. Nesses países a agricultura não se subordina à indústria, pois esta tem seus próprios meios de 
conseguir matérias-primas vitais para a produção. 
08. Parcela significativa desses países têm necessidade de atrair investimentos estrangeiros devido 
ao seu alto grau de dependência para alavancar seus processos de desenvolvimento econômico e 
social. 
16. Esses países estruturam-se sobre a produção agrícola que utiliza modernas técnicas de 
produção em todos os setores. 
32. Esses países, como o Brasil, expandem-se nos mesmos moldes dos países capitalistas 
industriais mais avançados, dominando econômica e politicamente os países mais atrasados, como 
China, Canadá e África do Sul. 
64. Em seus territórios nacionais há grande concentração de empresas transnacionais, inclusive 
bancos estrangeiros atuantes. 
 
 
 
 
 
 
 
 
8. (FGV) [...] A ideia subjacente a este sistema é que as partes utilizadas numa linha de montagem 
deverão ser fornecidas imediatamente à medida que são utilizadas, exatamente como ocorre com as 
mercadorias expostas nas prateleiras dossupermercados, que são repostas quase simultaneamente 
ao ato de compra. 
Kagami, Mitsuhiro. Revista de Administração de Empresas. Washington, set./out. 1993. 
Integrantes da organização do espaço industrial, os processos de produção relacionam-se a 
sistemas como o enunciado acima. Este é o: 
a) keynesianismo, desenvolvido nos países emergentes. 
b) fordismo, característica atual dos países do Primeiro Mundo. 
c) taylorismo, vigente nos países do Terceiro Mundo. 
d) just-in-time, implantado nos países do Primeiro Mundo. 
e) welfare state, predominante nos países do Terceiro Mundo. 
9. (Ufc 2002) Sobre a industrialização brasileira, é correto afirmar que:
 
a) difundiu-se de modo homogêneo no território brasileiro. 
10. (CESPE 2017) Nas últimas décadas do século XX e início do século XXI, o processo de 
desconcentração da indústria brasileira se acelerou em decorrência do(a) 
A) política fiscal instituída sobretudo pelos estados do Sudeste, com maiores condições de impor 
aumentos fiscais, estimulando a transferência da indústria nacional para as demais regiões. 
B) processo de privatização, que restringiu a industrialização às atividades tradicionais de 
investimento, por meio da redução da intervenção do Estado na economia. 
C) elevado nível de escolaridade dos trabalhadores brasileiros, o que tornou o território nacional 
atraente, em sua totalidade, para investimentos nos setores industriais. 
D) política de desenvolvimento regional instituída pelo Estado, exemplificada pela criação da Zona 
Franca de Manaus. 
E) presença de sindicatos fortes nos estados das regiões Norte e Nordeste, o que expulsou o capital 
dessas regiões para estados e cidades tradicionalmente desindustrializados. 
b) caracteriza-se por ausentar-se do eixo centro-sul. 
c) é resultado de uma política nacionalista de desenvolvimento econômico. 
d) constitui base da política de desenvolvimento econômico implementada no país. 
e) gera o maior número de empregos nos principais centros urbanos do país. 
 
11. (FGV 2013) O conhecimento da industrialização no Brasil, isto é, das formas particulares da 
industrialização no Brasil, deve estar, explícita ou implicitamente, apoiado na análise das relações 
entre o café e a indústria. E a análise correta dessas relações é impossível se considerarmos café e 
indústria como elementos opostos. É indispensável reunir café e indústria como partes da 
acumulação de capital no Brasil; mais precisamente, como partes das novas formas de acumulação 
cuja formação encontra as suas origens na década de 1880 a 1890. 
(Sérgio Silva, Expansão cafeeira e origens da indústria no Brasil) 
No contexto do Brasil da passagem do século XIX para o XX, acerca das relações entre a produção 
cafeeira e a indústria, é correto considerar que 
a) o avanço da produção industrial foi inversamente proporcional ao crescimento da produção 
cafeeira, uma vez que a entrada de recursos derivada da exportação de café era reaplicada apenas 
na produção cafeeira. 
b) a ampliação do trabalho livre permitiu que parcelas dos capitais acumulados fossem investidas 
nas atividades industriais, desse modo, a economia cafeeira e a indústria fazem parte de um mesmo 
processo de desenvolvimento. 
c) os empresários ligados à produção e exportação do café tinham representação política 
hegemônica e seus interesses eram defendidos pelo Estado brasileiro, que impedia a inversão de 
capitais cafeeiros na indústria. 
d) os interesses dos cafeicultores e os dos industriais eram excludentes, visto que, com a expansão 
cafeeira, as maciças exportações desse produto atrapalharam os investimentos na indústria. 
e) a exportação cafeeira atrelou o comércio externo brasileiro às importações de produtos 
industrializados da Europa e dos Estados Unidos, impedido o desenvolvi- mento da indústria no 
Brasil antes de 1930. 
 
12. (UECE 2012) Analise as seguintes afirmações que tratam do processo de industrialização no 
Brasil. 
I. No governo de Getúlio Vargas, foram criadas as condições de infraestrutura necessárias para a 
industrialização brasileira. 
II. O governo de Juscelino Kubitschek priorizou a construção de rodovias e obras para geração de 
energia. 
III. A década de 1990 foi marcada pela globalização da economia e pela consolidação do Brasil como 
grande produtor e exportador de tecnologia. 
Está correto o que se afirma em 
a) III apenas. 
b) I e II apenas. 
c) II apenas. 
d) I e III apenas. 
 
13. (UFPR) O processo de industrialização ocorrido no Brasil a partir de 1930 trouxe grandes 
transformações na organização do território nacional, pois constituiu uma economia cujo crescimento 
depende principalmente do dinamismo do mercado interno. Com base no enunciado e nos 
conhecimentos de geografia do Brasil, assinale a afirmativa correta. 
a) A alta concentração industrial nas regiões metropolitanas e cidades médias próximas dessas 
áreas cria uma estrutura produtiva pouco integrada. 
b) Como o mercado consumidor de bens industriais se concentra nas cidades localizadas até 150 km 
do litoral, a interiorização do desenvolvimento econômico continua a depender da agropecuária. 
c) A industrialização forjou uma rede urbana constituída por duas metrópoles globais, algumas 
metrópoles nacionais e centros urbanos com áreas de influência regional ou local. 
d) A agricultura de exportação vigente até 1930 criou uma economia estruturada em centro e 
periferia, sendo o primeiro a então capital federal, Rio de Janeiro, e a segunda, as áreas de produção 
agropecuária. 
e) A concentração industrial cada vez mais alta no Sul e Sudeste reduz os níveis de integração 
econômica do território brasileiro, que vai ficando cada vez mais desigual. 
 
 
14- Em sua fase inicial, associada à substituição das importações, a industrialização brasileira 
ressentiu-se principalmente 
a) da falta de iniciativa estatal, uma vez que o Estado tinha interesse em manter a agroexportação do 
café. 
b) das dificuldades provocadas pela Grande Guerra que impossibilitavam a produção de bens, antes 
importados. 
c) da conjuntura internacional desfavorável, pois as grandes potências econômicas procuravam 
manter o monopólio industrial. 
d) da ausência de uma integração em nível de América Latina. 
e) da falta de integração do território, reflexo de uma organização espacial ligada à exportação de 
bens primários. 
 
15- (Fatec 2000) Considere o texto apresentado abaixo: 
Substituição de importados ainda patina 
"O Brasil ainda patina na tentativa de impulsionar seu processo de substituição de importações. Com 
a valorização do dólar, que tornou mais caros os produtos estrangeiros, era esperada uma forte 
retomada nos projetos de fornecimento local para multinacionais. Mas alguns setores não 
conseguiram oferecer produtos com preços competitivos e o nível de tecnologia exigido". 
(Fonte: "Folha de São Paulo", 19/03/2000, p.10-2.) 
Com base nessa notícia e em seus conhecimentos sobre o processo de industrialização no Brasil, é 
correto afirmar que 
a) a preponderância do setor agropecuário na economia nacional vem impedindo um maior 
desenvolvimento tecnológico do setor industrial e o crescimento da substituição de importações. 
b) o período atual caracteriza-se pela fase da substituição de importações, como resposta às 
políticas de proteção industrial adotadas pelos governos militares. 
c) o processo de substituição das importações, iniciado na década de 1930 pelo governo de Getúlio 
Vargas, só recentemente tem recebido maior atenção das empresas multinacionais. 
d) a internacionalização da economia, intensificada pelo governo Collor em 1990, não implicou uma 
modernização de todos os setores da indústria nacional. 
e) os efeitos do processo de globalização na economia brasileira têm permanecido restritos ao 
desenvolvimento tecnológico da indústria nacional. 
 
	Página 1
	Página 2
	Página 3
	Página 4
	Página 5
	Página 6
	Página 7

Outros materiais