Buscar

ASCITE

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 6 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 6 páginas

Prévia do material em texto

Ascite
CID 10: R18 CID 
DEFINIÇÃO
Denomina o acumulo de líquidos na cavidade peritoneal, não necessariamente uma doença mais uma manifestação de outras patologias. 
FISIOPATOLOGIA 
Mecanismo 1: Hipertensão portal (Underfill
A hipertensão portal é aumento da resistência ao fluxo sanguíneo na veia porta e pode ocorrer em diversos quadros/patologia, é classificada como pré, intra e pós hepáticas, ou seja, os estágios da cirrose hepática. 
	Na hipertensão portal ocorre a ascite por conta do que já fio dito juntamente com hipertensão sinusoidal que impele os líquidos para o espaço de Disse (onde o liquido é removido pelo sistema linfático). 
	Entretanto o fluxo linfático não dá conta pois excede a capacidade do ducto torácico nisso ocorre um extravasamento do liquido para a cavidade peritoneal. Nesse mecanismo ocorre vasodilatação esplâncnica e circulação hiperdinâmica que com o tempo levam a incapacidade do coração de manter a pressão arterial e promover ativação do sistema renina-angiotensina-aldosterona e elevação de secreção de hormonais antidiuréticos. 
	Assim que ativa o sistema e a elevação dos hormônios antidiuréticos ocorre a retenção de líquidos e sódio gerando a consequência de aumento da pressão de perfusão intersticiais e acaba causando extravasamento líquidos para cavidade abdominal. 
Mecanismo 2: Diminuição da Pressão Oncótica
Já no quadro de hipoalbuminemia é consequência da disfunção dos hepatócitos ou desnutrição que causa a redução da produção de albumina e proteína plasmática. 
Esse quadro leva a queda da pressão oncótica no interior dos vasos sanguíneos o que facilita a saída de líquidos da corrente sanguínea para o abdômen. 
	Geralmente em pacientes com cirrose tem esses dois mecanismos juntos. 
CAUSAS DA ASCITE
As causas mais comuns da ascite são:
· Doenças hepáticas: obstrução da veia hepática (síndrome de Budd Chiari) e a Cirrose. 
A ascite tende a surgir mais em distubios do fígado de longa duração (crônicos), mas também pode aparecer nas de curtas durações (agudas).
A ascite resulta mais em hipertensão portal onde ocorre o entupimento da veia de grande calibre que transporta o sangue do intestino para o fígado e suas ramificações. 
As causas menos comum da ascite são: 
· Câncer 
· Insuficiência cardíaca 
· Inflamação do pâncreas (pancreatite)
· Desnutrição
· Tuberculose (afeta o revestimento do abdômen) 
SINAIS E SINTOMAS
Geralmente não costuma a formar sintomas em pequena quantidade, mais pode alterar o peso e alargar a cintura. 
Já em grandes quantidades pode ocorrer os seguintes sintomas: 
· Inchaço (distensão) abdominal 
· Desconforto abdominal 
· Abdômen fica tenso e o umbigo achatado ou protuberante 
· Falta de ar pois o inchaço pode comprimir os pulmões 
· Falta de apetite por inchaço comprimir o estomago. 
· Edemas no tornozelo. 
· Constipação 
· Vontade de urinar frequentemente
· Vômitos e náuseas. 
COMPLICAÇÂO ASCITE
A complicação que ocorre é infecção do liquido ascítico que ocorre sem qualquer razão aparente, essa complicação é conhecida como peritonite bacteriana espontânea, geralmente ocorre muito em paciente com cirrose alcóolica. 
Quando isso ocorre o paciente pode sentir dores abdominais, febre, sentir um mal-estar geral. Além desses sintomas ela pode ficar confusa, desorientada e sonolenta. Se não diagnostica sedo pode ser fatal. 
DIAGNOSTICO DE ASCITE
	O diagnóstico é baseado em avaliação medica, imagens de ultrassom e analise do liquido ascítico. 
· Avaliação medica 
· Exame de imagem (ultrassom) 
· Analise do liquido ascítico
· Exame de albumina sérica 
Na avaliação medica é a percussão no abdômen, ou seja, pancadas de leve que produzem um som surdo porem se o intestino tiver distendidos com gases por de percutir um som oco. 
SINAL DE PIPAROTE. 
Além da avaliação médica/enfermeiro a anamnese, é os exames de ultrassom com doppler ou tomografia computadorizada. 
Na análise do liquido ascítico pode ser retirado com uma agulha e seringa uma amostra do liquido enfiada na parede abdominal, esse procedimento é conhecido como paracentese diagnostica, com isso pode ser útil para determinar a causa de acumulo na cavidade. 
TRATAMENTO DE ASCITE
	O tratamento envolve tanto na dieta como remoção de liquido, porem em casos mais graves onde a cirrose é de ultimo nível ocorre o transplante de fígado e medicamentos casos de peritonite bacteriana. 
TRATAMENTO BÁSICO DA ASCITE: 
· Dieta com pouco de sódio sendo no máximo 2000mg por dia
· Diuréticos (espironolactona ou furosemida) fazendo com que os rins eliminem o sódio e agua. 
TRATAMENTO BÁSICO DA ASCITE: 
	Quando ascite se torna desconfortável ou dificulta o ato de respirar ou ingerir alimentos, o liquido pode ser extraído por meio de uma agulha inserida no abdômen, é técnica da paracentese terapêutica, que retira todo o excesso de liquido da cavidade. Deve ser associada com a dieta e diuréticos para evitar um grande acumulo de líquidos, ainda complementa com albumina por via intravenosa, pois se perde muita albumina no sangue para o liquido abdominal.

Outros materiais

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes