Buscar

O artigo 178 do Código Civil estabelece os prazos de decadência para pleitear a anulação de negócios jurídicos

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

O artigo 178 do Código Civil estabelece os prazos de decadência para pleitear a anulação de negócios jurídicos, variando de acordo com a causa que motivou a anulação:
1. Coação: O prazo para pleitear a anulação de um negócio jurídico por coação é de quatro anos, contados a partir do dia em que cessar a coação. Isso significa que o prazo começa a correr a partir do momento em que o coagido se liberta da pressão que o levou a celebrar o negócio.
2. Erro, dolo, fraude contra credores, estado de perigo ou lesão: Para essas situações, o prazo também é de quatro anos, porém, é contado a partir do dia em que se realizou o negócio jurídico. Ou seja, o prazo começa a contar a partir da data em que o negócio foi celebrado, independentemente de quando a parte prejudicada tomou conhecimento do vício.
3. Atos de incapazes: No caso de negócios jurídicos realizados por incapazes, o prazo para pleitear a anulação também é de quatro anos, mas é contado a partir do dia em que cessar a incapacidade. Isso significa que o prazo só começa a correr quando o incapaz recupera sua capacidade de exercício dos atos da vida civil.

Mais conteúdos dessa disciplina