Buscar

BIOLOGIA CELULAR - RELÁTORIO 1

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 9 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 9 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 9 páginas

Prévia do material em texto

UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS 
 FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS 
GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA- BACHARELADO 
 BIOLOGIA CELULAR 
 Acadêmica: Hanallybia Bretas Rocha - P2 
 TÉCNICA E MANUSEIO NO USO DO MICROSCÓPIO DE LUZ 
Relatório da disciplina de Biologia Celular 
para registro da aula prática do Curso de 
Biotecnologia, da Universidade Federal da 
Grande Dourados, sob a orientação do 
Prof.º Marcos Gino Fernandes. 
DOURADOS 
2024 
INTRODUÇÃO 
Este trabalho procura explorar e entender o funcionamento do microscópio 
óptico para observar substâncias invisíveis a olho nu. Os fatos discutidos neste 
documento são de suma importância para a formação intelectual do leitor, visto que 
a compreensão de todo o equipamento leva ao estudo da microscopia, que 
visualiza micro-organismos e estruturas de diferentes perspectivas (CENTRO DE 
ESTUDOS DO GENOMA HUMANO) 
Os microscópios são ferramentas de trabalho ricas e complexas que sua 
manipulação se tornou uma atividade totalmente especializada. Sendo assim, a 
microscopia tornou-se ferramenta multidisciplinar e indispensável em vários 
campos do conhecimento. Atraí físicos, químicos, biólogos e outros profissionais 
que se encantam pelas possibilidades da área. (DOUGLAS MIQUITA; UFMG 2012) 
Outro exemplo da importância do microscópio é na medicina, que o utiliza 
para estudos em amostras de sangue e tecidos para diagnosticar doenças. Logo, 
o uso do microscópio em tratamentos possibilita a detecção de canais que 
normalmente não seriam reconhecidos e tratados na ausência de uma ampliação 
aprimorada (DE PAULA, CRISTIANE COIMBRA, ET AL). 
O microscópio possui diversas ferramentas manejáveis para melhor 
observação do item, tais como: a base a qual serve de suporte, a coluna que está 
interligada a base que possui o macrométrico e o micrométrico (Responsáveis por 
regular a imagem), a platina a qual contém uma lâmina onde é ajustada pela pinça 
para melhor visualização do elemento, o revólver que faz a troca das lentes, os 
oculares (Lentes que ajudam na ampliação de imagem) , o condensador e o 
diafragma, onde distribuem e normalizam a intensidade da luz (CENTRO DE 
ESTUDOS DO GENOMA HUMANO). 
De acordo com as aulas práticas, ao utilizar o microscópio de luz deve-se 
realizar um preparo minucioso antes de observar o produto, sendo assim, utiliza-se 
a lâmina, a lamínula e a água destilada, em seguida o item é posto para 
observação. O material utilizado neste documento para análise foi o recorte de uma 
letra de jornal que foi ampliado em 40 vezes, 100 vezes, 400 vezes e por fim 1000 
vezes. 
 
OBJETIVO: 
> Aprender a manusear o microscópio de luz e conhecer suas principais partes e 
funções. 
 
MATERIAIS: 
• Microscópio óptico; 
• Letras de jornal recortadas; 
• Lâmina e lamínula; 
• Tesoura; 
• Pinça de ponta fina; 
• Pipeta; 
• Água destilada; 
• Papel filtro; 
 
PROCEDIMENTO: 
1. Para a prática foi recortado uma pequena letra de aproximadamente 0.5 cm 
de um jornal para visualização. 
2. Sendo assim, foi posto uma gota de água destilada em uma lâmina com o 
auxílio de uma pipeta e depois a letra do jornal recortada. 
3. Em seguida, inseriu-se a lamínula inclinada cautelosamente a fim de evitar 
bolhas de ar. 
4. Se houver excesso de água fora da lamínula deve-se retirá-la com papel 
toalha ou outro absorvedor. 
5. Ao colocar a lâmina na pinça foram feitas as etapas de focalização ao item, 
como: ligar a fonte luminosa, movimentar o condensador e o diafragma de 
forma que obtenha uma boa iluminação e olhando pelas lentes oculares 
ajustar o macrométrico e micrométrico para conseguir nitidez. 
6. Primeiro foi utilizado o aumento de 40x, depois de 100x, em seguida de 400x 
e por fim 1000x que foi utilizado uma gota do óleo de imersão para 
visualização na lâmina. 
7. Após a prática, a lâmina e lamínula foram colocadas em béqueres com água 
destilada para limpeza, a lente de aumento para 1000x que estava no óleo 
de imersão foi limpa e o papel foi descartado. 
8. Para guardar corretamente o microscópio a platina foi movida totalmente 
para baixo, o diafragma de iluminação foi colocado no mínimo, o microscópio 
desligado e por último enrolou-se o fio para trás e colocou-se a sacola 
plástica por cima. 
 
RESULTADOS: 
A. 40x B. 100x 
 
Fonte: Arquivo pessoal Fonte: Arquivo pessoal 
C. 400x D. 1000x 
 
Fonte: Arquivo pessoal Fonte: Arquivo pessoal 
 
 
OBSERVAÇÕES: 
Como as lentes do microscópio invertem a imagem, ocorreu o mesmo com 
a letra a do jornal. O resultado da letra A com a lente objetiva de 4x (A qual foi 
multiplicada por 10x pelos oculares) tornou-se nitidamente mais clara em 
comparação com as outras lentes observadas, além do manuseio do micrométrico 
se tornar mais fácil. 
A lente objetiva de 10x (Total 100 vezes) ampliou à imagem e foi possível 
observar a aparição de algumas linhas pretas na imagem. 
Já a lente objetiva de 40x (Total 400 vezes) aumentou a letra e deixou 
apenas uma listra preta visível, também foi possível avistar várias linhas, porém, a 
imagem tornou-se ligeiramente borrada com a tinta preta. 
No entanto, o caso da lente de 100x (Total 1000 vezes) foi diferente, pois só 
mostrou uma ilustração borrada acompanhada de linhas pretas pouco perceptíveis. 
 
DISCUSSÃO: 
1. Quais as etapas de focalização do microscópio óptico (fotônico de luz)? 
A primeira etapa é movimentar a platina para centralizar o objeto em análise. 
Em seguida, utilizar o macrométrico para subir a mesa e depois ajustar com o 
micrométrico. Logo, é preciso deslocar o diafragma para adequar a intensidade 
luminosa para a melhor visualização. 
 
2. Quais as principais partes de um microscópio óptico? E qual a função de 
cada uma? 
Lentes oculares: Sua função é aumentar a imagem formada pela objetiva, que 
multiplica a visualização em 10 vezes. 
Tubo binocular: Sua função é ajustar em diferentes espaços entre os olhos de 
cada observador. 
Revólver: Sua função é movimentar as lentes objetivas que estão inseridas nele, 
ocorrendo sempre no sentido da menor objetiva para a maior objetiva. 
Objetivas: Estas lentes ampliam a imagem do objeto analisado em 4 vezes, 10 
vezes, 40 vezes e por fim 100 vezes, na qual é necessária uma gota do óleo de 
imersão entre a lamínula e a lente para melhor captação da quantidade de luz, 
evitando também riscos e estrago da lente. 
Base: É o local de apoio do microscópio. 
Coluna: É o suporte que sustenta os tubos, a platina, o macrométrico e o 
micrométrico. 
Platina/Mesa: Pode ser deslocada para centralizar corretamente o objeto, a qual 
contém uma pinça para fixar e movimentar a lâmina com o material observado. 
Pinça: Serve para movimentar a lâmina para localização do campo de observação. 
Diafragma: Fornece um grande montante de luz que pode ser movimentado para 
maior ou menor proporção. 
Condensador: Concentra os raios de luz sobre a lâmina. 
Ajuste Macrométrico: Movimenta a mesa para cima ou para baixo de forma 
rápida. 
Ajuste Micrométrico: Possui a mesma função do macrométrico, porém, o 
movimento é devagar e preciso para focalizar o material. 
Ajuste: Ajuda a focalizar o objeto na platina. 
Luz: Serve como fonte de luz, projetando raios para luminosidade. 
 
Fonte: Arquivo pessoal 
3. Quais as diferenças no tamanho da imagem e da área do campo de visão 
em cada objetiva utilizada? 
Observando as diferentes lentes, nota-se que quanto maior for a ampliação 
da lente objetiva, menor será o tamanho da imagem e o campo de visão se torna 
mais estreito. 
 
4. Quais as diferenças observadas, em relação à posição da letra, a olhonu e 
ao microscópio? 
Ao observar o objeto através do microscópio, a posição da letra se torna 
invertida em comparação à observação a olho nu. Isso ocorre devido à forma como 
as lentes do microscópio retratam a luz para formar a imagem ampliada. 
 
5. Por que é necessária a utilização do óleo de imersão com a lente objetiva 
de 100x? 
Ao utilizar o óleo de imersão com a lente objetiva de 100x percebe-se que 
possui um índice de refração parecido ao vidro da lâmina e das lentes, portanto, 
minimiza a perda de luz e aumenta a visualização de forma mais nítida. Ademais, 
evita de estragar ou riscar a lente que entra em contato com a lâmina. 
 
6. Qual o aumento total da imagem ao se observar o objeto nas várias 
objetivas? 
O aumento total da imagem é a multiplicação da ampliação de cada objetiva 
pela ampliação da ocular. Considerando que as lentes oculares possuem uma 
ampliação de 10x, ocorre um aumento proporcional em todas as objetivas. Dessa 
forma, a objetiva de 4x resulta em uma ampliação de 40x, a de 10x em 100x, a de 
40x em 400x e a de 100x em 1000x. 
 
7. Qual a diferença entre o aumento da imagem e a ampliação acompanhada 
do poder de resolução do microscópio? 
O aumento da imagem apenas amplia o objeto observado sem nenhum tipo 
de nitidez, enquanto o poder de resolução do microscópio consegue distinguir 
detalhes precisos na imagem. 
CONCLUSÃO 
Através dessa aula foi possível perceber a importância do microscópio óptico, pois 
ele nos permite visualizar detalhes que são invisíveis a olho nu, sem contar no 
quanto ele contribui para o avanço em diversas áreas da ciência. 
Quanto à prática de observação da letra de jornal no microscópio, pude perceber a 
incrível capacidade do equipamento em ampliar detalhes que normalmente passam 
despercebidos por nós, mostrando o quão incrível é essa ferramenta para projetos 
científicos e também o estudo de microestruturas. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
REFERÊNCIAS: 
CENTRO DE ESTUDOS GENOMA HUMANO. Microscopia: Guia prático para 
utilização do microscópio óptico. São Paulo:USP. Disponível em: 
https://genoma.ib.usp.br/files/upload/44/microscopia-2.pdf. Acesso em: 29 mar. 
2024. 
 
DOUGLAS MIQUITA; UFMG 2012. Microscopista alia capacidade de operar 
máquinas complexas ao espírito investigativo. Universidade Federal de Minas 
Gerais,2012. Disponível em: https://ufmg.br. Acesso em: 29 mar. 2024. 
 
DE PAULA, CRISTIANE COIMBRA, ET AL. A importância da microscopia 
versus hemocultura com foco na urgência do diagnóstico de tratamento. 
Anais do Workshop de Boas Práticas Pedagógicas do Curso de Medicina. Vol. 5. 
2021.

Continue navegando

Outros materiais