Buscar

o mercador de veneza Correto

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Universidade Paulista – UNIP
Mercador de 
Veneza
São Paulo – 2013
Sumário
Sinopse do Filme
Obra e Autor
Personagem e Direção 
Análise Âmbito do Direito Civil
Análise Âmbito Científico Social
Análise Âmbito do Direito Penal
Análise Âmbito der Comunicação e Expressão
Biografia
Sinopse
 Na cidade de Veneza, no século XVI, Bassanio pede a Antônio, o empréstimo de três mil ducados para que possa cortejar Pórcia, herdeira do rico Belmont. Antônio é rico, mas todo seu dinheiro está comprometido em empreendimentos no exterior.
 Assim, ele recorre ao judeu Shylock, que estava à espera de uma oportunidade para vingar-se de Antônio. O agiota impõe uma condição absurda: se o empréstimo não for pago em três meses, Antônio dará um pedaço da sua própria carne a Shylock. A notícia de que os seus navios naufragaram deixa Antônio numa situação complicada, com o caso a ser levado à corte para que defina se a condição será mesmo executada.
Obra e Autor
 O Mercador de Veneza (The Merchant of Venice) é uma peça teatral do autor inglês William Shakespeare, uma comédia trágica que teria sido escrita entre 1596 e 1598.
 William Shakespeare, tido como o maior escritor do idioma inglês e o mais influente dramaturgo do mundo. De suas obras restaram, até os dias de hoje, 38 peças, 154 sonetos, 2 longos poemas narrativos, e diversos outros poemas. Suas peças foram traduzidas para os principais idiomas do mundo, e são encenados mais do que as de qualquer outro dramaturgo.
Personagens e Direção
 O filme foi lançado em 2004 pela Sony Pictures Classics, dirigido por Michael Radford.
Jeremy Irons (Antônio) - Um mercador de Veneza;
Joseph Fiennes (Bassanio) - Amigo de Antônio. Apaixonado por Pórcia e seu pretendente;
Kris Marshall (Graciano Solânio) - Amigo de Antônio e Bassânio;
Charlie Cox (Lourenço) - Amigo de Antônio e Bassânio. Apaixonado por Jessica;
Lynn Collins (Pórcia) - Uma rica herdeira;
Heather Goldenhersh (Nerissa) - Criada de Pórcia;
Lynn Collins (Baltasar) - Disfarce de Pórcia como advogado;
Heather Goldenhersh (Estéfano) - Disfarce de Nerissa como aprendiz de Baltasar;
Al Pacino (Shylock) - Um judeu rico. Pai de Jéssica;
Allan Corduner (Tubal) - Um judeu, amigo se Shylock;
Zuleikha Robinson (Jéssica) - Filha de Shylock. Apaixonada por Lourenço;
Mackenzie Crook (Lancelot Gobbo) - Um tolo empregado de Shylock;
Tony Schiena (Leonardo) - Criado de Bassânio;
Anton Rodgers (Duque de Veneza) - Autoridade veneziana que preside o caso judicial de Shylock;
David Harewood (Príncipe do Marrocos) - Pretendente de Pórcia.
Análise – Âmbito de Direito Civil
 Conceito de sujeito de direito: pode ser entendido como o indivíduo apto a ser submetido ao poder de outrem, ou melhor, um indivíduo capaz de raciocinar e agir livremente.
 No âmbito jurídico atribui-se à faculdade de adquirir e exercer direitos, assim como de assumir e cumprir as obrigações (referente à economia capitalista, como consequência as desigualdades sociais que encontramos nela). Aqui, podemos ver claramente a figura de Antônio que assume o compromisso de quitar a dívida do amigo Bassânio, com Shylock em três meses.
 Conceito de objeto de direito: conjunto de normas fundamentais da organização de Estado, é toda estrutura estatal; englobando a forma de governo e do Estado, regime político e sistema de governo.
 Encontramos nesse momento o contrato feito por Shylock a Antônio:
 (´´... Shylock: Quero dar –vos prova dessa amizade.
 Acompanhai –me ao notário e assinai –me o documento da
 dívida, no qual, por brincadeira, declarado será que se no
 dia tal ou tal, em lugar também sabido, a quantia ou
 quantias não pagardes, concordais em ceder, por 
 equidade, uma libra de vossa bela carne, que de corpo vos
 há de ser cortada onde bem me aprouver.
 
 Antônio: Palavra, aceito! Assinarei a dívida e declaro que 
 um judeu pode ser até bondoso...´´)
 Antônio poderia dispor parte de seu corpo se isso não lhe provocasse dano nenhum a própria vida. Na constituição vigente, conforme o art. 5º, inciso III combinado com o art. 186 e 187 do CC brasileiro.
 Pode-se sim afirmar que havia uma norma própria instituída entre as partes, já que ambas aceitaram o tal acordo com as devidas sanções. Porém, tal norma não poderia ser aceita no ordenamento jurídico brasileiro devido ao art. 186 CC (art. 186 CC – caput – Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato ilícito.).
 A condição imposta ao devedor pelo credor, no filme em referência sistemática vigente no Brasil, tal medida (disposição de parte do corpo de um ser vivo) seria inadmissível no direito brasileiro atual, caso se tratasse de um animal irracional pois conforme a CF/88 art. 225, inciso VII, § 3º.
Análise – Âmbito Científico Social
 O mercador de Veneza traz em cena não apenas um conflito pessoal, mas o drama histórico das relações conflituosas entre cristãos e judeus na Europa, de forma que as discussões entre justiça e ética se veem manchadas pelo preconceito e pela vingança. E então é possível notar que a interação social é baseada na dura cultura, a qual prende-se a classificar claramente os cristãos e os judeus, como verdadeiros rivais. Fazendo com que a economia seja tomada por medidas não mercantis, mas recheada de preconceito. 
 E pelo fato de os judeus serem excluídos ou proibidos de exercerem certas atividades de comércio ou terem determinadas profissões, como cargos políticos, por exemplo, a atividade que lhes restou para sua sobrevivência foi ´´a usura´´ e então, os judeus foram se especializando cada vez mais nos empréstimos a juros.
 É possível notar, quando o Judeu Shylock, concorda em emprestar o dinheiro para Antônio, desde que seja penhorado uma libra de sua carne como garantia de tal objeto do contrato. Uma forma que Shylock encontrou de vingar-se de Antônio, que sempre o desprezava nas praças e no mercado por conta da origem étnica de Shylock.
 Tanto Shylock quanto Antônio têm seus motivos éticos, no momento do pagamento da fiança, que é uma libra de carne do cristão. De um lado, Shylock está amparado pelo rigor da lei, porque, afinal, o contrato, assinado por ambos, lhe permite o cumprimento do acordo. E Antônio só poderá estar amparado pelo senso de clemência, que pode estar acima, inclusive, da própria lei.
 De um lado, Shylock é cruel, rancoroso e vingativo, ainda que amparado pela lei e pelo princípio fundamental de sua cultura. De outro lado, Antônio imprudente, discriminador e intolerante, ainda que agora deseje que a clemência cristã esteja acima da lei.
 O momento do julgamento, cujo Direito devia ser exercido de forma exteriorizada e laico, baseando-se na cultura, mas não no rancor do reclamante, é visto quão grande era o ódio de Shylock para com Antônio, e tudo seria nulo para execução do contrato a não ser uma libra da carne. E quando é visto que poderá ser negada a condição imposta no contrato, Shylock desafia o Direito declarando-o inútil para solucionar a questão.
 SHYLOCK
 [...] está libra de carne que reclamo, custou –me muito
 dinheiro, é minha e eu a conseguirei. Se ela me for negada,
 anátema contra vossa lei! Não há força nos decretos de Veneza!
 Quero justiça. Será que a conseguirei? Respondei
 Por várias vezes, o judeu exige a aplicação estrita da lei pelo tribunal, sob ameaça, levando em consideração o preceito de desmoralizar a força do Direito. E todo esse descrédito da ordem normativa, e sua incapacidade autoritária, na própria coletividade leva ao fim do respeito às normas jurídicas, tornando-asmortas, inúteis. E é de conhecimento que o Direito só apresenta existência efetiva quando se manifesta de forma clara e justa, em toda sua complexidade.
Análise – Âmbito Direito Penal
 Antônio cometeu crime de discriminação contra Shylock, foi alvo de várias humilhações por ser judeu. Artigo 139 do Código Penal:
 Difamar alguém, imputando –lhe fato ofensivo à sua 
 reputação
 Quanto à Injúria praticada: Artigo 140 do Código Penal;
 Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou decoro;
 § 3° Se injúria consiste na utilização de elementos
 referentes à raça, cor, etnia, religião, origem ou a 
 condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência.
 Por sua vez, Shylock também comete crime de Extorsão indireta. Artigo 160 do Código Penal:
 Exigir ou receber como garantia de dívida, abusando da
 situação de algum documento que pode dar causa a 
 procedimento criminal contra a vítima ou contra
 terceiros;
Tentativa de Lesão Corporal. Artigo 129 do Código Penal
 Ofender a integridade corporal ou a saúde de outrem:
Lesão corporal grave;
 § 2 ° se resulta: II - Enfermidade incurável. IV Deformidade
 permanente.
Pórcia, comete o crime de Falsa identidade. Artigo 307 do Código Penal:
 Atribuir –se ou atribuir a terceiro falsa identidade para
 obter vantagens, em proveito próprio ou alheio, ou para
 causar dano a outrem.

Continue navegando