Buscar

616467086-Economia-da-natureza-cap-4

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

1. Explique a diferença entre o tempo e o clima em termos de variação temporal. 
 Em termos de variação temporal, o clima se refere às condições atmosféricas típicas que 
ocorrem ao longo de todo ano, medidas durante muitos anos, como o clima tropical que prevalece 
no Brasil. Enquanto que o tempo se refere à variação na temperatura e na precipitação em períodos 
de horas ou dias. 
 
2. Como a heterogeneidade espacial pode ser percebida por um organismo como uma 
heterogeneidade temporal? 
 Á medida que um indivíduo se desloca através de ambientes variáveis, ele vivencia a variação 
ambiental como uma sequência no tempo. De modo que quanto menor a escala de variação 
espacial e mais rápido ele se move, mais curta é a escala temporal de variação e com mais 
velocidade ele encontra novas condições ambientais. 
 
3. O que significa quando um organismo enfrenta uma compensação fenotípica? 
 Isso significa que esse organismo com fenótipo X está bem adaptado e possui alta aptidão ao 
ambiente X, entretanto, não possui boa aptidão em outros ambientes diferentes. 
 
4. Por que a evolução de atributos fenotipicamente plásticos necessita de sinais ambientais 
confiáveis? 
 Essa relação ocorre devido ao fato de que quanto melhores os sinais ambientais confiáveis, 
mais precisa será a formação de fenótipos plásticos mais bem adaptados ao ambiente. 
 
5. Sob quais condições a plasticidade fenotípica pode não se desenvolver e por quê? 
 O fenômeno da plasticidade fenotípica não consegue se desenvolver em ambientes que não 
são frequentemente alterados. Isso ocorre porque nesses ambientes estáveis geralmente é o 
genótipo não plástico que é o mais adaptado, e por conta disso ele será favorecido em relação ao 
fenótipo plástico. 
 
6. Se a autofertilização resulta em baixa aptidão em virtude de muitos filhotes não viáveis, por que 
um organismo escolheria a autofertilização como uma estratégia de acasalamento? 
 Essa estratégia é escolhida por muitos organismos nos quais a probabilidade de se encontrar 
um parceiro é baixa, o que significa que as chances de se ocorrer uma fertilização também são 
baixas ou até mesmo nulas. Por conta disso é muito mais favorável a esses organismos a 
autofecundação, ainda que com baixa aptidão, em prol de encontrar um parceiro. 
 
7. Se uma planta consegue melhorar sua capacidade de obter água por meio do crescimento de 
mais raízes, por que a planta nem sempre induz o crescimento de mais raízes? 
 De acordo com resultados de experimentos, quando uma planta se encontra em um ambiente 
com muita disponibilidade de água, é mais favorável para ela concentrar seu gasto energético em 
formação de novos brotos e folhas do que em raízes. Fenômeno que ocorre, diferentemente, 
quando há escassez de água, no qual a planta concentra seu gasto energético para formação e 
crescimento de raízes, no intuito de absorver mais água. 
 
8. Explique como a migração é um comportamento fenotipicamente plástico. 
 A migração é considerada um comportamento fenotipicamente plástico pois ela possibilita 
que o organismo expresse fenótipos diferentes por viver em múltiplos ambientes. Além de que a 
migração é induzida por mudanças ambientais, a qual se torna mais atrativa para um determinado 
organismo do que o comportamento não plástico de permanecer no mesmo local. 
 
 
 
 
 
 
 
9. Diferencie diapausa, hibernação, torpor e estivação. 
Diapausa: Tipo de dormência de insetos que está associada a um período em condições ambientais 
desfavoráveis 
Hibernação: Tipo de dormência que ocorre em mamíferos, na qual os indivíduos diminuem 
os custos energéticos do estado de atividade reduzindo sua frequência cardíaca e temperatura 
corporal. 
Torpor: Breve período de dormência que ocorre em aves e mamíferos, no qual os indivíduos 
reduzem a sua atividade e a sua temperatura corporal. 
Estivação: Diminuição dos processos metabólicos durante o verão em resposta a condições quentes 
ou secas. 
 
10. Explique por que um forrageador de local central deve alterar seu comportamento de 
forrageamento à medida que a localização dos alimentos se torna mais distante. 
 Um forrageador que faz o uso desse comportamento deve alterá-lo, pois nessa situação, à 
medida que seus alimentos se tornam mais distantes, maior será o tempo de alcançá-los, maior 
será o seu gasto energético para a realização da viagem e maior será a sua exposição aos riscos.

Continue navegando