Buscar

Prévia do material em texto

PARTES DE UM MICROSCÓPIO 
 
Para melhor entender o funcionamento dos microscópios ópticos é necessário 
conhecer a função de cada uma de suas partes. Base: É parte que apoia o 
microscópio sobre a bancada. Tem a função de suportar o microscópio. Fonte de 
luz: Trata-se normalmente de uma lâmpada, colocada abaixo da platina, e cuja 
função é projetar a luz sobre a lâmina, revelando a imagem do objeto a ser 
estudado. Esta luz, ao mover-se ao longo das diversas lentes do microscópio, vai 
sendo ampliada até chegar ao olho humano. Condensador: Situado entre a platina e 
a fonte de luz. Trata-se de um conjunto de lentes cuja função é convergir os feixes 
luminosos provenientes da lâmpada, projetando-os na forma de um feixe cônico 
sobre a lâmina. Diafragma: Localiza-se acima do receptáculo. Tem a forma de um 
diafragma que pode abrir ou fechar, controlando assim a passagem da luz. 
Receptáculo do filtro: Peça circular, ligada ao condensador e que permite o uso de 
diferentes filtros coloridos que permitem a passagem dos feixes luminosos apenas 
da cor do filtro utilizado. Mesa ou platina: Trata-se de uma placa metálica com um 
furo central. A platina, ao mesmo tempo em que suporta a lâmina de vidro contendo 
a amostra a ser observada, permite a passagem da luz através do furo central. 
Charriot: Trata-se de um dispositivo contendo presilhas, botões giratórios e trilhos 
colocados acessoriamente à mesa. O charriot tem a função de permitir a fixação da 
lâmina sobre a mesa e permitir sua movimentação. Assim você pode focar e 
visualizar diferentes partes da lâmina sem ter que tocá-la. 
Braço: Faz parte da estrutura do microscópio. É região entre a base e a ocular. Ao 
se transportar um microscópio pode-se segurar pelo braço. Canhão: É o tubo 
localizado na parte superior do microscópio. Tem a finalidade de suportar a ocular e 
facilitar a troca de oculares, permitindo diferentes níveis de ampliação de imagem. 
Revólver: É a parte localizada logo abaixo do canhão. Trata-se de um mecanismo 
giratório onde se localizam as lentes objetivas que permitem a ampliação da 
imagem. Objetivas: São lentes, fixadas ao revólver, com diferentes níveis de 
ampliação. As objetivas projetam a imagem da lâmina sobre as oculares. Ocular: É 
a lente através da qual o observador vai visualizar a imagem da lâmina. As oculares 
recebem a luz projetada pelas objetivas e amplia ainda mais a imagem permitindo 
uma melhor visualização do objeto fixado na lâmina. Para se calcular o nível total de 
ampliação da imagem pelo microscópio deve-se multiplicar o aumento indicado pela 
objetiva pelo indicado na ocular. Macrométrico e micrométrico: Trata-se de 
parafusos de ajuste, situados na lateral do microscópio, e que permitem a 
movimentação da mesa em direção às objetivas. Enquanto o parafuso macrométrico 
permite grandes avanços (ajuste grosso), o micrométrico permite avanços bem 
menores, garantindo o ajuste fino do foco. Na prática de hoje você terá oportunidade 
de explorar cada uma dessas partes e suas respectivas funções nos microscópios.

Mais conteúdos dessa disciplina