Buscar

Formação do Território Brasileiro

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

22/05/2024 22:18:06 1/3
REVISÃO DE SIMULADO
Nome:
MIRIÃ CONCEIÇÃO SILVA
Disciplina:
Formação do Território Brasileiro
Respostas corretas são marcadas em amarelo X Respostas marcardas por você.
Questão
001 O povoamento, a ocupação econômica do território brasileiro e a ação do Estado são
marcados por estarem interligados aos processos e circunstâncias socioculturais,
econômicas e políticas. Nesse sentido o termo ‘ilhas econômicas’ pode ser
compreendido como:
 
A) A concentração de atividades econômicas no território, na qual os elos de comunicação
se davam pela importância da pecuária e agricultura alimentar voltada para o mercado
externo.
B) O isolamento e a autonomia eram características dos arquipélagos econômicos
brasileiros, e se mantém até a atualidade.
X C) Uma forma de organização planejada voltada para o desenvolvimento de pontos
estratégicos do território.
D) A lógica de acumulação primitiva de capital ou mercantilismo que marca a primeira
divisão Internacional do Trabalho, em que diferentes regiões forneciam bens primários.
E) Os ciclos econômicos do Brasil associado a homogeneidade na povoação e
estabelecimento de atividades no território nacional.
Questão
002 (Selecon - adaptado) O texto a seguir é um trecho da carta deixada por D. Pedro I a seu
filho, Pedro de Alcântara, quando da sua partida para a Europa em 1831:
“Meu querido filho e imperador… Deixar filhos, pátria e amigos, não pode haver maior
sacrifício; mas levar a honra ilibada, não pode haver maior glória. Lembre-se sempre de
seu pai, ame a sua e a minha pátria, siga os conselhos que lhe derem aqueles que
cuidarem de sua educação, e conte que o mundo o há de admirar… Eu me retiro para a
Europa… Adeus, meu amado filho, receba a bênção de seu pai que se retira saudoso e
sem mais esperanças de o ver. D. Pedro de Alcântara, 12 de abril de 1831”
Imperador e Defensor Perpétuo do Brasil, coroado em 1822, D. Pedro I foi levado à
abdicação nove anos depois. Diversos fatores contribuíram para essa decisão do
imperador, dentre os quais se pode destacar:
A) A grande pressão popular, através de manifestações violentas na corte, exigindo do
imperador a adoção do voto universal, o fim da escravidão e uma reforma agrária
radical.
X B) A perda do apoio político de grande parte da elite política, formada por grandes
fazendeiros e comerciantes, insatisfeita com o autoritarismo de d. Pedro i, evidenciado
pela criação e utilização do poder moderador.
C) A grave crise econômica causada pela superprodução do açúcar, que fez baixar
drasticamente seu preço no mercado externo, afetando diretamente a balança
comercial brasileira.
D) A pressão exercida pelo governo britânico, insatisfeito com as medidas absolutistas do
imperador, em nome da manutenção de uma monarquia constitucional que se
espelhasse no modelo liberal inglês.
E) Nenhuma das alternativas acima.
22/05/2024 22:18:06 2/3
Questão
003 (Enem) Viam-se de cima as casas acavaladas umas pelas outras, formando ruas,
contornando praças. As chaminés principiavam a fumar, deslizavam as carrocinhas
multicores dos padeiros; as vacas de leite caminhavam como seu passo vagaroso,
parando à porta dos fregueses, tilintando o chocalho; os quiosques vendiam café a
homens de jaqueta e chapéu desabado; cruzavam-se na rua os libertinos retardios com
os operários que se levantavam para a obrigação; ouvia-se o ruído estalado dos carros
de água, o rodar monótono dos bondes.
AZEVEDO, Aluísio de. "Casa de Pensão". São Paulo: Martins, 1973.
O trecho, retirado de romance escrito em 1884, descreve o cotidiano de uma cidade, no
seguinte contexto:
A) Apesar de a industrialização ter-se iniciado no século XIX, ela continuou a ser uma
atividade pouco desenvolvida no Brasil.
X B) Apesar da industrialização, muitos operários levantavam cedo, porque iam diariamente
para o campo desenvolver atividades rurais.
C) Desde o século XVIII, a principal atividade da economia brasileira era industrial, como
se observa no cotidiano descrito.
D) A vida urbana, caracterizada pelo cotidiano apresentado no texto, ignora a
industrialização existente na época.
E) A convivência entre elementos de uma economia agrária e os de uma economia
industrial indicam o início da industrialização no Brasil, no século XIX.
Questão
004 (Cesgranrio) A figura de Irineu Evangelista de Souza, Barão e Visconde de Mauá,
simboliza as transformações da economia no século XIX, em razão da sua atividade de
A) parlamentar defensor das políticas protecionistas adotadas pelo império.
B) comerciante de escravos, representando, no rio de janeiro, os principais traficantes
internacionais.
X C) representante dos principais importadores de produtos ingleses no Brasil.
D) empresário envolvido em atividades capitalistas como bancos, indústrias e estradas de
ferro.
E) produtor de café no vale do paraíba fluminense.
Questão
005 A consolidação da posse do território a partir do princípio – utis possidetis, possibilitou a
Portugal ampliar bastante a sua colônia americana, deixando um imenso território como
legado para o Brasil após a independência, em 1822. Contudo, os limites e fronteiras
atuais são produtos, principalmente, do desenrolar de eventos diplomáticos que
perpassaram o período Imperial e chegaram até a Primeira República.
Portanto, para se compreender todo o contexto de consolidação das fronteiras no Brasil
pode-se julgar como verdadeira a afirmativa:
A) A expansão territorial estava ligada diretamente aos conflitos históricos que marcaram
as disputas territoriais com os países vizinhos e dos quais em sua maioria o Brasil saiu
vencedor.
X B) A expansão territorial estava ligada diretamente a implantação de infraestrutura para a
fixação da população e efetiva ocupação do território referindo-se ao termo utis
possidetis.
C) A expansão territorial estava ligada diretamente à disponibilidade de terra e na sua
capacidade produtiva, nas estratégias de ampliação do território e na capacidade de
realização de acordos diplomáticos.
D) Todas as afirmativas anteriores.
22/05/2024 22:18:06 3/3
E) A expansão territorial estava ligada diretamente a questões físicas do território que
limitavam a circulação devido às dificuldades encontradas em superar limites
geográficos.
Questão
006 (Simulado Tales dos Santos Pinto) A crise econômica vivenciada durante o Período
Regencial teve muito de sua origem em ações que ocorreram nas décadas de 1810 e de
1820, que foram:
A) A utilização do cofre público para a volta de D. João VI a Portugal e os gastos de D.
Pedro I com o pagamento de empréstimos e das campanhas militares contra as revoltas
durante seu reinado.
B) A urbanização do Rio de Janeiro e a Guerra da Cisplatina.
X C) O financiamento das primeiras lavouras de café e os investimentos no aumente da
produtividade do algodão, para competir no mercado externo.
D) A importação de maquinário para a incipiente indústria nacional e o pagamento das
dívidas decorrentes do processo de independência.
E) A Confederação do Equador e a chegada da Família Real ao Brasil.
Questão
007 (Fuvest-SP) “[...] a carne, o couro, o sebo, a graxa, além de pagaram nas alfândegas do
país o duplo dízimo de que nos propuseram aliviar-nos, exigia mais 15% em qualquer
dos portos do Império. Imprudentes legisladores nos puseram desde esse momento na
linha dos povos estrangeiros, desnacionalizaram a nossa Província e de fato a
separaram da Comunidade Brasileira.”
Esse texto se refere
A) aos fatores econômicos que motivaram a Revolução Farroupilha, iniciada durante o
Período Regencial.
B) ao problema dos altos impostos que recaiam sobre produtos do Maranhão e que
ocasionaram a Balaiada.
C) às implicações econômicas do movimento de independência da Província Cisplatina.
D) às dificuldades econômicas do Nordeste, que justificaram a eclosão da Confederação do
Equador.
X E) aos problemas econômicos do Pará, que deram origem à Cabanagem.
Questão
008 (Fuvest-SP) A economia brasileira, durante o período monárquico, caracterizou-se
fundamentalmente
A) pela convivência das mãosde obra escrava e imigrante e pelo controle do “deficit”
público.
B) pela produção destinada ao mercado externo e pela busca de investimentos
internacionais.
C) pelo estímulo à emigração italiana e espanhola e pelo fomento à incipiente indústria.
D) pela regionalização econômica e pela revolução no sistema bancário nacional.
X E) pelo princípio da diversificação da produção agrária e pelo incentivo ao setor de
serviços.

Mais conteúdos dessa disciplina

  • Relacionados
  • Inteligência Artificial