A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
43 pág.
metodologia de pesquisa estudo para v1

Pré-visualização | Página 5 de 8

Escolha uma:
a. Difere do modelo de pesquisa proposto pelo Positivismo, pois sua maior preocupação é o entendimento dos diferentes significados construídos pelos grupos sociais nas suas vivências sociais. 
b. Não difere do modelo de pesquisa proposto pelo Positivismo, pois procura analisar os diferentes significados construídos pelos grupos sociais, privilegiando dados como o perfil sócio-econômico de um determinado grupo, níveis de renda em relação à ocupação profissional, mapeamento de comportamentos sociais, etc. 
c. Qualifica as respostas oferecidas pelos grupos sociais, privilegiando a análise das diversidades, das especificidades que compõem as relações ocorridas entre os grupos sociais. 
d. Os dados revelam formas de representação, crenças e valores dos grupos sociais e possibilitam entender as experiências e ações humanas. 
e. O modelo de pesquisa qualitativista investiga a realidade social, considerando aquilo que é específico, através da análise em profundidade dos dados levantados na investigação científica. 
Feedback
A resposta correta é: Não difere do modelo de pesquisa proposto pelo Positivismo, pois procura analisar os diferentes significados construídos pelos grupos sociais, privilegiando dados como o perfil sócio-econômico de um determinado grupo, níveis de renda em relação à ocupação profissional, mapeamento de comportamentos sociais, etc..
Questão 7
Completo
Não avaliada
Marcar questão
Texto da questão
Assinale a alternativa que se apresenta como verdadeira em relação à etapa de formulação das hipóteses.
Escolha uma:
a. É uma afirmação categórica com a qual o pesquisador fundamenta o que pretende resolver por intermédio da pesquisa. 
b. Caracteriza-se como uma afirmação indiscutível que objetiva sua sustentação durante a trajetória de elaboração do estudo. 
c. É uma afirmação provisória, uma explicação possível sobre a questão que orientará a investigação científica, devendo ser submetida à verificação para a sua comprovação ou refutação. 
d. Determina a meta que se pretende alcançar ao término do processo de construção da pesquisa. 
e. Trata-se dos instrumentos técnicos envolvidos na elaboração da pesquisa científica. 
Feedback
A resposta correta é: É uma afirmação provisória, uma explicação possível sobre a questão que orientará a investigação científica, devendo ser submetida à verificação para a sua comprovação ou refutação..
Questão 8
Completo
Não avaliada
Marcar questão
Texto da questão
A etapa da pesquisa em que serão examinados os dados coletados através dos instrumentos definidos pela metodologia, buscando compreender, esclarecer, validar ou refutar os pressupostos iniciais da pesquisa é:
Escolha uma:
a. Tema da pesquisa. 
b. Formulação do problema. 
c. Análise e interpretação dos dados. 
d. Delimitação do objeto de estudo. 
e. Levantamento de dados. 
Feedback
A resposta correta é: Análise e interpretação dos dados..
Questão 9
Não respondido
Não avaliada
Marcar questão
Texto da questão
O pesquisador deve compreender a função do método na elaboração de uma pesquisa. Explique a importância desse mecanismo na realização dos processos de investigação científica.
Questão 10
Não respondido
Não avaliada
Marcar questão
Texto da questão
Observe o gráfico (adaptado do ENEM), identifique se a pesquisa realizada foi qualitativa ou quantitativa e explique.
TEXTO PARA AS QUESTÕES 1, 2 E 3:
Leia o texto retirado do jornal da UNICAMP, na página www.unicamp.br:
Depois da laqueadura, o arrependimento
Pesquisa revela que 10% das mulheres submetidas ao procedimento lamentam a decisão
ANTONIO ROBERTO FAVA
Durante um ano, o médico ginecologista Luiz Eduardo Campos de Carvalho, por meio de análises secundárias de dados de uma pesquisa originalmente feita em 1995, avaliou aspectos da vida reprodutiva de aproximadamente quatro mil mulheres, tendo como foco principal aquelas que optaram pela laqueadura como método anticoncepcional. E chegou a um resultado que o surpreendeu: uma em cada quatro mulheres de Campinas já havia realizado esterilização definitiva. E mais: 10% dessas mulheres revelaram ter se arrependido da escolha que fizeram. Um dos fatores que colaboraram para que isso acontecesse foi a idade em que foram laqueadas.
Cirurgia é feita sem critérios no país
"Principalmente mulheres relativamente novas, com idade abaixo dos 25 anos, que talvez por falta de informação e acesso aos diferentes meios de regulação da fecundidade, optaram pela laqueadura sem receber a devida orientação sobre os benefícios ou danos advindos do método que, dependendo da técnica utilizada pelo cirurgião, é irreversível", explica o médico, que trabalha no Hospital Municipal de Sumaré.
Para isso, Luiz Eduardo tem uma explicação: "normalmente, mulheres jovens são as que ainda podem viver mudanças consideráveis na vida, como a perda ou troca de parceiro, morte de um dos filhos e, com isso, poderá querer ficar grávida novamente. Ou ainda fatores econômicos que determinam um novo rumo à sua vida", considera o pesquisador. Agora, a mulher que se submeteu a uma cirurgia de laqueadura, quando passa por um problema desse tipo, vive uma situação conflitante, tornando-se forte candidata ao arrependimento.
Por outro lado, mais de 50% das mulheres brasileiras engravidam antes de completarem 22 anos, levando a altos riscos de abortos provocados e a uma das mais altas taxas de mortalidade. E mais: o Brasil ostenta o nada honroso título de campeão mundial de laqueaduras. O estudo de Luiz Eduardo, centrado em Campinas, envolveu 3.878 mulheres. Nessa população, a taxa de laqueadura ficou em torno de 26%. 
"Um pouco abaixo da média verificada no Brasil, que fica em aproximadamente 40%", diz o médico. Isso talvez porque a cidade ofereça uma boa qualidade de vida à população, além de poder contar com bons serviços de saúde, como os oferecidos pelas unidades de saúde da Unicamp, por exemplo. 
(...)
"A laqueadura acaba sendo uma última chance que a mulher tem de parar de ter filhos. Além disso, aquelas que são laqueadas antes de atingirem o número de filhos desejados tornam-se sérias candidatas ao arrependimento", observa. No entanto, existe uma mística muito grande de que a laqueadura é algo facilmente reversível. Não é. "Muitas mulheres dizem que gostariam apenas de ligar as trompas pois, se não der certo, poderão desligá-las na hora que bem entendessem. Na verdade, não é bem assim. Tanto a laqueadura quanto a vasectomia são procedimentos de esterilização definitivos. Obviamente, em casos específicos, pode-se tentar a reversão. Tudo depende do tipo de técnica utilizada na laqueadura e das condições das trompas da mulher", explica o médico. O índice de reversão, com sucesso, fica em torno de 15% a 20%, quando então a mulher consegue engravidar novamente. 
Percebe-se que ainda hoje no Brasil, apesar dos avanços proporcionados pela legislação que regulamenta a prática da esterilização definitiva, as mulheres que geralmente iniciam precocemente a sua atividade sexual na adolescência, não conseguem controlar a sua fecundidade. Principalmente pela dificuldade de informação e acesso aos diferentes métodos anticoncepcionais. 
Segundo as formas de análise de um texto propostas por SEVERINO (2000), existem parâmetros que devem ser observados para saber se um texto foi compreendido. Sobre as indicações sugeridas pelo autor, seguem as 3 primeiras perguntas a seguir:
Questão 1
Completo
Não avaliada
Marcar questão
Texto da questão
Qual é a questão de que o texto está tratando?
Escolha uma:
a. Laqueadura em jovens e o conseqüente arrependimento. 
b. Laqueadura como método contraceptivo. 
c. A proposta do fim da laqueadura. 
d. O arrependimento das mulheres que não podem mais engravidar. 
e. A laqueadura e a vasectomia como alternativa última para homens e mulheres que desejam a esterilidade. 
Feedback
A resposta correta é: Laqueadura em jovens e o conseqüente arrependimento..
Questão 2
Completo
Não avaliada
Marcar questão
Texto da questão
Qual é a posição