1_A_significação_da_etica

1_A_significação_da_etica


DisciplinaEtica Geral e Profissional1.517 materiais18.691 seguidores
Pré-visualização1 página
Faculdade Baiana de Direito
Ética Geral e Profissional
Profa. Camila Magalhães Carvalho
A significação da ética. 
1.1. Etimologia:
Éthos: grego, singular; habito ou comportamento pessoal, decorrente da natureza, convenções sociais ou educação;
Éthe: grego, plural; conjunto de hábitos ou comportamento de grupos ou coletividade, podendo ser os próprios costumes;
Mos ou mores: latim, costumes;
1.2. Aspectos constitutivos:
Dimensão individual (requisitos do agir ético; liberdade e responsabilidade, ética e moral);
Dimensão social (intersubjetividade constitutiva das subjetividades) - ética dos direitos humanos, ética ecológica;
Dimensão histórica da ética; 
1.3. Campo de incidência:
Conflitos intra e intersubjetivos; 
Dilemas e contradições; 
A ética se preocupa com as formas humanas de resolver as contradições entre necessidade e possibilidade, entre o tempo e a eternidade, individual e social, econômico e moral, corporal e psíquico, entre o natural e o cultural, entre inteligência e vontade;
Ação humana;
1.4. Objeto de estudo da ética: a ação humana no tempo e no espaço \u2013 manifestação comportamental baseada num conjunto de intenções que visa a obtenção de efeitos; e, ainda, em relação com outras ações, formando a intersubjetividade; 
O estudo da ética privilegia a ação moral, aquela que manifesta a autonomia do sujeito; ações virtuosas e ações viciosas; 
A liberdade se coloca como questão central do agir ético;
\u201ca ética é a capacidade coligada à liberdade\u201d, constitutiva do ser humano; 
1.5. VALLS. Alvaro L. M. A Liberdade. In: O que é ética? Coleção Primeiros Passos:
Liberdade e responsabilidade \u2013 oposto de determinismo e libertarismo absoluto ou liberdade abstrata; a ética transita entre esses dois extremos;
Liberdade como opção voluntária pelo bem; a angústia como reflexo psicológico da consciência de liberdade;
Dimensão individual \u2013 a ética implica no ato de escolha;
1.5. VALLS. Alvaro L. M. A Liberdade. In: O que é ética? Coleção Primeiros Passos:
Dimensão histórica da ética \u2013 fatalismo das tragédias gregas, materialismo de Marx, estóicos (liberdade de pensar é absoluta, mas e a possibilidade de agir? Não se separam o saber e a ação em ética), cristianismo (liberdade interior), idealismo alemão (vontade suprema; Hegel); existencialismo, Escola de Frankfurt, Kierkergaard;
Qual é a medida da liberdade humana? Qual a liberdade real, possível? 
1ª limitação: a liberdade humana deve se realizar em sociedade; Intersubjetividade constitutiva das subjetividades;
1.5. VALLS. Alvaro L. M. A Liberdade. In: O que é ética? Coleção Primeiros Passos:
Modernidade - Estado de Direito: a lei como garantia da liberdade; ética concretizada nas instituições sociais e políticas (Hegel); concretizada por meio do trabalho, no qual o homem se torna homem, se produz (Marx) \u2013 dimensão social da ética;
Provocações: quais as possibilidades de uma consciência livre? quais os principais fatores que influenciam nesse processo? 
1.5. VALLS. Alvaro L. M. A Liberdade. In: O que é ética? Coleção Primeiros Passos:
O texto aborda uma questão muito importante para o nosso curso: a relação homem x natureza na Modernidade \u2013 a partir da noção de que a natureza deve ser dominada, humanizada, desvendada, é que a exploração do homem pelo homem torna-se tambem aceita, uma vez que o homem tambem é parte dessa mesma natureza;
Capitalismo \u2013 primazia da dimensão técnica do homem, da racionalidade instrumental;
2. O agir ético. Liberdade e responsabilidade. Ética e Moral.
2.1. Componentes do agir ético: 
1. conduta livre e autônoma \u2013 consciência livre, convicção pessoal;
2. conduta insuscetível de coerção \u2013 ausência de sanção jurídica;
3. juízo de valor \u2013 ato de escolha;
4. responsabilidade;
5. correspondência entre intencionalidade e externalidade; intenção e ação modificativa; melhor que leve em consideração as várias dimensões humanas como a razão, a vontade, os sentidos;
2.2. MORAL
ÉTICA
1. a moral é objeto de especulação ética;
2. a moral é a relação abstrata que comanda e dirige o fato, o ato e a ação;
3. a moral explica e é explicada pelos costumes, sendo um quadro valorativo referencial, produzido historicamente no bojo das experiências humanas de interação social;
4. a moral tende a ser uma força conservadora das tradições;
5. a moral se liga à coletividade na medida em que se apresenta como um \u201cconjunto de valores medianos consagrados como pressão social controladora dos comportamentos individuais\u201d;
1. a ética parte da moral para se constituir enquanto saber e desenvolver uma crítica à moral;
2. a ética é a capacidade de ação autônoma individual dentro de certo contexto moral;
3. a ética é a possibilidade de interagir com independência, sem a qual não há transformação social;
4. a ética se liga à individualidade na medida em que \u201cassume o tom de uma capacidade de resistência contra as diversas forças externas que oprimem a identidade e a criatividade de ação e diferenciação subjetivas\u201d;
Recapitulando:
Estudo e prática da ética \u2013 relação de interdependência;
Tensão indivíduo x sociedade \u2013 diversidade;
Autonomia (cuidado de si) x exercício do poder;
Ética \u2013 possibilidade de realização da liberdade de modo plural de ser e agir; busca da virtude (o bem e a justiça); \u201co melhor\u201d para a convivência humana;
Ética - ciência ou filosofia?
Filosofia prática \u2013 ilimitação do conteúdo; estuda questões de cunho prático, da realidade das ações, fatos e acontecimentos; formação do bom-senso;
Divisões da ética:
Ética normativa (teleológica e deontológica) e metaética (estudo epistemológico);
Ética geral (ações morais) e aplicada (ações de determinada coletividade);