A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
15 pág.
Minerais e Rochas

Pré-visualização | Página 1 de 3

GEO 0269 - GEOLOGIA PARA 
ENGENHARIA
���� Minerais e Rochas
Prof. Guilherme La Flor Ziegler
Agosto/2013
MINERAL ���� É um elemento ou composto químico que normalmente é cristalino
e que é resultado de processos geológicos“ (Nickel, 1995)
Um mineral é sólido, inorgânico, homogêneo, natural, com uma composição 
química definida e uma estrutura interna caracterizada pelo arranjo regular dos 
átomos e íons (estrutura cristalina).
Características importantes: São definidos principalmente pela Composição 
Química e Estrutura Cristalina. Propriedades: Físicas, Óticas e Químicas
ROCHAS ����
Agregado natural de minerais ou de somente um mineral (monominerálicas 
como o calcário - formado de calcita e o quartzito - formado de quartzo), ou 
fragmentos de outras rochas, ou vidro vulcânico, ou ainda matéria orgânica, e 
que faz parte importante da crosta sólida da Terra. A agregação dos minerais 
na formação das rochas obedece a leis físicas, químicas ou físico-químicas 
definidas na sua formação. 
Os minerais se formam pelo resfriamento de magmas, rearranjo de íons em 
temperaturas intermediárias e pela precipitação de sais com a evaporação de 
uma solução.
���� CONCEITOS BÁSICOS
���� CONCEITOS BÁSICOS
MINERALÓIDE 
É qualquer substância que ocorre naturalmente na natureza, substâncias 
provenientes de atividades ou processos orgânicos biológicos, e que não 
possuem a estrutura cristalina ordenada (amorfos) e uma composição química 
específica. EX: obsidiana (vidro vulcânico), carvão mineral que se origina da 
decomposição de restos vegetais, num longo processo de litificação 
(transformação em pedra), azeviche (forma densa do carvão), pérolas, âmbar 
(substância orgânica não cristalina de origem geológica), petróleo.
MINÉRIO ����
são rochas que têm uma concentração relativamente elevada 
de uma determinada substância, de modo que seja viável seu 
aproveitamento industrial. Têm valor econômico.
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS
1. ESTRUTURA DOS MINERAIS
• Todos os minerais apresentam estrutura cristalina.
• A Estrutura cristalina é propriedade característica de cada 
mineral
• Todas as espécies de um mesmo mineral têm estrutura 
cristalina idêntica
Para classificar os sistemas 
cristalinos, toma-se o sistema
cartesiano da figura
SISTEMAS CRISTALINOS ����
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS
SISTEMAS CRISTALINOS ����
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
SISTEMAS CRISTALINOS ����
SISTEMA CÚBICO OU ISOMÉTRICO
Cubos ou octaedros. São 7,8 % das espécies minerais fazem parte do 
sistema cúbico, entre elas diamante, ouro, granadas (comum em rocha 
magmática clara), prata, espinélio, pirita, fluorita e sodalita. 
Fluorita, 
halita, 
magnetita, 
granada
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
SISTEMAS CRISTALINOS ����
SISTEMA TETRAGONAL
Prismas e pirâmides tetragonais. Pertencem a este 
sistema 6,4% dos minerais entre eles zircão, apofilita, 
rutilo, idocrásio e cassiterita. Zircão
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
SISTEMAS CRISTALINOS ����
SISTEMA ORTORROMBICO
Prismas e pirâmides rômbicas. São 28,6 % das 
espécies minerais conhecidas, sendo exemplos 
topázio, crisoberilo e zoisita.
Zoisita, 
olivina, 
barita
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
SISTEMAS CRISTALINOS ����
SISTEMA HEXAGONAL 
Prismas e pirâmides hexagonais. Pertencem a este sistema 7% dos 
minerais conhecidos, entre eles nefelina (semelhante ao quartzo mas 
nunca junto, ocorre em sienitos e rochas sódicas), apatita, berilo e 
covellita.
Berilo, 
nefelina
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
SISTEMAS CRISTALINOS ����
SISTEMA TRIGONAL OU ROMBOÉDRICO
Turmalina, 
Calcita, Dolomita
Prismas e pirâmides trigonais (quartzo, grafita) ou romboedros (calcita, 
dolomita). Pertencem ao sistema trigonal 10,1% das espécies minerais 
conhecidas, entre elas quartzo (piramide trigonal), o coríndon e as 
turmalinas (granitos e pegmatitos – rochas ígneas quartzozas).
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
SISTEMAS CRISTALINOS ����
SISTEMA MONOCLINICO
Prismas com faces inclinadas. São monoclínicas 30,8% das espécies 
minerais, sendo este o sistema com maior número de minerais. Ex.: jadeíta, 
espodumênio, ortoclásio e euclásio, hornblenda, muscovita, gipso, biotita.
Espodumenio
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
SISTEMAS CRISTALINOS ����
SISTEMA TRICLÍNICO
Formam os chamados pinacóides (pares de faces paralelas). Compreende 
9% das espécies minerais conhecidas, como rodonita, turquesa e 
microclínio, plagioclásio.
Microclínio
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
o cristal apresenta as faces 
perfeitamente desenvolvida
o cristal apresenta-se com 
suas faces imperfeitamente 
desenvolvidas
quando o cristal não apresenta faces
2. FORMA DOS MINERAIS 
EUÉDRICO ����
SUBÉDRICO ����
ANÉDRICO ����
Refere-se ao poliedro definido pelas faces naturais do corpo mineral durante a 
cristalização. Nas rochas, devido ao confinamento, dificilmente os minerais
assumem sua formas próprias de cristalização, possuindo forma de grãos 
irregulares, sem faces cristalinas, porém com estrutura cristalina Interna.
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
É a forma de 
ocorrência do 
cristal mineral, 
podendo ajudar na 
sua identificação e 
algumas vezes até
diagnóstico. Está
relacionado ao 
sistema de 
cristalização e ao 
ambiente de 
formação (origem e 
espaço) ou 
ausência de
cristalização em 
materiais amorfos.
HÁBITOS CRISTALINOS ����
FIBROSO
LAMELAR
Ex: Amianto, gipsita
Ex: Hematita, Pirrotita 
FILIFORME
Ex: Tufo de Rutilo Filiforme 
encravado em quartzo
FOLIÁCEO OU MICÁCEO
Ex: Muscovita, biotita, clorita 
(verde escuro em Xistos)
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
HÁBITOS CRISTALINOS ����
PRISMÁTICO
COLUNAR
Ex: Calcita
Ex: Topázio
Ex: Ametista em 
Cavidades, Fluorita 
em Fraturas
DRÚSICO (CRISTAIS 
AGREGADOS)
DENDRÍTICO 
Ex: Cobre, ouro, prata, Quartzito 
com dentritos de Manganes
AMIGDALOIDAL
Ex: Basalto com amigdalas de zeólitas (preenchem cavidades)
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
HABITOS CRISTALINOS ����
MACIÇO
Ex: Magnetita 
(acessório rocha 
magmática básica)Ex: Ágata (calcedônia) 
em Geodo
GEÓDICO
RADIADO OU DIVERGENTE
Ex: Pirolusita, goetita
ACICULAR
Ex: Rutilo 
(quartzo 
rutilado)
BOTRIOIDAL (cachos uva)
Ex: Limonita, Malaquita
Resistência ao risco. Capacidade de um
mineral riscar ou ser riscado por outro
Considera-se mais duro o material que, quando 
atritado com outro, risca-o ou corta-o.
Propriedade diretamente ligada à estrutura do 
cristal.
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
3. DUREZA
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
DUREZA NA 
ESCALA DE 
MOHS 
Em ordem 
crescente
Feldspato
Coríndon
M
O
L
E
S
DUROS
4. CLIVAGEM 
• Clivagem: está relacionada com o
rompimento da estrutura cristalina do mineral, 
produzindo superfícies planas definidas. 
• Se dá paralelamente aos planos de maior 
coesão. É uma direção natural de fraqueza 
segundo a qual o mineral tende a quebrar.
• A Forma pela qual um mineral sofre ruptura 
depende da força, orientação e distribuição das 
ligações químicas na estrutura cristalina
•Tipos:
- Excelente (Proeminente) – mica, calcita, 
planos separados facilmente.
- Boa (Perfeita) – feldspatos, piroxênios, 
anfibólios que se separam em superfícies 
escalonadas. 
Regular (Distinta ou Mediana)
Indistinta (má) – não há superfícies lisas.
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
CLIVAGEM 
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
Clivagem em 1 plano – Muscovita e 
Biotita (Basal ou tabular (tábuas) 
na horizontal)
Clivagem em 2 planos – Feldspato 
Ortoclásio
Clivagem em 3 planos – Halita 
(Clivagem Cúbica)
Clivagem em 3 planos – Calcita 
(Clivagem Romboédrica)
5. FRATURA
• Fratura é a superfície obtida pela ruptura 
de um mineral em uma direção diferente 
daquela de clivagem. O tipo de fratura 
depende do tipo de estrutura.
• É a superfície de fraqueza irregular ou 
curva resultante da quebra de um mineral.
���� PROPRIEDADES DOS MINERAIS 
FRATURAS
Fratura conchoidal: consiste em superfícies lisas e côncavas, 
semelhantes ao interior de uma concha. Ex. quartzo, opala, 
calcedônia, obsidiana.
���� PROPRIEDADES DOS