A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
119 pág.
Christiano Ferreira - Mudança de Regime Previdenciário de Repartição para Regime Misto - Uma Perspectiva para o Brasil - Ano 2012

Pré-visualização | Página 34 de 37

Previdência Social, Vol. 19, Brasília, 2003c. P. 
29-88. Disponível em: <http//www.mpas.gov.br>. Acesso em: 20 maio 2011. 
 
 
BRASIL. Ministério da Previdência Social - MPS. Panorama da Previdência Social 
Brasileira, Brasília, 2004a. Disponível em: <http//www.mpas.gov.br>. Acesso em: 12 abr 
2011. 
 
 
BRASIL. Ministério da Previdência Social - MPS. Projeções Atuariais para o RGPS, 
Brasília, 2004b. Disponível em: <http//www.mpas.gov.br>. Acesso em: 15 abr 2011. 
 
 
BRASIL. Ministério da Previdência Social - MPS. Impactos da Previdência Social sobre a 
Pobreza. Informe da Previdência, vol.17, n° 3. Brasília, 2005. Disponível em: 
<http//www.previdencia.gov.br>. Acesso em: 15 set. 2011. 
 
 
BRASIL. Ministério da Previdência Social - MPS. Panorama da Previdência Social 
Brasileira. 3ª ed. Brasília, 2008. Disponível em: <http//www.previdencia.gov.br>. Acesso 
em: 15 set. 2011. 
 
 
BRASIL. Ministério da Previdência Social - MPS. Debates: Presidência Social – Reflexões 
e Desafios. Coleção Previdência Social, Vol. 30, 1ª ed. Brasília, 2009a. Disponível em: 
<http//www.previdencia.gov.br>. Acesso em: 10 maio 2011. 
 
 
BRASIL. Ministério da Previdência Social - MPS. Estudos e Pesquisas da Secretaria de 
Políticas de Previdência Social. Coleção Previdência Social, Vol. 31. Brasília, 2009b. 
Disponível em: <http//www.previdencia.gov.br>. Acesso em: 18 maio 2011. 
 
107 
 
 
 
 
BRASIL. Ministério da Previdência Social - MPS. Enfrentando a Informalidade no Brasil. 
Informe da Previdência Social. 2010a. Vol. 22 nº 12. Disponível em: 
<http://www.previdencia.gov.br/arquivos/office/3_110204-124527-497.pdf>. Acesso em: 15 
fev. 2012. 
 
 
BRASIL. Ministério da Previdência Social - MPS. Projeções Atuariais para o RGPS. 
Brasília, 2010b. Disponível em: <http//www.previdencia.gov.br>. Acesso em: 10 fev. 2012. 
BRASIL. Ministério da Previdência Social - MPS. Censo 2010: Primeiros resultados e 
implicações para a previdência social por Graziela Amillero. Informe da Previdência Social 
2011a. Nota técnica: Resultado do RGPS de abril de 2011. Vol. 23 nº 5. Disponível em: 
<http//www.previdencia.gov.br>. Acesso em: 15 fev. 2012. 
 
 
BRASIL. Ministério da Previdência Social - MPS. Anexo III Metas fiscais – Anexo III.6 
Avaliação Atuarial do RPPS dos Servidores Civis da União. Brasília, 2011b. Disponível 
em: 
<http//www.camara.gov.br/internet/comissão/index/mista/orca/ldo/LDO2012/proposta/anexo
3_6.pdf>. Acesso em: 10 fev. 2012. 
 
 
BRASIL. Ministério da Previdência Social - MPS. Anexo III Metas fiscais – Anexo III.5 
Projeções Atuariais para o RGPS. Brasília, 2011c. Disponível em: 
<http//www.camara.gov.br/internet/comissão/index/mista/orca/ldo/LDO2012/proposta/anexo
3_5.pdf>. Acesso em: 10 fev. 2012. 
 
 
BRITO, Fausto. Transição demográfica e desigualdades sociais no Brasil, Revista 
Brasileira de Estatística Populacional, São Paulo, v.25, 2008. Disponível em: http// 
<www.scielo.br/pdf/rbepop/v25n1/v25n1a02.pdf >. Acesso em: 21 fev 2012. 
 
 
CAETANO, Marcelo Abi-Ramia. Determinantes da Sustentabilidade e do Custo 
Previdenciário: aspectos conceituais e comparações internacionais. Texto para discussão 
n° 1226. Ipea - Brasília,2006. Disponível em: 
<http://www.ipea.gov.br/sites/000/2/publicacoes/tds/td_1226.pdf>. Acesso em: 21 fev 2012. 
 
 
CAETANO, Marcelo Abi-Ramia. Por que a Previdência Social Brasileira gasta tanto com 
o Pagamento de Pensões por Morte? 2011. Disponível em: <http://www.brasil-economia-
governo.org.br/wp-content/uploads/2011/08/por-que-a-previdencia-social-brasileira-gasta-
tanto-com-o-pagamento-de-pensoes-por-morte_.pdf>. Acesso em: 21 Jan. 2012. 
 
 
CALCIANO, Filippo L.; TIRELLI, Mário. Public Versus Private Old – Age Pensions in 
Europe (Rome-it). Roma, 2008. Disponível em: 
<http://host.uniroma3.it/docenti/tirelli/wp/pensions.pdf>. Acesso em: 21 Jan. 2012. 
 
108 
 
 
 
 
CAMARA. União pagará até 8,5% sobre parcela de remuneração acima do teto do 
INSS. 29/02/2012. Disponível em: 
<http://www2.camara.gov.br/agencia/noticias/TRABALHO-E-PREVIDENCIA/410188-
UNIAO-PAGARA-ATE-8,5-SOBRE-PARCELA-DE-REMUNERACAO-ACIMA-DO-
TETO-DO-INSS.html>. Acesso em: 01 mar. 2012. 
 
 
CAMARA. Fundações terão aporte inicial de R$ 100 milhões da União. 29/02/2012. 
Disponível em: <http://www2.camara.gov.br/agencia/noticias/TRABALHO-E-
PREVIDENCIA/410187-FUNDACOES-TERAO-APORTE-INICIAL-DE-R$-100-
MILHOES-DA-UNIAO.html>. Acesso em: 01 mar. 2012. 
 
 
CASTRO, Carlos Alberto Pereira de.; LAZZARI, João Batista. Manual de direito 
previdenciário. Ed. LTR. 632p. São Paulo, 2002. 
 
 
CECHIN, José; CECHIN, Andrei Domingues. Desequilíbrios: causas e soluções. 
Previdência no Brasil: debates, dilemas e escolhas, capítulo 6. Rio de Janeiro, 2007. 
Disponível em: 
<http://www.ipea.gov.br/sites/000/2/livros/previdencianobrasil/Livro_Completo.pdf>. Acesso 
em: 21 Jan. 2012. 
 
 
CHON-DOMINCZAK, Agnieszka; MORA, Marek. Commitment and Consensus in 
Pension Reform. Pension Reform in Europe: Process and progress. The World Bank. Pág. 
131 a 156. Washington, D.C. 2003. Disponível em: <http://reparti.free.fr/bmp.pdf>. Acesso 
em: 18 fev. 2012. 
 
 
CINTRA. Marcos. Movimentação Financeira: a base de uma nova Contribuição Social. 
In: MPS – Ministério da Previdência Social. Base de Financiamento da Previdência Social: 
Alternativa e Perspectivas. Coleção Previdência Social, Vol. 19, Brasília, 2003. p. 177-228. 
Disponível em: 
<http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/1943/TD125.pdf?sequence=1>. 
Acesso em: 21 Jan. 2012. 
 
 
CNI. Confederação Nacional da Indústria: Alternativas de Financiamento da Previdência 
Social. In: MPS – Ministério da Previdência Social. Base de Financiamento da Previdência 
Social: Alternativa e Perspectivas. Coleção Previdência Social, Vol. 19, Brasília, 2003. p. 
127-146. Disponível em: <http://www.previdenciasocial.gov.br/arquivos/office/3_081014-
111400-183.pdf>. Acesso em: 21 Jan. 2012. 
 
 
COSTA. José Ricardo Caetano. Previdência e Neoliberalismo, Porto Alegre, Livraria do 
Advogado, 2001 
. 
109 
 
 
 
COSTA, Luciane Caluz de A. O Custo de Peso Morto do Sistema Previdenciário de 
Repartição: Analisando o caso brasileiro. 2007a. Disponível 
em:<http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/handle/10438/310>Acesso em: 12 Nov. 2011. 
 
 
COSTA, Eliane R.; et al. Direitos Sociais em Reforma: programas e políticas de inclusão 
social. Revista Estudos. Vol.34, n° 3, p. 319-342. Goiás, 2007b. Disponível em: 
<seer.ucg.br/index.php/estudos/issue/view/34/showToc>. Acesso em: 20 dez. 2011. 
 
 
DANTAS, Emanuel de Araújo. Previdência Social: Análise dos fatores que afetam a 
necessidade de financiamento do regime geral. Dissertação para pós-graduação em 
Economia – CAEN - Mestrado profissional em economia – Universidade Federal do Ceará. 
Fortaleza, 2009. Disponível em: 
<http://www.teses.ufc.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=3285 c>. Acesso em: 20 dez. 
2011. 
 
 
DETHIER, Jean-Jaques; PESTIEAU, Pierre; ALI, Rabia. Universal Minimum Old Age 
Pensions: Impacto n Poverty and Fiscal Cost in 18 Latin American Countries. The World 
Bank. Policy Research working paper nº 5292, 2010. Disponível em: 
<http://www.iadb.org/intal/intaledi/PE/2010/05471.pdf>. Acesso em: 21 Jan. 2012. 
 
 
DIAS, Dnilson Carlos; FERREIRA, Fernanda Carolina Rocha Martins. Sistemas 
Previdenciários de Repartição e Capitalização: uma análise comparativa entre Brasil e 
Chile. Goiás, 2009. Disponível em:<http://www.nepec-
ufg.net/dnilson/sistemaprevidenciario.pdf>. Acesso em: 21 Jan. 2012. 
 
 
DIAS, Fernando Álvares