A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
73 pág.
LegislaçãoRH-SC

Pré-visualização | Página 1 de 17

GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO
URBANO E MEIO AMBIENTE - SDM
CONSELHO ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS - CERH
LEGISLAÇÃO SOBRE RECURSOS 
HÍDRICOS
Florianópolis, Março/1998
�
�
GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA
Paulo Afonso Evangelista Vieira
VICE-GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA
José Augusto Hulse
SECRETÁRIO DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO URBANO E MEIO AMBIENTE-SDM
Neri Francisco Garcia
SECRETÁRIO ADJUNTO, em exercício
Márcio Luiz Pereira
DIRETOR DE RECURSOS NATURAIS E GESTÃO AMBIENTAL 
Emerilson Gil Emerim
GERENTE DE GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS
Ciro Loureiro Rocha
UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA-UNISUL 
REITOR
Silvestre Heerdt
VICE-REITOR
Gerson Joner Da Silveira
EQUIPE TÉCNICA RESPONSÁVEL PELA ELABORAÇÃO
SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO URBANO E MEIO AMBIENTE-SDM
 Engº. Ciro Loureiro Rocha – Gerente da Gehid/Dima/SDM
Geóg. Rui Batista Antunes – Assistente Técnico da Gehid/Dima/SDM
Engº. Guilherme Xavier de Miranda Junior - Consultor Técnico
Quím. Marisa Bender - Consultora Técnica
UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA-UNISUL
Engo Ismael Pedro Bortoluzzi, MSc 
Engo Ronaldo Gomes Silveira, MSc 
..................................................................
..................................................................
SUMÁRIO
5��APRESENTAÇÃO	
SÍNTESE DA LEGISLAÇÃO FEDERAL SOBRE RECURSOS HÍDRICOS	6��
Decreto Presidencial Nº 24.643, de 10.de julho de 1934 (Código de Águas)	6��
Resolução do CONAMA Nº 20, de 18.de junho de 1986	6��
Constituição Federal 1988:	6��
Identificação: Art. 20; inciso III	6��
Identificação: Art. 26; inciso I	6��
Identificação: Art. 20; Parágrafo 1º	6��
Identificação: Art. 21; inciso XII; letras "b" e "f"	6��
Identificação: Art. 21; inciso XVIII	7��
Identificação: Art.21; inciso XIX	7��
Identificação: Art. 22; inciso IV e X	7��
Identificação: Art. 22; Parágrafo único	7��
Identificação: Art. 23; inciso VI e XI	7��
Lei Nº 7.990, de 28.de dezembro de 1989	7��
Lei Nº 8.001, de 13.de março de 1990	7��
Decreto Presidencial Nº 1, de 11.de janieiro de 1991	8��
Lei Nº 4.904, de 17.de dezembro de 1995	8��
Lei Nº 9.427, de 26.de dezembro de 1996	8��
POLÍTICA NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS	9��
Lei Nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997	9��
LEGISLAÇÃO ESTADUAL SOBRE RECURSOS HÍDRICOS	24��
CONSTITUIÇÃO DO ESTADO DE SANTA CATARINA
Título III - Da Organização Político-Administrativo do Estado-Capítulo II - Da Competência do Estado - Art.8º, Capítulo III-Art.12 - Título VIII - Da Ordem 
Econômica e Financeira - Capítulo III - Do Desenvolvimento Rural - Art. 144, § 2º	24��
Portaria Nº 0024/79, de 19 de setembro de 1979	25��
Decreto Nº 14.250, de 05 de junho de 1981	29��
Lei Nº 6.739 - de 16 de dezembro de 1985	35��
Lei Nº 9.022 - de 6 de maio de 1993	38
Lei Nº 9.748 - de 30 de novembro de 1994	43
 Lei Nº 10.644, de 07 de janeiro de 1998 56
RESOLUÇÕES DO CONSELHO ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS -	57
Resolução Nº 002, de 23 de junho de 1997	57
Resolução Nº 003, de 23 de junho de 1997	58
DECRETOS DE CRIAÇÃO DE COMITÊS DE GERENCIAMENTO DE BACIAS HIDROGRÁFICAS	63
Decreto Nº 3.943, de 22 de setembro de 1993	63
Decreto Nº 2.109, de 05 de agosto de 1997	63
Decreto Nº 2.285, de 14 de outubro de 1997	63
Decreto Nº 2.444, de 01 de dezembro de 1997	63
DECRETO QUE REGULAMENTA O FUNDO ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS - FEHIDRO	64
Decreto Nº 2.648, de 16 de fevereiro de 1998	64
ANEXOS	71
ESTRUTURA POLÍTICO-LEGAL E INSTITUCIONAL	72
MAPA DAS REGIÕES HIDROGRÁFICAS	73
REGIÕES HIDROGRÁFICAS - CRITÉRIOS	74
�
�
APRESENTAÇÃO
A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente-SDM, na qualidade de órgão responsável pelas questões que envolvem os recursos hídricos do Estado, vem através deste documento, permitir um melhor acesso ao conhecimento do arcabouço jurídico e legal existente, que permitirá a implementação dos modernos conceitos de gestão integrada de recursos hídricos. 
Atualmente, podemos contar com uma moderna Política Federal, incorporando princípios, normas e padrões de gestão da água de forma descentralizada e participativa. A nível de Estado, contamos com a Legislação Estadual de Recursos Hídricos, o Sistema Estadual de Gerenciamento, cujo órgão de orientação superior é o Conselho Estadual de Recursos Hídricos. Este ordenamento jurídico da água, representa um avanço considerável pois além de promover a regularização das relações entre os diversos usuários da água, também, e sobretudo, permitirá que a satisfação das necessidades destes usuários não resultem em prejuízo da conservação do mesmo.
O presente documento, se constitui em mais um passo para a melhoria das condições dos recursos hídricos catarinenses, colocando à disposição dos órgãos estaduais e municipais intervenientes, ferramentas e recursos eficazes para que possam, efetivamente, cumprir o seu papel. E, concomitante, tornar acessível a todo o cidadão e a toda e qualquer instituição, entidades governamentais e não-governamentais, informações que, inegavelmente, contribuirão para o fortalecimento da consciência de que a água é um recurso natural limitado, indispensável para a vida e para o exercício da imensa maioria das atividades econômicas.
No intento de apresentar de forma sistemática as mais importantes disposições legais sobre a matéria em questão, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente-SDM e o Conselho Estadual de Recursos Hídricos-CERH, em parceria com a Universidade do Sul de Santa Catarina-UNISUL, esperam contribuir para assegurar uma utilização racional e uma proteção adequada para os recursos hídricos, na ótica da sustentabilidade ambiental, obtendo assim, avanços no processo de gestão das águas. 
NERI FRANCISCO GARCIA
Secretário de Estado da SDM
Presidente do CERH
�
SÍNTESE DA LEGISLAÇÃO FEDERAL SOBRE RECURSOS HÍDRICOS
Legislação: Decreto Presidencial (Código de Águas)
Identificação: Nº 24.643
Data: 10.7.34
Resumo: Define águas públicas, comuns e particulares, trata do princípio de outorga, modalidades de concessão e garantia do acesso às águas, buscando atender às necessidades de vida.
Legislação: Resolução do CONAMA
Identificação: Nº 20
Data: 18.6.86
Resumo: Classificar as águas doces, salobras e salinas do território nacional. 
Legislação: Constituição Federal
Identificação: Art. 20; inciso III
Data: 1988
Resumo: Define como sendo bens da União lagos, rios e quaisquer correntes de água em terrenos de seu domínio, ou que banhem mais de um estado, sirvam de limite com outros países ou se estendam a território estrangeiro ou dele provenham, bem como os terrenos marginais e as praias fluviais.
Identificação: Art. 26; inciso I
Data: 1988
Resumo: Inclui entre os bens dos estados as águas superficiais ou subterrâneas, fluentes, emergentes e em depósito, ressalvadas, neste caso, na forma da lei, as decorrentes de obras da União.
Identificação: Art. 20; Parágrafo 1º
Data: 1988
Resumo: Assegura aos estados e municípios a participação no resultado ou compensação financeira relativa à exploração dos recursos hídricos em seu território.
Identificação: Art. 21; inciso XII; letras "b" e "f"
Data: 1988
Resumo: Define que compete à União explorar, diretamente ou mediante autorização, concessão ou permissão: a) os serviços e as instalações de energia elétrica e o aproveitamento energético dos cursos de água, em articulação com os estados onde se situam os potenciais hidroenergéticos; b) os portos marítimos, fluviais e lacustres.
Identificação: Art. 21; inciso XVIII
Data: 1988
Resumo: Estabelece como sendo de competência da União planejar e promover a defesa permanente contra as calamidades públicas,