A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
EXCEÇÕES NO DIREITO TRIBUTÁRIO

Pré-visualização | Página 1 de 1

EXCEÇÕES NO DIREITO TRIBUTÁRIO
O Poder Executivo poderá, dentro dos limites e condições estabelecidos em lei, alterar as alíquotas de 04 tributos. Então as alíquotas vão ser alteradas por meio de Decreto, e não por meio de Lei, pois o Poder Executivo não elabora leis. Os tributos são: II – IE – IPI - IOF.
O Poder Executivo poderá reduzir e restabelecer as alíquotas da CIDE combustível e ICMS combustível.
O IPVA terá suas alíquotas mínimas fixadas por Resolução do Senado Federal.
O ITCMD terá suas alíquotas máximas fixadas por Resolução do Senado Federal.
O ICMS terá suas alíquotas mínimas ou máximas fixadas por Resolução do Senado Federal.
NÃO RESPEITA ANTERIORIDADE DE EXERCÍCIO NEM 90 DIAS: Imposto Extraordinário Guerra, Empréstimo Compulsório Guerra; II; IE; IOF – Devendo ser cobrados IMEDIATAMENTE.
NÃO RESPEITA ANTERIORIDADE DE EXERCÍCIO: IPI; CIDE Combustível (Redução e Restabelecimento das alíquotas); ICMS Combustível (Redução e Restabelecimento das alíquotas); Contribuição Social – Devendo ser cobrados depois de 90 dias.
NÃO RESPEITA ANTERIORIDADE DE 90 DIAS: IR; Alteração Da Base De Cálculo do IPTU E IPVA – São cobrados no próximo exercício financeiro.
A lei tributária não retroagirá, salvo três hipóteses: lei expressamente interpretativa, desde que não culmine penalidade, sem mudar o ordenamento jurídico, apenas definindo o conteúdo e alcance de lei anterior; no caso de ato não definitivamente julgado, se vier lei que reduzir penalidade (multa) ou excluir infração; e, no caso do lançamento tributário vier nova lei que crie novos métodos de fiscalizar ou apurar, sem que altere qualquer vetor da relação jurídica tributária.