A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
163 pág.
SUMULAS_DE_HISTORIA_WEB

Pré-visualização | Página 48 de 50

é mantimento para o homem), para empregar no cerco. 
 
CAPÍTULO 21 
Homicidas Desconhecidos – Direito de Primogenitura – Filhos Incorrigíveis 
Lapidação (Deut. 21, 18-21) 
Herança e Primogenitura (Deut. 21, 15-17) 
 
Ver. 15 - Se um homem tiver duas mulheres, uma que ele ama, outra ele desdenha, e lhe tiverem dado 
filhos, tanto a que é amada como a que é desdenhada, se o filho desta última for o filho primogênito. 
Ver. 16 - este homem, no dia em que repartir os seus bens entre os seus filhos, não poderá dar o direito 
de primogenitura ao filho da que é amada, em detrimento do primogênito, filho da mulher desdenhada... 
 Ver. 17 - Mas ao filho da desprezada reconhecerá por primogênito, dando-lhe dobrada porção de 
tudo quanto tiver; porquanto aquele é o princípio da sua força, o direito da primogenitura é dele. 
Ver. 18 - Se um homem tiver um filho indócil e rebelde, que não atende ás ordens de seu pai nem de sua 
mãe, permanecendo insensível ás suas correções, 
Ver. 19 - seu pai e sua mãe tomá-lo-ão e o levarão aos anciãos cidade, à porta da localidade onde 
habitam, 
Ver 20 - e lhes dirão: Este nosso filho é indócil e rebelde; não nos ouve, e vive na embriaguez e na 
dissolução. 
Ver. 21 – Então, todos os homens da cidade o apedrejarão até que ele morra. Assim, tirarás o mal do 
meio de ti, e todo o Israel, ao sabê-lo, será possuído de temor... 
CAPÍTULO 22 
Leis Diversas – Leis Acerca do Casamento 
Adultério (Deut. 22,22) 
Concubinato (Deut. 22,15 e Lev. 18,18) 
Defloração (Deut. 22, 28 e 29) 
Fauna e Flora (Deut. 20,19 e 22,6-7) 
 
Ver. 5 - A mulher não se vestirá de homem, nem o homem se vestirá de mulher: aquele que o fizer, será 
abominável diante do Senhor, teu Deus... 
Ver. 6 - Quando encontrares pelo caminho um ninho de ave numa árvore, ou no chão, com passarinhos, 
ou ovos, e a mãe posta sobre os passarinhos, ou sobre os ovos, não tomarás a mãe com os filhotes; 
Ver. 7 - Deixarás ir livremente a mãe, e os filhotes tomarás para ti; para que te vá bem e para que 
prolongues os teus dias. 
Ver. 13 - Se um homem, depois de ter desposado uma mulher e a ter conhecido, vier a aborrecê-la, 
Ver. 14 - e, imputando-lhe faltas desonrosas, se puser a difamá-la, dizendo: Desposei esta mulher, e, ao 
aproximar-me dela, descobri que ela não era virgem, 
 
 
114 
Ver. 15 - então o pai e a mãe da donzela tomarão as provas de sua virgindade e as apresentarão aos 
anciãos da cidade, á porta. 
Ver. 16 - O pai dirá aos anciãos: Dei minha filha por mulher a este homem, mas porque ele lhe tem 
aversão, 
Ver. 17 - eis que agora lhe imputa faltas desonrosas, pretendendo não ter encontrado nela as marcas da 
virgindade. Ora, eis aqui as provas da virgindade de minha filha. E estenderão diante dos anciãos da 
cidade a veste de sua filha... 
 Ver. 22 - Quando um homem for achado deitado com mulher que tenha marido, então ambos morrerão, o 
homem que se deitou com a mulher, e a mulher; assim tirarás o mal de Israel. 
Ver. 23 - Quando houver moça virgem, desposada, e um homem a achar na cidade, e se deitar com ela, 
Ver. 24 - Então trareis ambos à porta daquela cidade, e os apedrejareis, até que morram; a moça, 
porquanto não gritou na cidade, e o homem, porquanto humilhou a mulher do seu próximo; assim tirarás o 
mal do meio de ti. 
Ver. 25 - E se algum homem no campo achar uma moça desposada, e o homem a forçar, e se deitar com 
ela, então morrerá só o homem que se deitou com ela; 
Ver. 26 - Porém à moça não farás nada. A moça não tem culpa de morte; porque, como o homem que se 
levanta contra o seu próximo, e lhe tira a vida, assim é este caso. 
 Ver. 27 - Pois a achou no campo; a moça desposada gritou, e não houve quem a livrasse. 
Ver. 28 - Se um homem encontrar uma jovem virgem, que não seja casada, e, tomando-a, dormir com ela, 
e forem apanhados, 
Ver. 29 - este homem dará ao pai da jovem cinqüenta siclos de prata, e ela tornar-se-á sua mulher. 
Como a deflorou, não poderá repudiá-la em todos os dias de sua vida... 
CAPÍTULO 23 
Leis Diversas 
Fraude Comercial e Juros ( Deut. 23,20 e 21) 
 
Ver. 15 - Não entregarás ao seu senhor o escravo fugitivo que se refugiar em tua casa. 
Ver. 16 - Ele ficará contigo, em tua terra, no lugar que tiver escolhido numa de tuas cidades, onde melhor 
lhe parecer, e não o molestarás. 
Ver 17 - Não haverá mulher cortesã nem prostituta entre as filhas ou entre filhos de Israel... 
Ver 19 - A teu irmão não emprestarás com juros, nem dinheiro, nem comida, nem qualquer coisa que se 
empreste com juros. 
Ver 20 - Ao estranho emprestarás com juros, porém a teu irmão não emprestarás com juros; para que o 
SENHOR teu Deus te abençoe em tudo que puseres a tua mão, na terra a qual vais a possuir. 
Ver 21 - Quando fizeres algum voto ao SENHOR teu Deus, não tardarás em cumpri-lo; porque o 
SENHOR teu Deus certamente o requererá de ti, e em ti haverá pecado. 
Ver. 24 - Quando entrares na vinha do teu próximo, poderás comer livremente quantas uvas quiseres, 
mas não as levarás contigo em tua cesta. 
Ver. 25 - Quando entrares na seara de trigo do teu próximo, poderás colher espigas com a mão, mas não 
usarás a foice.... 
CAPÍTULO 24 
Lei Acerca do Divórcio e Leis Diversas 
Individualidade das Penas (Deut. 24,16) 
Divórcio (Deut. 24,1); 
Ver. 1 - Se um homem, tendo escolhido uma mulher, casar-se com ela, e vier a aborrecê-la por descobrir 
nela qualquer coisa inconveniente, escreverá uma letra de divórcio, lha entregará na mão, e a despedirá 
de sua casa... 
Ver 6 - Não se tomarão como penhor as duas pedras do moinho, nem que seja somente a pedra móvel, 
porque seria tomar como penhor a própria vida... 
Ver. 10 - Se fizeres ao teu próximo um empréstimo qualquer, não entrarás em sua casa para tomar 
(algum) penhor. 
Ver. 11 - Esperarás fora; é ali que o teu devedor te trará esse penhor... 
Ver. 14 - Não prejudicarás o assalariado pobre e necessitado, quer seja um de teus irmãos, quer seja um 
estrangeiro que mora numa das cidades de tua terra. 
Ver. 15 - Dar-lhe-ás o seu salário no mesmo dia, antes do pôr do sol, porque é pobre e espera impaciente 
mente a sua paga. Do contrário clamaria contra ti ao Senhor, e culpado de um pecado, 
Ver. 16 - Não morrerão os pais pelos filhos, nem os filhos pelos pais. Cada um morrerá pelo seu próprio 
pecado... 
CAPÍTULO 25 
Lei do Levirato e Leis Diversas 
 
ver. 5 - Se alguns irmãos habitarem juntos, e um deles morrer sem filhos, a mulher do defunto não se 
casará fora com um estranho: seu cunhado a desposará e se aproximará dela, observando o costume do 
levirato. 
Ver. 13 - Não terás em tua bolsa duas espécies de pesos, uma pedra e uma pequena. 
Ver. 14 - Não terás duas espécies de efás, um grande e um pequeno. 
 
 
115 
Ver. 15 - Tuas pedras serão um peso exato e justo, para que prolongados os teus dias na terra que te dá 
o Senhor, teu Deus... 
IV – DISCURSOS COMPLEMENTARES 
(Cap. 27 a 30) 
V – ADEUS E MORTE DE MOISÉS 
(Cap. 31 a 34) 
 
 
 
 
 
ANEXO - 03 - MANUSRTI – CÓDIGO DE MANU 
(Estudo Resumido) 
 
Livro Primeiro 
 
Descreve a apresentação e o pedido das leis compiladas pelos Maharqui (os dez 
santos eminentes) dirigido a Manu; a criação do mundo; a hierarquia celeste e humana; a 
divisão do tempo; o alternar-se da vida e da morte, em cada ser criado; e, a explicação das 
regras para que possam ser difundidas. 
Livro Segundo 
 
Institui quais sejam os deveres que devem cumprir os homens virtuosos, os quais são 
inatacáveis tanto pelo ódio quanto pelo amor, e as obrigações e a vida prescrita para o 
noviciado e a assunção dos sacramentos para os Brâmanes, sacerdotes, membros da mais 
alta casta hindu. 
Livro Terceiro 
 
Estipula normas sobre o matrimônio e os deveres do chefe da família; trazendo 
descrições minuciosas sobre os inúmeros costumes nupciais; o comportamento do bom pai 
frente à mulher e aos filhos;