A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
Pim6

Pré-visualização | Página 6 de 6

supervisores, que deverá 
acompanhar também o desenvolvimento dos funcionários sob sua responsabilidade, 
juntamente com o instrutor; 
 Criar um perfil padronizado do público alvo onde deverão ser reforçados todos 
os conceitos científicos de atendimento ao público. 
5ª. Fase 
 Criação de um programa de educação continuada à distância: 
 Questionários 
 Estudos com base na última análise da reação dos funcionários, objetivando o 
aperfeiçoamento contínuo; 
Os pontos destacados acima devem ser aplicados no treinamento inicial e no 
periódico, que deverá ser aplicado semestralmente de forma a manter a "cultura" da 
reciclagem, sempre aperfeiçoando os funcionários e os métodos com as informações obtidas. 
Por sua vez, o supervisor deverá submeter a análise de seus procedimentos de rotina ao 
Gerente de Recursos Humanos. Desta forma, fica criado, portanto, o plano de treinamento de 
forma a assegurar o bom funcionamento da central de atendimento, bem como a qualidade do 
atendimento ao publico. 
 
 
 
15. CONCLUSÃO 
O Registro de Identidade Civil (RIC) proporciona segurança como nenhum outro, 
evitando fraudes, estabelece uma “imutabilidade lógica” de seu conteúdo, As vantagens da 
assinatura digital são: 
a) ser única para cada documento; 
b) comprovar a autoria do documento eletrônico; 
c) possibilitar a verificação da integridade do documento, ou seja, no caso de qualquer 
alteração, o destinatário terá como percebê-la; 
d) assegurar ao destinatário o “não repúdio” do documento eletrônico, pois, a 
princípio, o emitente é a única pessoa com acesso à chave privada geradora da assinatura. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
REFERÊNCIAS 
Http://PROCURANDOVAGAS.ORG/REGISTRO- DE- IDENTIDADE CIVIL 
WWW.PROJETOSDEREDES.COM.BR/ARTIGO 
WWW.ANOREG.ORG.BR 
WWW.ITI.GOV.BR 
[DIAS, Cláudia, 2000] – Dias, Cláudia. “Segurança e Auditoria da Tecnologia da 
Informação” . Axcel Books do Brasil, 2000. 
CORDEIRO, Luiz Gustavo. Certificação Digital – Conceitos e Aplicações. 
MODELOS Brasileiro e Australiano, 1ª Edição, Editora Ciência Moderna Ltda.17 
VOLPI, Marlon Marcelo. Assinatura Digital – Aspecto Técnicos, Praticos e Legais, 1ª 
Edição, editora Axcel Books. 
LOPES DE LIMA, Wilson. Administração. 2ª edição, Brasília: Intellectum, 2004. 
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO. Manual de 
treinamento e desenvolvimento. 2ª edição, São Paulo: Makron Books, 1994. 
SAUZA DOS SANTOS, Wilna, SILVA, EDISON, LIMA, daniel. Projeto (RIC). 
BOUNCY CASTLE. Java cryptography APIs. Austrália, [2006]. Disponível em: 
<http://www.bouncycastle.org/java.html>. Acesso em: 09 maio. 2007 
BURNETTI, Steve; PAINE, Stephen. O guia oficial RSA. Rio de Janeiro: Elsevier, 
2002. 
CERTISIGN. Peticionamento eletrônico. Rio de Janeiro, [2006]. Disponível em: 
<http://www.certisign.com.br/solucoes/trt4/trt4_faq.jsp#1>. Acesso em: 20 ago. 
2006. 
SILVA, Lino Sarlo da. Public key infrastruture. São Paulo: Novatec Editora, 2004.